Memorial Roberto Silveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Memorial Roberto Silveira - Centro de Memória da História e da Literatura Fluminense. Ao fundo à esquerda, a Fundação Oscar Niemeyer

Memorial Roberto Silveira, também chamado Centro de Memória Roberto Silveira é uma das construções do Caminho Niemeyer, complexo cultural municipal de Niterói, Rio de Janeiro. Inaugurada em 2003, foi a segunda obra pronta do Caminho Niemeyer.[1]

Fica localizado no trecho do Caminho Niemeyer do Centro da cidade, no Aterro da Praia Grande, próximo ao Terminal Rodoviário João Goulart e vizinho do Teatro Popular de Niterói e da Fundação Oscar Niemeyer.O prédio abriga importante acervo histórico e iconográfico de Niterói, começando com mais de 200 mil títulos digitalizados contendo dados da cidade de Niterói, do Estado do Rio de Janeiro e da vida do ex-governador Roberto Silveira.

Contém ainda terminais de computadores para consultas eletrônicas, espaço para exposições, central de informação e impressão de dados pesquisados, auditório e painel do artista plástico Cláudio Valério Teixeira retratando a história de governador Roberto Silveira.

Centro de Memória da História e da Literatura Fluminense[editar | editar código-fonte]

Nas dependências do Memorial Roberto Silveira abriga-se o Centro de Memória da História e da Literatura Fluminense, inaugurado em 15 de maio de 2013[2] , aos cuidados da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Niterói.

Memorial Roberto Silveiro ou Centro de Memória Roberto Silveira - entrada

O Centro abriga a primeira biblioteca virtual da cidade, dedicada exclusivamente a autores fluminenses. Constituí-se como espaço para preservar, para organizar e para restituir essa memória. A memória fluminense passa a ter um lugar para ser resgatada e valorizada como parte da cultura do Estado do Rio de Janeiro e do Brasil. Este espaço servirá para as universidades, para estudantes, para toda a cidade. O Centro de Memória também será referência para eventos literários, como lançamentos de livros, oficinas, cursos e colóquios.

O Centro de Memória reúne o rico acervo da literatura fluminense, formada por vários escritores que agora têm oportunidade de divulgar e resgatar tudo o que foi produzido no Estado do Rio do Janeiro. O espaço dispõe de 15 computadores para consulta, com 680 títulos de domínio público e também disponibilizados por editoras de Niterói que publicam textos da literatura fluminense.

No local foi inaugurado o Auditório Luís Antônio Pimentel, uma homenagem ao jornalista e escritor niteroiense, no qual serão realizados encontros, palestras e seminários ligados à literatura e à poesia.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]