Moonraker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Moonraker
007 - Aventura no Espaço (PT)
007 contra o Foguete da Morte (BR)
 Reino Unido França
1979 • cor • 126 min 
Direção Lewis Gilbert
Produção Albert R. Broccoli
Roteiro Christopher Wood
Elenco Roger Moore
Lois Chiles
Michael Lonsdale
Richard Kiel
Corinne Clery
Género Ação, Ficção Científica
Idioma Inglês
Música John Barry
Direção de arte Ken Adam
Edição John Glen
Estúdio EON Productions
Distribuição Metro-Goldwyn-Mayer
United Artists
Cronologia
Último
Último
The Spy Who Loved Me (1977)
For Your Eyes Only (1981)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Moonraker é um filme franco-britânico de acção, aventura e ficção científica de 1979, o 11.º da série James Bond com Roger Moore no papel do agente secreto. Conhecido em Portugal por 007 - Aventura no Espaço, e no Brasil, como 007 contra o Foguete da Morte, o filme retrata uma aventura épica de James Bond no Espaço em que o agente secreto tem por missão destruir cúpulas de orquídeas negras que, se entrassem na Terra, causariam o fim da humanidade.

Moonraker, que segue o estilo cinematográfico de Guerra das Estrelas, foi realizado por Lewis Gilbert e produzido por Albert R. Broccoli e Michael G. Wilson.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Um ônibus espacial de uma empresa chamada Drax Industries que estava acopulada num Space Carrier Shuttle Aircraft é misteriosamente roubada causando o incêndio do avião transportador. Entretanto, Bond regressa a Londres da África do Sul mas, durante a viagem, é atacado pelo piloto e por Jaws. Consegue sobreviver e, na cidade londrina, o agente é posto a corrente do assalto do vaivém e enviado à Califórnia para investigar a empresa e o seu proprietário, Sir Hugo Drax.

Bond encontra-se com Drax, acompanhado do seu lacaio Chang, que lhe deseja uma boa estadia. O agente encontra-se com Dr. Goodhead que lhe faz um teste na centrifugadora espacial. Porém, Chang altera o teste aumentando a velocidade para acima do limite mas o agente sobrevive após lançar uma bala escondida na sua manga aos comandos da cabine. Mais tarde, Bond faz amor com Corinne Dufour no quarto dela e investiga o quarto de Drax e descobre uns planos azuis de uma forma vítrea a ser realizada por uma empresa em Veneza. Quando Drax descobre que Dufour a tinha traido, mata-a.

O agente entre em Veneza onde é perseguido por homens de Drax nos canais mas a sua gôndola transforma-se numa hovercraft e consegue escapar-se. Durante a noite, 007 visita a empresa vítrea e o seu museu e descobre que alguma da produção tem destino o Rio de Janeiro, no Brasil. Descobre também que alguns frascos com as mesmas formas escritas nos papeís azuis servem para reter um gás letal. Regressa ao hotel e entra no quarto de Goodhead onde esta lhe promete ajudar sobre a empresa de Drax mas no fim desconfiam-se um do outro.Ambos fazem amor.

Bond pede a M e ao ministro da Defesa britânica para mostrarem o laboratório onde é fabricado o gás em causa mas o laboratório fora entretanto reconvertido numa sala de desenho e os três homens encontram Drax espantado. O ministro, humilhado, exige a expulsão de Bond do caso mas M autoriza a continuação após receber um frasco desse gás das mãos do agente.

No Rio de Janeiro, o agente investiga algumas das cargas de Drax. Durante o carnaval, o seu contacto local Manuela é quase assassinada por Jaws. Bond volta a encontrar-se com Goodhead e Jaws no cimo do Pão de Açúcar e os três envolvem-se numa luta no teleférico. Jaws acaba por cair do teleférico e é salvo por uma mulher loura e que pela qual se apaixona directamente. Bond e Goodhead são capturados por homens de Drax disfarçado de médicos e são presos dentro duma ambulância. Bond consegue escapar-se com o carro em movimento mas Goodhead não.

O agente contacta com o M a partir do Brasil e é notificado que o gás presente na ampola provinha de uma rara orquídea da Amazónia. O agente parte à procura das instalações de Drax ao longo do rio Amazonas e, uma vez em terra, é caputrado por Jaws é levado para o centro de controlo de Drax onde vê quatro Moonrakers a decolar. Após ter assistido às descolagens, o agente confirma que o roubo do Moonraker no início era apenas um pretexto e um encubrimento. Drax envia o agente para umas estrutura directamente por baixo do quinto Moonraker pronto para levantar voo onde lá se encontra Goodhead. Os dois conseguem escapar, disfarçam-se de pilotos e penetram no sexto Moonraker que segundos mais tarde inicia a sua ignição.

No Espaço, as seis naves reecontram-se à volta de uma estação espacial. Chegam por acaso à sala de controlo onde conseguem desligar um bloqueador de radar. Bond e Goodhead são capturados e reparam no plano de Drax que consiste em destruir a Humanidade ao lançar 50 grande esferas de vidros com orquídeas negras dentro delas. As toxinas ao atingir a Terra iriam destruir qualquer forma de vida humana. Na nave em que seguiam Bond e Goodhead estava também doze casais seleccionados cujo objectivo é criar uma nova raça. Bond convença Jaws a mudar os seus papeis de modo a virar-se contra Drax ao afirmar que nenhuma raça é inferior a outra.

A Base da Força Aérea de Vandenberg recebe o sinal da estação de Drax e envia uma vaivém espacial militar. No espaço os marines espaciais confrontam-se com os homens de Drax através de pistolas de laser. Dentro da estação, Bond atira sobre Drax e expulsa-o para o Espaço. Entretanto, porém, drax já tinha lançado três esferas. Os norte-americanos regressam para o vaivém e James Bond e Goodhead partem atrás das três esferas num Moonraker destruindo-as com sucesso através de tiros laser.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Ian Fleming cria James Bond em 1952 que se tornou um verdadeiro sucesso na cultura popular no final da década de '50. Nos anos '60, Bond torna-se um ícone cultural ao ser adaptado para o grande ecrã. O sucesso de The Spy Who Loved Me' em 1977 permitiu a conitnuidade de James Bond bem como a sua popularidade. Moonraker provou que o céu não é o limite.

Nos créditos finais de The Spy Who Loved Me, o produtor anunciava que a próxima aventura seria For Your Eyes Only mas o aumento de filmes de ficção científca como Star Wars fez mudar a decisão de Broccoli e da United Artists (UA) e adaptam o terceiro romance de Fleming. Porém, mudam praticamente todo o conteúdo a não ser o nome do vilão e pouco mais. No livro original, Bond intercepta um rocket lançado contra Londres mas os responsáveis afirmam que esta história não teria grande projecção. O desenhista Ken Adam regressa à direcção artística para desenhar os mais variados cenários. O filme mostra ambição à equipa mas Broccoli quer basear-se na realidade e não criar um filme de ficção científica.

Na procura de localidades, o director executivo da UA viaja até o Nepal e a Índia mas não encontraria os elementos certos para a produção até que Broccoli viaja até o Brasil visitando as Cataratas do Iguaçu e aí decide em produzir o filme naquele país. Embora o argumento ainda não estava escrito, a equipa grava o carnaval do Rio de Janeiro. Para a sequência dos mini-aviões, a equipa viaja até o estado de Oklahoma. O plano foi primeiramente abandonando mas recuperado para filme Octopussy. Por fim, em Veneza, Broccoli decide em pegar mais uma vez a cidade para a série e divulga o orçamento disponível para o filme, 32 milhões de dólares, um dos maiores da altura.

Em Paris, o produtor começa a entrevistar vários actores. Michael Lonsdale é contratado para interpretar o papel de Drax. Dado que o filme é uma co-produção anglo-francesa os responsáveis teriam que ter um actor gaulês. Lois Chiles é designada para o papel de Dr. Goodhead, uma cientista da CIA que mudou o esterótipo da mulher nos anos '70. Toshiro Suga inerpreta Chang, o guarda-costas de Drax. Richard Kiel, a pedido de muitos fãs, regressa neste filme que passa gradualmente a aliado de Bond.

A 11 de Agosto de 1978, as filmagens têm oficialmente o seu início nos estúdios Epinay, em França, com a cena da grande câmara do centro de controlo de Drax. Na terceira semana, é filmada a cena com uma centrifugadora espacial onde os produtores franceses recusavam trabalhar durante os fim-de-semanas. A 25 de Setembro, a equipa filma em Veneza o cenário do escritório de M no Brasil e prepara a cena de acção com a gôndola onde preparam quatro gôndolas para realizar a sequência. M teria a sua última aparição pela mão de Bernard Lee na série de Bond.

Ken Adam prepara cenários ultra-futuristas, uma das razões do grande sucesso da série. O filme é marcado por uma série de recordes tais com o confronto entre Bond e Chang na qual batem um recorde da quantidade de vidro partido numa única cena; na maior simulação de gravidade zero no maior estúdio criado em França. Depois do Natal em Paris, a unidade viaja até o Rio de Janeiro e aproveita a chegada de Moore para filmar o concorde da viagem de Bond. Na cidade é filmada uma das cenas mais arriscadas: a luta entre Moore e Jaws por cima do teleférico. A unidade é dividida em duas, uma delas para recriar o carnaval do Rio e outra para filmar as cataratas de Iguaçu. Por fim, com a ajuda de Derek Mendings e sem a ajuda de computadores modernos, são filmados várias cenas dos vaivéns espaciais e a batalha espacial nos estúdios da Pinewood. Todos os efeitos especiais levem uma nomeação por parte da Acadmia dos Óscars de Hollywood.

O filme, com o slogan Outer Space now belongs to 007 (O Espaço pertence agora a 007), filmado em sete países, quatro estúdios diferentes e com uma despesa superior aos seis primeiros filmes juntos, é estreado no Verão de 1979 esmagando mais um recorde de bilheteiras.[1] Houve uma polêmica, não divulgada na época, que a modelo Adele Fátima, seria a primeira Bond Girl brasileira, segundo depois a própria atriz teria revelado no programa de televisão Elas apresentado por Luciana Vendramini em televisão a cabo, que houve uma suposta rejeição da atriz brasileira por parte da esposa de Roger Moore e da produção do filme contra a participação da atriz brasileira, que era conhecida como garota propaganda de uma marca de sardinhas enlatadas com sede em Niterói

Local das filmagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Toda a secção Produção foi baseada no documentário Inside Moonraker - An Original Documentary do DVD de Edição Especial 007 - Aventuea no Espaço de n.º de registo 327/2000 da Inspecção-Geral das Actividades - Portugal.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.