Politburo do Partido Comunista da União Soviética

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O Politburo do Comité (português europeu) ou Comitê (português brasileiro) Central do Partido Comunista da União Soviética (em russo: Политбюро́ Центральный комитет Коммунистической партии Советского Союза) foi o máximo órgão de governo e direção do Partido Comunista da União Soviética nos períodos intercongressuais. Entre os anos 1952 e 1966 foi também conhecido como Presidium.

O Politburo estava formado pelos principais membros do Comité Central e, na teoria, estava sujeito à disciplina dele. Na prática, o Politburo funcionava como o órgão principal de tomada de decisões políticas e o seu controlo sobre o partido e sobre o Estado era quase absoluta. Contudo, nalguma ocasião, as decisões do Comité Central estiveram acima das decisões do Politburo/Presidium, como na briga de 1957 entre o denominado Grupo Anti-Partido e Nikita Khrushchev, apoiado pelo Comité Central, que terminou com a vitoria de Khrushchev.

História[editar | editar código-fonte]

O precedente mais claro do Politburo foi estabelecida por ordem de Lenin em 23 de outubro de 1917, dias antes da Revolução de Outubro. O seu fim específico era a direção revolucionária, mas, no fundo, aquele organismo resultou pouco operativo e as decisões políticas foram tomadas pelo Comité Central do então Partido Operário Social-Democrata Russo (POSDR).

No VIII Congresso do Partido, celebrado em 1919, decidiu-se recuperar a Oficina Política com o objetivo de se responsabilizar pelas materias que, pela sua urgência ou pela necessidade de uma rápida solução, não podiam aguardar pelas deliberações do Comité Central nem podiam ser atendidas nos Congressos. O primeiro Politburo esteve constituído por Lenin, Lev Trotski, Stalin, Lev Kamenev e Nikolai Krestinski.

Com o ascenso de Stalin como Secretário Geral do Partido, o Comité Central deixou de determinar a composição do Politburo e do Secretariado e a relação invertiu-se.

Em 1990, no marco do XXVIII Congresso, este órgão decidiu transferir os poderes do Politburo ao Parlamento, o que constituiu o fim das atividades da Oficina Política, que deixou de existir totalmente após o Golpe de Estado de agosto de 1991.

Composição[editar | editar código-fonte]

O Politburo estava composto por dois tipos de membros. De uma banda, os membros plenos (com direito a voto) e, doutra, os membros candidatos (sem direito a voto). A composição da Oficina, porém, variou com o tempo, mas em geral estava formado por quatorze membros plenos e oito candidatos. Oficialmente, não havia também qualquer direção do Politburo, mas na prática o Secretário Geral do Partido, que costumava também ser o membro mais importante do Comité Central, agia também como membro mais destacado do Politburo. Ainda, os membros mais poderosos dentro do Politburo costumavam também fazer parte do Secretariado, o que ainda reforçava a sua posição no Partido e no governo.

Membros do Politburo[editar | editar código-fonte]

Membros do Politburo eleitos pelo Comité Central e listados por ordem cronológica de nomeamento.

Outros artigos[editar | editar código-fonte]