Haakon VII da Noruega

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Haakon VII
Rei da Noruega
Reinado 18 de novembro de 1905
a 21 de setembro de 1957
Coroação 22 de junho de 1906
Predecessor Óscar II
Sucessor Olavo V
Esposa Maud de Gales
Descendência
Olavo V da Noruega
Nome completo
Cristiano Frederico Carlos Jorge Valdemar Axel
Casa Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg
Pai Frederico VIII da Dinamarca
Mãe Luísa da Suécia
Nascimento 3 de agosto de 1872
Palácio de Charlottenlund, Charlottenlund, Dinamarca
Morte 21 de setembro de 1957 (85 anos)
Palácio Real, Oslo, Noruega
Enterro 1 de outubro de 1957
Fortaleza de Akershus, Oslo, Noruega
Religião Luteranismo

Haakon VII ou Haquino VII[1] (Charlottenlund, 3 de agosto de 1872 - Oslo, 21 de setembro de 1957), conhecido até 1905 como Príncipe Carlos da Dinamarca, foi o Rei da Noruega de 1905 até sua morte, o primeiro após a dissolução da união pessoal com a Suécia. Ele era membro da Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg. Como um dos poucos monarcas eleitos, Haakon rapidamente ganhou o respeito e afeição do povo e teve papel importante ao unir os noruegueses em resistência a invasão nazista e a subsequente ocupação de cinco anos na Segunda Guerra Mundial.

Na Noruega, Haakon é considerado como um dos maiores noruegueses do século XX, particularmente reverenciado por sua coragem durante a invasão alemã – ele ameaçou abdicar caso o governo comperasse com os invasores – e por sua liderança e preservação da unidade do país durante o conflito. Ele viveu até os 85 anos, reinando por 52 anos, sendo sucedido por seu filho Olavo V.

História familiar[editar | editar código-fonte]

O príncipe Carlos nasceu em Charlottenlund, em Copenhague. Ele era o segundo filho do príncipe Frederico (futuro Frederico VIII), o filho mais velho de Cristiano IX da Dinamarca, e de sua esposa, a princesa Luísa da Suécia, a única filha do rei Carlos XV da Suécia. Carl tornou-se rei da Noruega pessoalmente antes de seu pai e de seu irmão mais velho, o futuro Cristiano X.

O príncipe Carlos pertencia à divisão de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg da Casa de Oldemburgo, à qual a família real dinamarquesa pertence desde 1448. A Casa de Oldemburgo reinou a Noruega quando ela fazia parte do reino da Dinamarca-Noruega, entre 1536 e 1814.

A Casa era originalmente do norte da Alemanha, onde Glucksburg (Lyksborg) tinha seu pequeno feudo. A família tinha ligações permanentes com a Noruega desde o começo da Idade Média, e muitos dos ancestrais de Carlos (do lado paterno) tinham sido reis da Noruega independente (Haakon V da Noruega, Cristiano I da Noruega, Frederico I, Cristiano I, Frederico II, Cristiano IV, bem como Frederico III da Noruega, que incorporou a Noruega dentro do reino dinamarquês, de Schleswig e de Holstein - depois dessa incorporação, ela não era independente até 1814). Cristiano Frederico, que foi rei da Noruega brevemente em 1814, era seu tio-bisavô. Depois de 1814, a Noruega e a Suécia formaram uma união pessoal, e o rei da Noruega passou a ser Carlos XIII da Suécia (Carlos II da Noruega).

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Em 22 de julho de 1896, o príncipe Carlos desposou sua prima-irmã, a princesa Maud de Gales, a terceira e última filha do Príncipe de Gales e neta da rainha Vitória. A mãe de Maud, a Princesa de Gales, era sua tia paterna. O único filho do príncipe Carlos e da princesa Maud, o príncipe Alexandre, nascido em 2 de julho de 1903, assumiu o trono norueguês com o nome de Olavo V e é pai do atual monarca, Haroldo V.

Acessão ao trono[editar | editar código-fonte]

Depois que a União entre Suécia e Noruega foi dissolvida em 1905, um comitê do governo norueguês selecionou muitos membros da realeza européia como candidatos para o cargo de primeiro rei da Noruega em muitos séculos. Gradualmente, o príncipe Carl tornou-se o principal candidato. Ele tinha um filho (e portanto um herdeiro), e sua esposa, a princesa Maud, tinha laços com a família real britânica, que foram vistos como uma vantagem para a nova e independente nação.

Idealista democrático, Carlos, ciente de que a Noruega ainda estava debatendo se continuaria com a monarquia ou se aderiria ao sistema de governo republicano, estava losonjeado com a oferta do governo norueguês, mas não a aceitaria sem que um plebiscito mostrasse que a monarquia era verdadeiramente a escolha do povo da Noruega.

Depois que um referendo esmagadoramente confirmou que 79% dos noruegueses desejavam manter a monarquia, foi oferecido formalmente ao príncipe Carlos o trono pelo Storting (parlamento) em 18 de novembro de 1905. Quando Carlos a aceitou naquela noite, com a aprovação de seu avô Cristiano IX, ele tornou-se Haakon VII. Fazendo isso, sucedeu seu tio-avô Oscar II da Suécia, que abdicou em outubro daquele ano após um acordo entre Suécia e Noruega com os termos da separação da união. A coroação de Haakon ocorreu na Catedral de Nidaros, em Trondheim, no dia 22 de junho de 1906.

Haakon VII arranjou como esposa para seu filho e herdeiro a filha de sua irmã, a princesa Marta da Suécia.

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

Em julho de 1955, apenas um mês antes de seu aniversário de 83 anos, o rei Haakon VII caiu em seu banheiro, quebrando seu fêmur e causando futuras complicações. Confinado numa cadeira de rodas, o rei logo ficou deprimido por sua impotência e começou a perder seu envolvimento habitual e interesse em eventos correntes. Com a perda de mobilidade de Haakon e a deterioração de sua saúde no verão de 1957, o príncipe herdeiro Olavo começou a aparecer no lugar de seu pai em ocasiões cerimoniais, e seu papel aumentou em casos do Estado. Com a morte de Haakon, a coroa passou para o príncipe que assumiu como Olavo V da Noruega.

Haakon foi um dos mais importantes líderes noruegueses do período pré-guerra, tirando seu jovem e frágil país de condições de instabilidade política. Em 1927, ele disse, brincando, "Eu também sou rei dos comunistas". Sua lealdade à democracia provou ser crucial para a situação política do país durante a Segunda Guerra Mundial.

Títulos em ordem cronológica[editar | editar código-fonte]

  • Sua Alteza Real Príncipe Carl da Dinamarca
  • Sua Majestade O Rei da Noruega

Trivialidades[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Martín 1999, p. 83

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martín, Antonio Pérez. El derecho procesal del "ius commune" en España. [S.l.]: EDITUM, 1999. ISBN 8483710870

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Oscar II
Rei da Noruega
1905 - 1957
Sucedido por
Olavo V