Hormônio adrenocorticotrófico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A corticotrofina, hormona adrenocorticotrófica (Portugal) ou hormônio adrenocorticotrófico (Brasil), geralmente abreviado para a sigla ACTH (Adrenocorticotropic hormone em inglês), é um polipeptídeo com trinta e nove aminoácidos produzido pelas células corticotróficas da adeno-hipófise. Atua sobre as células da camada cortical da glândula adrenal, estimulando-as a sintetizar e liberar seus hormônios, principalmente o cortisol, também estimula o crescimento desta camada.

A secreção de ACTH exibe ritmo circadiano com padrão diurno acentuado, controle por feedback negativo e respostas de ampla variedade de estímulos, entre eles o hormônio de liberação de corticotrofina, este é produzido nas células do núcleo paraventricular.

A corticotrofina ou hormônio adrenocorticotrópico tem como função estimular a secreção de hormônios da córtex supra-renal, principalmente glicocorticoides e manter a integridade da mesma.

Efeito dos corticosteroides[editar | editar código-fonte]

A cortex da supra-renal produz hormonas esteroides (sintetizadas a partir do colesterol):

  • Aldosterona - cujo excesso provoca hipertensão e a falta provoca a Doença de Addison - responsável pelo controle dos íons de sódio (Na) e potássio (K). Se estamos com baixa pressão arterial,isso vai gerar uma baixa pressão de filtração nos rins,o que vai estimular o rim a produzir renina. Esta, por sua vez, ativará a proteína angiotensinogénio, estimulando o córtex a produzir aldosterona, a qual vai fomentar a entrada de cálcio no sangue e, portanto, aumentar sua pressão sanguinea.
  • Cortisol - cujo excesso causa a síndrome de Cushing - atua no metabolismo dos hidratos de carbono, proteínas e gorduras. O cortisol inibe a produção de proteínas. Quando a pessoa está muito estressada, a adeno-hipófise ativa, por meio da corticotrofina (ACTH), a produção de cortisol, que atua no auxílio de tecidos lesados, diminuindo o estresse. Porém, o aumento de cortisol inibe a produção de proteínas, o que explica o mal-estar físico que sentimos durante o estresse.
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.