Ângelo Correia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde setembro de 2013) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


José Ângelo Ferreira Correia
Ministro(a) de Portugal Portugal
Período VIII Governo Constitucional
  • Ministro da Administração Interna
Antecessor(a) Fernando do Amaral
Sucessor(a) Eduardo Pereira
Dados pessoais
Nascimento 18 de julho de 1945 (72 anos)
Almada
Partido PSD
Profissão Empresário

José Ângelo Ferreira Correia ComC (Almada, Almada, 18 de Julho de 1945) é um empresário e político português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou no Liceu Nacional D. João de Castro[carece de fontes?], em Lisboa, e obteve duas licenciaturas, uma em Engenharia Químico-Industrial, no Instituto Superior Técnico, em 1968, e outra em Organização e Gestão de Empresas, no Instituto de Estudos Sociais, atual ISCTE-IUL, em 1973[1]. Cumpriu o serviço militar em Timor-Leste.

Iniciou a sua carreira profissional na função pública, como técnico superior da Junta Nacional Industrial, passando em seguida para o Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação, até ser nomeado chefe da Divisão Financeira e Administrativa do Instituto de Alta Cultura. Integrou depois o Secretariado Técnico da Presidência do Conselho de Ministros, até enveredar por uma carreira na administração de empresas.

Entre as empresas em que exerceu funções de administração constam a VMPS - Vidago, Melgaço e Pedras Salgadas, Lisboagás, Portgás, Phillips Portuguesa, Tertir, Cipol, Turistrela, Figueira Paraindustria, GDP Distribuição, All2it, Burgo Fundiários, Pavilis, Drink-In, Transinsular, Totta Urbe e Solidal.

Entretanto também presidiu à Associação Nacional das Empresas Operadoras Portuárias (1992-1995) e à Associação de Empresas de Segurança Privada (2008-2010).

Membro da SEDES, participou na criação do Partido Popular Democrático, ao qual aderiu em maio de 1974. Foi deputado à Assembleia Constituinte (1975-1976) e à Assembleia da República (1976-1995), onde presidiu às Comissões Parlamentares de Defesa Nacional (1978-1981 e 1983-1985), Assuntos Europeus (1987-1989), Poder Local, Regiões e Ambiente (1989-1993) e Economia, Finanças e Plano (1981-1983). Foi também presidente da Delegação Parlamentar Portuguesa à Assembleia Parlamentar da OTAN (1979-1981 e 1985-1995). Foi Ministro da Administração Interna do VIII Governo Constitucional, de Francisco Pinto Balsemão. Presidiu à Mesa do Congresso Nacional do PSD, durante a liderança de Luís Filipe Menezes (2006-2007).

A 9 de Junho de 1994 foi feito Comendador da Ordem Militar de Cristo[2].

Recentemente exerceu os cargos de presidente dos Conselhos de Administração do Grupo Fomentinvest e da Lusitaniagás e de vogal do Conselho de Administração da Fundação Ilídio Pinho. É presidente da Câmara de Comércio e Indústria Árabe Portuguesa[3] e cônsul honorário do Reino Hashemita da Jordânia em Portugal. É comentador político na RTP3.

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Fernando do Amaral
Ministro da Administração Interna
VIII Governo Constitucional
Sucedido por
Eduardo Pereira

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.