Mitologia cristã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mitologia
Veja também

É considerada como mitologia cristã o corpo de histórias e mitos que explicam ou simbolizam crenças cristãs. Um mito cristão é uma história religiosa que os cristãos consideram ter profunda explicação ou significado simbólico. Para os especialistas em cristianismo, este termo é usado para se referir a todas as crenças do cristianismo.

Vale apontar que mitologia é um conjunto de mitos, e mito geralmente é visto como algo falso. Mitologias normalmente foram religiões no passado, e hoje, poucas pessoas acreditam: Exemplo são mitologia grega e nórdica.[1] Sendo assim, o termo mitologia cristã é normalmente utilizado por quem não acredita na religião cristã. Embora os estudiosos concordem que toda religião é formada por um conjunto de mitos e lendas. [2]

A mitologia cristã, mesmo sem se referir a assuntos-chave da doutrina cristã, inclui o corpo de lendas que se acumularam sobre os personagens do Novo Testamento e da vida dos santos para enfatizar ou explicar as crenças. Os detalhes lendários da carreira de Pôncio Pilatos são exemplos clássicos de mitologia cristã. Muitos detalhes de hagiografias estão nos padrões de mitografia cristã.

Essas histórias ilustram temas cristãos podendo ou não estar na biblia. Outras histórias, que foram criadas para ensinar valores ou tradições espirituais cristãs, podem ser incluídas na categoria de mitologia cristã, como as histórias de São Jorge e São Valentim.

Mitologia cristã bíblica[editar | editar código-fonte]

Fazem parte da mitologia cristã, Jesus, Deus, Espírito Santo, os 3 principais; além de anjos, anjo da morte, arcanjos, querubins, serafins, anciães celestiais, santos, animais celestiais, demônios, espíritos de demônios, vermes infernais, bestas demoníacas, dragões, feras de sete cabeças, homens gigantes, beemotes, jumento-falante, serpente-falante, serpente-bípede, árvore da vida, comida caindo do céu, cajados virando serpentes, água virando sangue, pessoas voltando dos mortos, o Sol parando por horas, abertura do Mar Vermelho, bruxas, anjos dormindo com humanas, pessoas que passam dias no estômago de uma baleia, entre outros. Além de histórias, contos e passagens não comprováveis cientificamente que se encontram na Biblia.

Acontecimentos importantes na história mitológica que são aceitas (com variações) por muitos cristãos:

Mitos compartilhados com o Tanakh hebraico

O Cristo


Escatologia

Mitologia cristã não bíblica[editar | editar código-fonte]

São exemplos de mitos cristãos não mencionados no cânone e elaborações literárias e tradicionais na mitologia cristã canônica:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Eliade, Mircea. Myths, Dreams and Mysteries. Trans. Philip Mairet. New York: Harper & Row, 1967.
  2. Bascom, William. "The Forms of Folklore: Prose Narratives". 'Sacred Narrative: Readings in the Theory of Myth. Ed. Alan Dundes. Berkeley: University of California Press, 1984. 5-29.
Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.