Secretina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A secretina é um hormônio polipeptídeo com 27 aminoácidos produzida pelas células S do duodeno em resposta a um pH entre 2 e 4,5 (muito ácido).1 Ao chegar ao duodeno, o bolo alimentar está coberto de suco gástrico (ácido clorídrico e enzimas) vindo do estômago (conhecido como quimo) e com um PH próximo a 2.

Funções[editar | editar código-fonte]

É liberado na corrente sanguínea para estimular a secreção de água e bicarbonato no pâncreas e pelas glândulas de Brünner. O bicarbonato (HCO3-) ajuda a neutralizar o ácido gástrico, processo essencial para a digestão das gorduras. A secretina inibe, também, a secreção de gastrina pelas células parietais do estômago.2

Recentemente também foi descoberto que atua no hipotálamo estimulando a secreção de antidiurético e consequentemente a retenção de água pelos rins.3

História[editar | editar código-fonte]

Foi o primeiro hormônio a ser descoberto, em 1902, por William Bayliss and Ernest Starling, servindo assim de base a ideia de que substâncias liberadas por células no sangue podiam atuar em outras células do organismo.

Referências

  1. Häcki WH. "Secretin". Clin Gastroenterol 9 (3): 609–32. PMID 7000396.
  2. http://www.britannica.com/EBchecked/topic/531937/secretin
  3. Chu JY, Lee LT, Lai CH, Vaudry H, Chan YS, Yung WH, Chow BK (September 2009). "Secretin as a neurohypophysial factor regulating body water homeostasis". Proc. Natl. Acad. Sci. U.S.A. 106 (37): 15961–15966. doi:10.1073/pnas.0903695106. PMC 2747226. PMID 19805236.