Adiponectina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Adiponectina (também chamada de GBP-28, apM1, AdipoQ e Acrp30) é uma proteína que nos humanos é codificada pelo gene ADIPOQ.[1]

Função[editar | editar código-fonte]

Adiponectina é um hormônio protéico que modula vários processos metabólicos, incluindo a regulação da glicemia e o catabolismo de ácidos graxos.[2] A adiponectina é exclusivamente secretada do tecido adiposo na corrente sanguínea e seus níveis no plasma sanguíneo estão inversamente relacionados com o percentual de gordura corporal em adultos,[3] enquanto esta associação não está bem definida em crianças. Este hormônio tem um papel na supressão de eventos metabólicos que podem causar Diabetes tipo 2,[3] obesidade, aterosclerose,[2] Doença hepática gordurosa não alcoólica, e Síndrome Metabólica.[4]

Adiponectina é secretada na corrente sanguínea, onde representa cerca de 0,01% de todas as proteínas plasmáticas. Há um dimorfismo sexual em suas concentrações plasmáticas, com mulheres tendo níveis superiores aos dos homens. Os níveis de adiponectina estão reduzidos em diabéticos, se comparados aos não-diabéticos. A perda de peso corporal aumenta significativamente a concentração deste hormônio no plasma.[5]

A adiponectina exerce parte de seus efeitos de perda de peso pelo cérebro. Esta ação é similar a da leptina,[6] mas os dois hormônios tem ações complementares, e podem ter efeitos aditivos.

Efeitos metabólicos[editar | editar código-fonte]

Efeitos da Adiponectina:

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Maeda K, Okubo K, Shimomura I, Funahashi T, Matsuzawa Y, Matsubara K. (April 1996). "cDNA cloning and expression of a novel adipose specific collagen-like factor, apM1 (AdiPose Most abundant Gene transcript 1)". Biochem. Biophys. Res. Commun. 221 (2): 286–9. DOI:10.1006/bbrc.1996.0587. PMID 8619847.
  2. a b c Díez JJ, Iglesias P. (March 2003). "The role of the novel adipocyte-derived hormone adiponectin in human disease". Eur. J. Endocrinol. 148 (3): 293–300. DOI:10.1530/eje.0.1480293. PMID 12611609.
  3. a b Ukkola O, Santaniemi M. (November 2002). "Adiponectin: a link between excess adiposity and associated comorbidities?". J. Mol. Med. 80 (11): 696–702. DOI:10.1007/s00109-002-0378-7. PMID 12436346.
  4. Renaldi O, Pramono B, Sinorita H, Purnomo LB, Asdie RH, Asdie AH. (January 2009). "Hypoadiponectinemia: a risk factor for metabolic syndrome". Acta Med Indones 41 (1): 20–4. PMID 19258676.
  5. Coppola A, Marfella R, Coppola L, Tagliamonte E, Fontana D, Liguori E, Cirillo T, Cafiero M, Natale S, Astarita C. (March 2008). "Effect of weight loss on coronary circulation and adiponectin levels in obese women". Int. J. Cardiol.. DOI:10.1016/j.ijcard.2007.12.087. PMID 18378021.
  6. a b c d Nedvídková J, Smitka K, Kopský V, Hainer V. (2005). "Adiponectin, an adipocyte-derived protein". Physiol Res 54 (2): 133–40. PMID 15544426.
  7. a b c Vasseur F, Leprêtre F, Lacquemant C, Froguel P. (April 2003). "The genetics of adiponectin". Curr. Diab. Rep. 3 (2): 151–8. DOI:10.1007/s11892-003-0039-4. PMID 12728641.