Sérgio Britto (músico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Sérgio Britto
Informação geral
Nome completo Sérgio Britto Álvares Afonso
Nascimento 18 de setembro de 1959 (54 anos)
Origem Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Rock Alternativo, pop rock, MPB, Punk Rock, Pós-Punk, Rock Progressivo
Instrumento(s) vocal, teclado, piano, órgão, guitarra, violão,baixo
Modelos de instrumentos Kawai MP9000,Piano Fender Rhodes e Yamaha Keyboard
Gravadora(s) Midas Music
Afiliação(ões) Titãs
Página oficial Sergio Britto

Sérgio de Britto Álvares Affonso (Rio de Janeiro, 18 de setembro de 1959) é um músico brasileiro, integrante da banda Titãs.

Sérgio de Britto Álvares Affonso nasceu na maternidade Clara Basbaum no Rio de Janeiro no dia 18 de setembro de 1959. Segundo filho de Lygia e Almino Affonso viveu até os cinco anos de idade entre Rio e Brasília onde o pai foi deputado federal, líder do PTB na Câmara e finalmente ministro do trabalho do governo João Goulart.

Em 1964, alguns meses após o golpe de estado que instaurou a ditadura militar no Brasil, Sérgio partiu com a mãe e os irmãos Rui, Gláucia e Fábio rumo ao exterior para reencontrar o pai já no exílio. Foi alfabetizado em espanhol e viveu por quase dez anos em Santiago, no Chile. Seu pai nesse período foi funcionário das Nações Unidas e diretor da FLACSO (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais).

Sérgio Britto mostrou, desde muito cedo, inclinação pelas artes, especialmente por pintura. Durante o final da infância e o começo da adolescência dedicou-se a pintar e desenhar com rara aplicação.

De volta ao Brasil (logo no início do processo de redemocratização do país), em 1974, passou a estudar piano, violão e começou a esboçar as primeiras composições. Por volta dessa mesma época cursou ainda as faculdades de Artes Plásticas na FAAP e Filosofia na USP sem chegar a concluir nenhuma das duas: àquela altura sua única vontade era a de ser "compositor popular".

No começo dos anos oitenta junto com ex-companheiros do Colégio Equipe, onde cursara o ensino médio, formou a banda Titãs. Em 1984 o primeiro disco do grupo é lançado com grande êxito. Além do hit "Sonífera Ilha", este trabalho incluia "Go Back" e "Marvin"(ambas de sua autoria), que também marcariam época.

Em 1986 os Titãs lançam "Cabeça Dinossauro" tido , até hoje, como um dos mais importantes discos de rock da história da música popular brasileira.

Sérgio tem 28 anos de carreira e durante esse tempo, junto aos Titãs, vendeu, literalmente, milhões de discos, ganhou inúmeros prêmios e conquistou o respeito da crítica e do público. É compositor ( em parceria ou como único autor ) de grandes sucessos como por exemplo “Enquanto Houver Sol”, “Diversão”, “Homem Primata”, “Flores”, “Porque Eu Sei que é Amor”, “Nem Cinco Minutos Guardados”, “A Melhor Banda de Todos os Tempos da Útima Semana”, etc.

Em 2001 Sérgio Britto lançou o seu primeiro disco solo "A minha cara" e cinco anos mais tarde, em 2006, "Eu sou 300" do qual se destacou o single "Raquel (D.D.D)".

É, entre seus colegas de banda, quem tem o maior número de músicas gravadas. Algumas delas como por exemplo "Epitáfio", "Comida", ”Miséria”, "Go Back” e “Desordem” foram inclusive regravadas por grandes nomes da MPB tais como Gal Costa, Maria Bethania, Jorge Vercilo, Marisa Monte, Fabio Jr, Paralamas do Sucesso, Fafá de Belém, Adriana Calcanhoto e Ney Matogrosso, entre outros.

Atualmente Sérgio está lançando pela Midas Music o seu terceiro disco solo intitulado "SP55". Este trabalho conta com as participações especiais de Wanderléa, Marina de La Riva, Negra Li e a dupla de DJs Drumagick e é um cruzamento feliz entre MPB, Bossa-Nova e música POP.

Sérgio é casado há treze anos com Raquel Garrido, mora em São Paulo e é pai de José e Julia. É torcedor do Santos.

Álbum com a banda Kleiderman[editar | editar código-fonte]

Álbuns solo[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.