Xuxa Park

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Xuxa Hits)
Ir para: navegação, pesquisa
Xuxa Park
Logotipo do programa entre 1999 e 2001
Informação geral
Formato Programa de auditório
Duração aprox. 3 horas
País de origem  Brasil
Produção
Diretor(es) Marlene Mattos
Apresentador(es) Xuxa Meneghel
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Transmissão original 4 de junho de 19946 de janeiro de 2001

O Xuxa Park foi um programa infantil exibido na Rede Globo em 4 de junho de 1994. O programa marca a volta da apresentadora Xuxa Meneghel à TV brasileira e ao público infantil (já que o Programa Xuxa era dedicado a toda a família). Também pode ser confundindo com o Xuxa Park Espanha que tinha terminado em 1993, o programa que reunia quadros, brincadeira, e atrações. Sua exibição era aos sábados e tinha direção geral de Marlene Mattos.

O último programa era lembrado a comemoração do dia de reis exibido em 6 de janeiro de 2001, ou seja, o único programa do ano, pois foi cancelado ao sair do ar devido ao trágico incêndio que ocorreu no dia 11 de Janeiro de 2001 em que viria posteriormente para o especial de Carnaval daquele ano no dia 24 de fevereiro de 2001.

Xuxa Meneghel

Programa e quadros[editar | editar código-fonte]

1ª Fase (1994 - 1996)[editar | editar código-fonte]

O programa estreou em 4 de junho de 1994.

Na primeira abertura, ela teria usado alguns elementos do filme Super Xuxa Contra Baixo Astral (1988). Um cristal gigante está entre as nuvens celestes escuras, no mesmo início da cena, o cristal ilumina enquanto um arco-íris surgia ao clarear mesmo o céu. Xuxa aparece dentro dos espelhos de cristais e no fim, surgia o logotipo do programa.

Essa primeira abertura teve três trilhas diferentes: Foi tocada a introdução da música "É de Chocolate" (do álbum Sexto Sentido) (que só voltou a tocar na temporada de 1995) e em seguida a versão da mesma em que foi performada no final do programa em 1994, exibido até a metade do ano, dando o lugar para a versão instrumental de "Hey DJ", que também foi tocada em 1996 até o final de Junho.

Nos primeiros programas, os créditos eram simples. E em outros, os créditos mudam de cores e atravessa durante a abertura.

O programa inicialmente com quatro horas de duração, também possuía desenhos (como Tico & Teco, Darkwing Duck e etc.) exibidos no quadro Disneylândia e as brincadeiras eram disputadas por times mistos com cores diferentes, em brincadeiras como Siga a Música, Farra no Brejo, Proteja o Ovo, Mão na Cumbuca e a polêmica Tortura Macabra (na brincadeira, um adulto parente de alguma das crianças da equipe, tinha seus pés e mãos presos e neles era passado um alimento especial que era lambido por uma cabra, vencia quem não demonstrasse nenhum tipo de reação). O programa também exibia quadros diversos como: Agendinha (onde eram dadas dicas de passeios e culturais às crianças), Pequenas Crianças, Grandes Talentos (crianças mostrando seus talentos em uma área específica), Gracinha Curiosa (onde Xuxa se fantasiava de Gracinha, uma menina muito curiosa que respondia a perguntas enviadas pelas crianças), e Malhaxão (Xuxa ensinava coreografias de aeróbica a cada semana). Na metade final do programa era exibido o Xuxa Park Hits quadro musical onde Xuxa recebia atrações, DJs e os dançarinos do grupo You Can Dance (Fly, Kadu, Kall, e Tom) que ensinavam passos de funk.

O cenário recriava um parque de diversões com escorregadores, piscina de bolas, e muitos outros elementos. Os quadros inicialmente eram todos gravados no mesmo cenário, sendo que alguns quadros tinham um tapume branco com o nome do mesmo na parte de trás, os brinquedos permaneciam. A partir do mês de agosto para os quadros à parte era colocada uma plateia no lugar dos brinquedos. Curiosamente, durante três programas do mês de Setembro essa plateia substituiu os brinquedos no cenário principal do programa, mas logo depois a modificação foi vetada e os brinquedos voltaram ao palco principal.

Em 1995, o cenário do programa continuou o mesmo mudando apenas o método de chegada de Xuxa ao palco (a bola de cristal foi trocada por uma 'pirâmide') e o chão passou a recriar um sol. Nessa época os quadros todos passaram a ter cenário próprio, e muitos deles deixaram de ser exibidos. As brincadeiras também foram modificadas e a velha disputa Meninos X Meninas retornou. O Xuxa Park Hits se transforma em Xuxa Hits e passa a encerrar o programa (já que em 1994, logo após o quadro, Xuxa voltava ao palco principal para se despedir), e foi nessa época também que Xuxa passou a se fantasiar para apresentar o quadro.

As Paquitas 2ª Geração (Ana Paula Almeida, Ana Paula Guimarães, Bianca Rinaldi, Cátia Paganote, Flávia Fernandes, Juliana Baroni, Priscilla Couto e Roberta Cipriani) que acompanhavam Xuxa desde os tempos do "Xou da Xuxa" tiveram sua despedida no primeiro programa inédito do ano, onde o primeiro bloco foi praticamente todo dedicado a isso. Nesse mesmo dia foram coroadas as Paquitas Nova Geração (Andrezza Cruz, Bárbara Borges, Caren Lima, Diane Dantas, Gisele Delaia, Graziella Schmitt, e Vanessa Amaral) que substituiram as antigas e deram um ar mais jovem ao grupo.

O quadro/brincadeira de maior destaque era o Batalha dos Fãs onde dois fãs de um determinado artista participavam de um quiz sobre o mesmo e podiam ganhar pontos no placar geral do programa. Lançado naquele ano o quadro Sempre Alerta recebia a presença de pequenos escoteiros dando dicas de segurança e falando um pouco sobre o trabalho do escoteiro, no final do programa ainda era escolhido um adulto da plateia para a brincadeira Caixa Surpresa onde ele deveria escolher entre três caixas que continham prêmios que iam desde um almoço com a Xuxa até ganhar um beijo do Russo.

Em 1996, o cenário sofre novas modificações, os brinquedos são laterais são pintados de azul e o chão passa a ter figuras geométricas coloridas o enfeitando. No início do primeiro programa, Xuxa abre o programa homenageando o grupo Mamonas Assassinas que morreu em Março daquele ano, em que a platéia cantou junto com a apresentadora o hit "Sabão Crá-Crá". Ainda nessa época, todos os quadros que eram exibidos desde o início, com exceção do "Xuxa Hits", foram cancelados e o Malhaxão passou a se chamar Academia de Ginástica da Xuxa, a grande diferença entre os dois era que a "Academia" recebia professores de verdade para ensinar as coreografias (ao contrário do que acontecia no "Malhaxão" onde Xuxa era quem passava os passos). Um quadro de comédia apresentado por Xuxa e Andréia Sorvetão chamado "Abobrinhas" apresentava pequenas esquetes onde aconteciam situações engraçadas e inusitadas. O quadro "Super Ação" valia cinco pontos no placar geral, era uma brincadeira decisiva que consistia em duas crianças passando por um circuito cheio de obstáculos entre eles uma rampa escorregadia e uma parede de escalada. O quadro Xuxa Hits foi mantido até Dezembro de 1996.

Devido as comemorações dos 10 anos da parceria entre a emissora e a apresentadora, o programa que era até então exibido das 10 horas da manhã ao meio-dia, passou a ser exibido meia hora mais cedo começando às nove e meia. Para a data também, foi feita a promoção "Fique de Olho" onde Xuxa exibida trechos do Xou da Xuxa e pedia para que a criança que estivesse em destaque na imagem ligasse para a produção para jantar com a apresentadora em um jantar de comemoração.

E no dia 29 de Junho de 1996, foi exibido um Xuxa Park especial com muitas homenagens a apresentadora, sendo que a mais lembrada é a de Minha Rainha cantada por sua ex-paquita Andréa Veiga, Angel Mattos (irmã de Marlene Mattos), e a cantora gospel Aline Barros. Também era exibida a abertura especial que tornou-se fixa nos programas seguintes até a reprise em 1997 que tinha a versão instrumental de "Doce Mel" que era tocada nas boas vindas daquele ano. Nesta 2ª abertura, tinham as cenas dos melhores momentos da apresentadora nas bolas de cristais voadores, inseridas nas cenas em que as crianças brincam no jardim e nos prédios em tempo noturno, em que as bolas de cristais voam para cima e se unem fazendo uma explosão ao aparecer a nave branca do último ano do Xou da Xuxa (1992) e no fim, aparece a pirâmide de cristal. Foi a única abertura em que logotipo do programa não apareceu.

A partir de julho daquele ano, o quadro Gracinha Curiosa que foi suspenso no primeiro semestre, retorna ao programa com o mesmo cenário e formato, a única novidade foi a inclusão de um gato chamado Oliver. Nessa época muitos elementos do antigo "Xou da Xuxa" retornaram ao programa, como o Café da Manhã (trazido pelo contra-regra Samuca) e o Recado do Coração que teve seu formato um pouco modificado e foi transformado no Cartas da Semana.

No último "Xuxa Park" de 1996, o programa foi excepcionalmente exibido à tarde no Especial de Ano Novo, isso seria um teste para que o quadro "Xuxa Hits" se tornasse um programa solo só que com outro nome ("Planeta Xuxa").

Quadros do Programa nessa Fase[editar | editar código-fonte]

Abobrinhas (1996), Academia de Ginástica da Xuxa (1996), Agendinha (1994), Atração (1994/1995/1996), Atração Internacional (1994), Batalha dos Fãs (1995), Caixa Surpresa (1995), Canta Brasil (1994), Disneylândia (1994), Gracinha Curiosa (1994/1995/1996), Malhaxão (1994/1995), Par ou Ímpar (1994); Pequenas Crianças, Grandes Talentos (1994); Sempre Alerta (1995), Super Ação (1996), Tribunal da Criança (1994), Xala Clip (1994), Xuxa Clip (1994/1995/1996), Xuxa Park Hits ou Xuxa Hits (1994/1995/1996).

  • O quadro "Atração Internacional" em 1994 apenas exibia atrações gravadas no "Xuxa Park" da Espanha, mas posteriormente começou a receber atrações no palco do programa e deixou de se chamar "Atração Internacional", passando a fazer parte então do quadro "Atração".
  • O quadro "Gracinha Curiosa" foi suspenso no primeiro semestre de 1996.
  • A partir de setembro de 1994 o "Xuxa Clip" deixou de ser exibido por muito tempo no programa passando a ter exibição esporádica nos anos que se seguiram. A partir de 1997 os clips exibidos no programa não tinham nenhum quadro específico.
  • O quadro "Agendinha" já chegou a se chamar "Agenda da Xuxa", tal fato ocorreu somente no primeiro Xuxa Park quando ele foi apresentado por Xuxa e Juliana Baroni. O quadro também já chegou a ser apresentado pela ex-paquita Louise Wischermann depois que ela passou alguns anos na Alemanha fotografando como modelo, posteriormente ele passou a ser apresentado pelas paquitas da época (ainda segunda geração).
  • O quadro "Par ou Ímpar" também tinha participação ativa de paquitas e ex-paquitas. Ele era apresentado por Andréia Sorvetão, porém, algumas edições foram apresentadas por Andréa Veiga (que trabalhava na produção da Xuxa na época) e em alguns casos as paquitas da época participavam do quadro ajudando Andreia na condução do mesmo.

2ª Fase (1997 - 1999)[editar | editar código-fonte]

Em 5 de abril de 1997, o programa passa por uma radical modificação. Começando com a nova abertura ao som de "Rir é o melhor remédio" (do álbum "Sexto Sentido"), onde as bolas de cristais voadores onde aparecem as imagens da Xuxa e algumas cenas da anterior, permaneceram a mesma. Porém, foram inseridas nas cenas onde outras crianças brincam e se divertem em cantinhos todos feitos em cenografia e numa parte virtual. No fim da abertura, a música parou quando foi colocado um efeito sonoro na explosão ao aparecer a nave branca do mesmo e no fim, deu um zoom com efeito motion blur ao fazer a transição para o logotipo do programa que voltou a ser utilizado.

No início desta temporada, especificamente depois da vinheta, Xuxa abre falando do caso do índio queimado vivo em Brasília, ao tocar nesse assunto, ela passa uma linda mensagem. Ainda nessa fase de estreia, Xuxa passava a sair novamente de sua nave espacial (característica marcante do antigo "Xou da Xuxa") que agora passava a ser a 'nave-filha' e na chegada Xuxa voltou a cantar na descida da nave, nessa época a música era "Xuxa Park" do disco Xou da Xuxa Sete lançado em 1992. Outras características marcantes de seu antigo programa retornaram como a ginástica no palco e o Mural de Fotos ("Recado do Coração"), as Paquitas NG passaram também a se vestirem de soldadinhas de chumbo, uniforme tradicional das Paquitas do Xou. Em alguns programas desta fase, cantava as músicas "Chega Mais", "Super Hiper" e "Marcha do Xuxa Park", essas canções não entraram no álbum Boas Notícias naquele ano. Um 'salão de jogos' foi instalado na parte dianteira do cenário e uma roda gigante do lado direito, virou marca registrada do programa. O antigo Xuxa Hits deixou de ser exibido no programa e passou para as tardes com o nome de Planeta Xuxa, que no ano seguinte, foi transferido para os Domingos, em razão da Copa do Mundo de 1998.

No início das brincadeiras, as Paquitas NG começam a cantar "É Hora de Brincar" todos os sábados. Essa parte era uma tradição ao abrir as brincadeiras do Park e ficou mantida nas fases seguintes (incluindo as Paquitas 2000 performando a mesma, mudando apenas a coreografia).

Nessa época, todos os quadros do programa até então foram cancelados, e alguns outros tiveram seu nome modificado ou simplesmente continuaram com o seu formato, porém, já não mais com o título de quadros. Nessa época, estrearam os novos "Quero ser Artista" (com o mesmo formato do "Pequenas Crianças, Grandes Talentos"), "Hora do Bebê" (que premiava os bebês mais fotogênicos do mês), e a "Promoção de Aniversário" (que sorteava uma festa de aniversário por mês, toda paga pela produção do programa e com a presença de duas paquitas). Para a divulgação do projeto “Defensores da Natureza” Xuxa também passou a mostrar bichos exóticos no programa sempre ao lado de algum profissional no assunto e passando mensagens ecológicas e de preservação à natureza.

Em Outubro de 1997, para o dia das crianças, foi montado um cenário quase totalmente modificado para a data, o chão passou a contar com alguns desenhos de brincadeiras como 'amarelinha' e também passou a ter alguns bloquinhos e bonecas substituindo os 'castelos arábicos' do fundo do cenário e alguns brinquedos novos também compunham esse novo cenário. Esse cenário foi curiosamente reaproveitado na gravação dos últimos programas do ano, nessa época (se estendendo até julho de 1998) na descida da nave Xuxa passou a cantar a música que deu nome ao seu disco daquele ano: "Boas Notícias".

Em 1998, tinha duas modificações entre aberturas e cenários. No primeiro semestre, as crianças passaram a brincar em um parquinho virtual, no final, a nave do Xou (1992) deu uma transição para o novo logotipo em que o X no centro tinham o mesmo parquinho ao som da versão instrumental remixada de "Boas Notícias" (do álbum do mesmo nome lançado pela apresentadora em 1997).

Com a gravidez de Xuxa naquele ano, o cenário passou por pequenas modificações, sendo que a única mais relevante foi a criação de um berçário na parte direita do palco onde algumas crianças menores ficavam durante a gravação e o "Cantinho da Poesia" onde os baixinhos poderiam fazer desenhos e escrever coisas para a apresentadora. Nesse ano, todos os quadros estreados no ano anterior, foram extintos e em seus lugares foram criados alguns novos como o "Histórias da Vida Real" onde a cada semana eram levadas pessoas que tivessem uma história de superação, o quadro "Os meus, os seus, os nossos filhos" dava dicas às mães sobre a maneira certa de cuidar dos filhos recém-nascidos sempre com a ajuda de algum profissional, e também passou a ser exibido nessa época pequenas esquetes que ensinavam inglês e espanhol com o professor Billy Brother e o 'Maestro Pablito' respectivamente, eram também feitos passeios culturais e ecológicos com crianças auxiliadas por duas professoras e também estrearam dois quadros de muito sucesso e que eram versões de quadros já consagrados no "Planeta Xuxa": "Transformirim" e "Intimirim" (versões dos quadros "Transformação" e "Intimidade") que tinham o mesmo formato de seus originais, só que agora eram todos feitos com crianças.

O tradicional hit "Grito de Guerra", que é tocada desde o primeiro ano e só voltou a ser tocada desde Outubro de 1998, em Abril daquele ano, deu lugar ao "Novo Grito de Guerra", mas que não era muito popular.

Em julho de 1998, Xuxa se despede dos palcos e entra de licença-maternidade, inicialmente estava cogitada a participação de Andréia Sorvetão para apresentar o programa, porém, depois de uma pesquisa de mercado.A Rede Globo constatou que as pessoas preferiam ver Xuxa o tempo todo em suas televisões e com isso durante a licença de Xuxa, ela mesma gravava dentro de sua casa em um estúdio improvisado o especial "Xuxa 12 Anos com Você" que re-exibia os melhores momentos de sua carreira na Rede Globo. Foram ao total 12 programas. Enquanto no Planeta Xuxa, vários artistas a substituíram durante a licença.

Na volta do programa em 31 de outubro, a abertura mudou às preces e tinham duas versões, ambas ao som do remix de "Doce mel" (do álbum "Xuxa 10 anos"). As cenas eram com palhaços e personagens circenses no cenário do programa na fase anterior, a diferença nas versões é que aparecia o palhaço Pudim (que só apareceu no primeiro programa após a licença maternidade) e a outra versão era um outro palhaço, cuja caracterizada por Xuxa. No fim, foi colocada o logo da versão de 1997 e a segunda versão foi colocada a versão da primeira fase de 1998.

O cenário passa por uma pequena modificação e o chão passa a contar com o desenho da foto da capa do disco "Só Faltava Você" (lançamento de Xuxa na época) e alguns elementos foram modificados. No primeiro programa, a música continuou após a exibição da abertura em que as Paquitas NG (com figurinos circences) dançavam e depois, Xuxa sai da nave enquanto as assistentes (já com novos uniformes) cantam para apresentadora.

O café da manhã entregue pelo contrarregra Samuca (que já tinha voltado ao programa em 1996, mas cancelado no ano seguinte) também retornou ao programa devido a inúmeros pedidos feitos durante a exibição do especial de "12 anos". Para descer da nave Xuxa passa a cantar a música "Sábado" e posteriormente "Park da Alegria" de seu recém-lançado disco. Os quadros "Histórias da Vida Real" e "Os meus, os seus, os nossos filhos" deixaram de ser exibidos nessa época. A paquita Diane também deixou de fazer parte do time de Paquitas e então foram abertas inscrições para novas Paquitas que entrariam no final do ano seguinte.

Em 1999, o cenário continua praticamente o mesmo do final de 1998, e Xuxa (apesar de ter mudado o visual) já anunciava uma mudança radical no cenário (já que na época as produções da Globo já estavam praticamente todas sendo remanejadas para o Projac e saindo do antigo Teatro Fênix). Xuxa voltou a cantar "Xuxa Park" do Xou da Xuxa Sete no início do programa.

Nesse ano as aulas de inglês e espanhol deixaram de ser exibidas assim como os passeios culturais e ecológicos e o "Intimirim" passou a ser esporádico (e não mais toda a semana como anteriormente). Foi nessa época também que Xuxa passou a cantar músicas do seu repertório antigo no programa (até então Xuxa só cantava músicas de seus trabalhos mais recentes). O "Cantinho da Poesia" passou a receber a presença de Pedro Bellini que a cada semana se fantasiava de algo diferente para ensinar coisas diversas às crianças. Bárbara Borges deixou de fazer parte do grupo de paquitas no mês de abril para seguir carreira de atriz, nessa época as 'Paquitas 2000' já haviam sido escolhidas, porém estavam ainda fazendo laboratório nos programas.

Nos meses de Agosto e Setembro as ‘Paquitas 2000’ passaram a aparecer no programa auxiliando as Paquitas Nova Geração, Xuxa entrevistava as novas Paquitas, conversava para o público conhecê-las melhor a cada uma e no dia 02 de Outubro de 1999 foi ao ar o último Xuxa Park no Teatro Fênix (e último da segunda fase) com uma pré-despedida emocionante das Paquitas NG cantando “Fada Madrinha” (sem as duas integrantes que saíram antes) do primeiro disco delas lançado em 1995. Foi a última vez que Xuxa entrou na sua 'nave-filha'.

Outro grupo importante que fazia parte do Xuxa Park era o das "Soldadinhas da Xuxa". Elas também dançavam e tinham um contato mais direto com as crianças e os responsáveis. Marcela Monteiro foi a única que começou no Teatro Fênix e ficou até o último programa em 11 de janeiro de 2001. Também foram soldadinhas: Mariana, Luana, Verônica, Rachel, Ivy e Flávia Rubim.

Quadros do Programa nessa Fase[editar | editar código-fonte]

Aulas de Inglês e Espanhol com Billy Brother e Maestro Pablito (1998), Cantinho da Poesia (1998/1999), Histórias da Vida Real (1998), Hora do Bebê (1997), Intimirim (1998/1999); Os meus, os seus, os nossos Filhos (1998); Passeio Cultural/Ecológico (1998), Promoção de Aniversário (1997), Quero ser Artista (1997), Transformirim (1998/1999).

  • O quadro "Atração" da primeira fase não continuou nessa fase, atrações continuavam se apresentando no programa só que agora sem estar restritas a um quadro específico. A partir da terceira fase algumas atrações foram divididas em alguns sub-quadros.
  • No atual "TV Xuxa" um quadro muito parecido com o Histórias da Vida Real é apresentado, o formato é o mesmo e seu nome é muito parecido: "Histórias de Vida".
  • O quadro "Passeio Ecológico" de 1998 substituiu a função do bloco que Xuxa apresentava em 1997 mostrando um animal exótico para divulgar a campanha "Defensores da Natureza".
  • O quadro "Os meus, os seus, os nossos Filhos" de 1998 foi reaproveitado no programa de Ana Maria Braga em 2003, tendo ele o mesmo nome e formato do quadro de Xuxa.
  • Algumas brincadeiras da época do "Xou da Xuxa" foram resgatadas nessa época como "Dança das Cadeiras", "Vivo ou Morto" e "Tato Perfeito" (que virou "Contato Imediato de Primeiro Grau")

3ª Fase (1999 - 2001)[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de outubro de 1999, foi ao ar o primeiro Xuxa Park gravado no Projac e estreou a abertura animada ao som da introdução da música "Profecias" (do álbum "Xuxa 2000"). Assim como o Xou da Xuxa, que teve sua última abertura em que foi totalmente animada, foi repetido no Xuxa Park.

A Nave-filha branca onde transportam Xuxa e Xuxinha, saiu da nave-mãe. Xuxinha aperta o botão para a velocidade máxima da nave ao atravesar o saturno e atravessa em um planeta encantado num formato de X. Logo, a poltrona da nave jogou as duas para esse planeta. Enquanto Xuxinha se despedia, Xuxa cavalgava em um ser numa forma de tatu em um jardim até a boca de um monstro amarelo, passando pela língua rosa com listras amarelas e um ser transforma numa nave-filha laranja e ao voar para cima, entra no cantinho onde estava escrito nome do programa acima.

Nesta fase, estavam presentes: O palhaço Torpetão, Vavá, Palhaço do trompete, Palhaço paquito e dois Palhaços pernas-de-pau. Na descida da sua nave, foi bastante diferente. Em período de passagem do milênio e também do século, fez um número musical baseado no espetáculo Hair, cujo hino era "Aquarius" (versão em português do mesmo nome, cantado por The Fifth Dimension). Já nos últimos programas do Xuxa Park, ela se apresentou ao som de "Milênio". Essas duas canções não incluíam em nenhum álbum da apresentadora.

No primeiro programa desta fase (exibido na data acima), foi o único com as cinco integrantes das Paquitas New Generation (Andrezza Cruz, Caren Lima, Gisele Delaia, Graziella Schmitt e Vanessa Amaral), a Xuxa promovia a promoção da música "Dançando o Country", cuja coreografia foi performada pelas Paquitas 2000 (Daiane Amêndola, Gabriella Ferreira, Joana Mineiro, Lana Rodes, Letícia Barros, Monique Alfradique, Stephanie Gulin e Thalita Ribeiro) e seus pares. No bloco final do mesmo programa, as Paquitas 2000 (que a partir do segundo programa, passaram a fazer parte) ganharam uniformes fixos, foram coroadas pela geração antecessora e cantaram "O Sonho Continua". Xuxa ainda anunciou que as Paquitas NG continuavam no Planeta Xuxa até março de 2000, cuja substituídas por Garotas do Zodíaco. No fim, fizeram a apresentação de Lua de Cristal com Xuxa no fim do programa.

Os fantoches Xuxinha e Guto estavam presentes. Na parte da dica do café da manhã, Samuca retorna desde a fase anterior e dá uma canjinha musical à apresentadora. Algumas brincadeiras e quadros da fase anterior foram mantidas. Já nas partes musicais da apresentadora e das Paquitas (somente na música "Hora de brincar"), período onde é até então lançado o primeiro XSPB, aparece a letra da música de cada apresentação.

O último Xuxa Park foi ao ar no dia 6 de janeiro de 2001 às 08h45, após o incêndio do programa no dia 11, o programa foi substituído pelo Festival de Desenhos no dia 13 de janeiro de 2001.

Audiência[editar | editar código-fonte]

Audiência na Região Metropolitana de São Paulo
de acordo com o IBOPE
Ano
Audiência
Share
1994 18 pontos Share 46%
1995 16 pontos Share 40%
1996 19 pontos Share 58%
1997 18 pontos Share 52%
1998 17 pontos Share 51%
1999 15 pontos Share 50%
2000 14 pontos Share 47%
2001 14 pontos Share 45%
Média Parcial 17 pontos

Preferência dos telespctadores[editar | editar código-fonte]

Preferência Região Metropolitana de São Paulo
de acordo com o Vox Populi
Ano
Votos
Porcentagem
1994 652 15%
1995 212 5%
1996 676 16%
1997 787 19%
1998 699 16%
1999 611
2000 617 15%
2001 100 2%
Média Parcial 17 pontos

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Incêndio de 11 de janeiro de 2001[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de janeiro de 2001, um incêndio causado por um curto-circuito impediu as gravações do último bloco do Xuxa Park Especial de carnaval, no estúdio F do Projac, deixando 26 pessoas feridas com queimaduras, ou intoxicadas com a fumaça, e há informações que um pai de uma criança sofreu um infarto. Já era noite. O fogo começou na aeronave do cenário que estava "fechada" por uma cúpula cheia de enfeites Carnavalescos. Xuxa cantava Ilariê, e no tipíco refrão Dá um pulo vai pra frente.... Algumas Paquitas dançando atras, já perceberam que algo de estranho estava acontecendo e algumas pararam de dançar, Xuxa sentiu um cheiro esquisito e olhou para trás, Já havia um Bombeiro que abriu uma vala enfumaçada tentando controlar o fogo sem Sucesso. Xuxa de um Grito Apavorante e diz "Vem gente, vem gente". O curto-circuito causou um erro no sistema de luz, que depois de entrar em pane, começou a queimar. O fogo atingiu os sets do programa destruindo tudo, criando pavor entre 300 pesoas que estavam no estúdio (entre 200 crianças e 100 pais ou responsáveis). As vítimas que estavam próximas ou presas na roda gigante sofreram queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus (uma delas era uma menina de 10 anos), e mais dois meninos, de 5 anos, se feriram, e possuem queimaduras de segundo grau. Os casos mais graves foram os de Thamires Gomes Valleja, de 7 anos, apresentou 34% ou 35% de queimaduras de segundo/terceiro grau, que ficou presa numa roda-gigante. Já Marcos Vinícius Ventura, ficou extremamente ferido, também aconteceu com o Renato Fereira, que é o palhaço Topetão e de Leonilson Vieira, guarda-costas de Xuxa e herói da noite, que teve praticamente 100% de suas vias respiratórias obstruídas pela fumaça, após ter salvado inúmeras crianças, dentre elas a menor Thamires. Foi ao CTI e disseram que seu estado era extremamente grave. Ambos se recuperaram das queimaduras após um longo período de internação e operações plásticas pagas pela Rede Globo. Com este incêndio, Xuxa Park saiu da grade da programação global no dia 6 de Janeiro de 2001, sendo substituído no dia 11 de Janeiro pelo FESTIVAL DE DESENHOS. Xuxa saiu ilesa do programa. A filmagem da única câmera que filmou tudo até o fogo destruir o fio passou no Jornal nacional.

Semanas depois, Xuxa declarou que pouco antes do início das gravações já havia um cheiro "esquisito" e alertou a equipe técnica, que mantinha (segundo Xuxa) amontoado de fios e muitas luzes próximos a materiais que pegam fogo facilmente como tecidos e madeiras.[1] [2]

Seis programas já tinham sido gravados, mas nunca foram exibidos. Isso porque a apresentadora queria evitar que a exibição dos programas com o mesmo cenário que pegou fogo ficasse marcada na memória dos telespectadores.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dicionário da TV Globo (Vol. 1 - Dramaturgia e Entretenimento) - Categoria Entretenimento: pag. 748 / Jorge Zahar Editora, Rio de Janeiro