Chevrolet Suburban

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Chevrolet Suburban
Visão Geral
Nomes
alternativos
Chevrolet Grand Blazer
GMC Yukon XL
Produção 1935 — presente
Fabricante Chevrolet, grupo General Motors
Modelo
Classe grande
Carroceria SUV
Modelos relacionados Cadillac Escalade
Chevrolet Avalanche
Chevrolet Veraneio
Honda Pilot
GMC Yukon XL
Chevrolet Tahoe
GMC Yukon

Suburban é um utilitário esportivo de grande porte da Chevrolet. O início de sua produção ocorreu em 1935, sendo considerado por muitos o veículo mais antigo em produção no mundo.[1]

Trata-se de um veículo muito tradicional nos Estados Unidos: um veículo grande, bastante espaçoso, com três fileiras de bancos (8 lugares) e confortável, voltado para grandes viagens em estradas podendo, inclusive, puxar grandes reboques sem dificuldades e sem perda de conforto, graças ao seu motor V8. Por essas qualidades, a Suburban tornou-se um produto bastante rentável para a GM, bem como interessante para o consumidor devido à sua baixa depreciação no mercado de usados.

No Brasil, a Chevrolet Suburban deu origem à lendária Chevrolet Veraneio em suas duas gerações. A Veraneio foi produzida de 1964 a 1994.

A General Motors também produz sobre a mesma plataforma da Suburban outros SUVs full size: a Cadillac Escalade e a GMC Yukon XL, veículos com as mesmas características, embora com desenhos diferenciados.

O Suburban é vendido nos Estados Unidos (incluindo os territórios insulares), Canadá, América Central, Chile, México, Myanmar, Laos, Angola, Filipinas e Oriente Médio (exceto Israel), enquanto o Yukon XL é vendido apenas na América do Norte (Estados Unidos e Canadá) e territórios do Oriente Médio (exceto Israel).

História[editar | editar código-fonte]

Várias empresas automobilísticas nos Estados Unidos usaram a designação "Suburban" para indicar um carro tipo janela, tipo station wagon, em uma estrutura comercial incluindo DeSoto, Dodge, Plymouth, Studebaker, Nash, Chevrolet e GMC. O nome (Westchester) Suburban era, na verdade, uma marca registrada da US Body and Forging Co. de Tell City, Indiana, que construía carrocerias de madeira para todos esses chassis de automóveis e caminhões leves e muito mais.

Chevrolet começou a produção do seu todo-aço "transporte-suburbano" em 1935.[2] A GMC lançou sua versão em 1937. Esses veículos também eram conhecidos como "Suburban Carryall", até que a GM encurtou o nome para "Suburban". O equivalente da GMC ao modelo Chevrolet foi originalmente chamado de "Suburban", até ser renomeado como "Yukon XL" para o ano de 2000.

Com o fim da produção do Dodge Town Wagon em 1966 e da perua Plymouth Fury Suburban em 1978, somente a General Motors continuou fabricando um veículo com a marca "Suburban", e a GM recebeu uma marca exclusiva em 1988. O Chevrolet Suburban é um dos maiores utilitários esportivos atualmente no mercado. Sobreviveu a veículos competitivos, como o International Harvester Travelall, o Jeep Wagoneer e o Ford Excursion. O mais recente concorrente é o Ford Expedition EL estendido, que substituiu a Excursion.

O Suburban de hoje é um SUV de tamanho Full-size, com três fileiras de assentos, uma estrutura de pick-up completa e motor V8. O Suburban tem a mesma altura e largura que o Chevrolet Tahoe, embora o Suburban tenha mais 20 polegadas (510 mm). O comprimento extra fornece uma área de carga de tamanho normal atrás da área de 9 passageiros. De 1973 a 2013, ele estava disponível nas versões de meia tonelada e 3/4 de tonelada, esta última descontinuada após o ano de 2013, mas foi revivida em 2015 como um veículo exclusivo para a frota para o modelo de 2016.

Nos últimos anos, o Suburban tem sido usado como um SUV da polícia, veículo do chefe dos bombeiros ou veículo EMS. Os suburban também são usados ​​como limusines. Suburban pretos são comumente usados ​​por serviços de inteligência federais, como o Serviço Secreto, por exemplo. O Serviço Secreto opera versões totalmente blindadas do Suburban para o Presidente dos Estados Unidos quando ele participa de compromissos menos formais.[3]

No final da década de 1990, a GM também lançou uma versão RHD do Suburban, com o nome de Holden, para o mercado australiano. As vendas foram baixas e a GM retirou o modelo em 2000 da linha de Holden.

Houve doze gerações de subúrbios da Chevrolet desde sua estréia em 1935, o mais recente (modelo de 2015) entrou em showrooms em fevereiro de 2014. Em 2015, a Chevrolet comemorou o 80º aniversário da Suburban com a fábrica de Arlington Assembly inaugurando 10 milhões de veículo construído na instalação desde a inauguração em 1954, um Suburban LTZ 2015 preto.[4] Isto marcou a segunda vez na história do Suburban que alcançou esta honra, como o décimo Suburban de geração de 2011 também foi o 9 milhões de veículo construído lá

Um estudo do iSeeCars.com de 2018 identificou o Chevrolet Suburban como o carro que é mais utilizado a cada ano.[5] Um estudo do iSeeCars.com de 2019 classificou o Chevrolet Suburban como o segundo veículo de maior durabilidade.[6]

Em um artigo de 26 de fevereiro de 2018 comemorando o 83º ano do veículo, Car and Driver observa que a longevidade do Suburban, seu apelo aos clientes em geral, independentemente de raça, sexo, classe ou afiliação política. e uma lealdade única ao SUV. Em entrevista ao executivo de marketing de caminhão / SUV da Chevrolet, Sandor Piszar, que lembra de um evento comemorando o 100º aniversário da divisão de caminhões quando perguntado sobre o que chamaram de seus veículos: "É uma pergunta engraçada, mas é um ponto intrigante", diz Piszar . “As pessoas dizem o que amam. E eles amam seus suburbans. ”[7]

Primeira Geração (1935–1940)[editar | editar código-fonte]

Primeira Geração
Visão Geral
Produção 1935–1940
Montagem Oakland Assembly, Oakland, California
North Tarrytown Assembly, Tarrytown, New York
Flint Assembly, Flint, Michigan
Norwood Assembly, Norwood, Ohio
St. Louis Assembly, St. Louis, Missouri
Oshawa Assembly, Oshawa, Canada
Modelo
Carroceria Perua
Ficha técnica
Motor 207 cu in (3 4 L) I6[8]
Layout FR layout
Modelos relacionados Chevrolet Master
Dimensões
Entre-eixos 2.883
Chevrolet Carryall Suburban 1937

Antes desta primeira geração Suburban, em 1933, a Chevrolet tinha oferecido um station wagon, construído sobre o quadro de caminhão de 1/2 tonelada. Este modelo foi construído especificamente para as unidades da Guarda Nacional e do Corpo Civil de Conservação. Grande parte do corpo foi construída em madeira e podia acomodar até oito ocupantes.

O modelo de primeira geração propriamente dito foi oferecido pela Chevrolet como um "Carryall Suburban" - um transportador de carga resistente e seguro, com um corpo de station wagon no chassi de um caminhão pequeno. Com foco na funcionalidade, o conceito era literalmente "transportar tudo": toda a família e seus equipamentos deveriam encontrar espaço suficiente em um caminhão. O assento para até oito ocupantes estava disponível, com três na fila da frente, dois na fila do meio e três na fileira de trás. As portas do painel traseiro com dobradiças laterais ou a janela traseira da bagageira podem ser selecionadas para acesso à área de carga.[9]

A capacidade de carga de meia tonelada não parece grande coisa para os dias de hoje, mas em 1933 a realidade era de motores pouco potentes e sistemas de suspensão mais frágeis, fazendo com que os carros carregassem, em geral, menos peso.

O termo Carryall (carrega tudo) era deixava claro que o veículo foi criado para atender uma demanda específica para este tipo de carro, notadamente a Guarda Nacional americana e programas do New Deal para lidar com os efeitos ainda vigentes da crise de 1929, como o Civilian Conservation Corps (Corporação de Conservação Civil).

Eram entidades que precisavam de flexibilidade para transportar tanto passageiros como carga. Os bancos removíveis faziam com que o carro se adaptasse a ambos os usos, algo similar à Kombi quando fez sucesso no Brasil.

1936[editar | editar código-fonte]

No ano de 1936 foram introduzidos os freios hidráulicos. Um ano depois, foi introduzido um novo sistema de segurança, A potencia do carro cresce para 79 cv e o visual ganha detalhes de Art Decô.

1937[editar | editar código-fonte]

Em 1937 ganhava as ruas uma versão da GMC

1940[editar | editar código-fonte]

Já no ano de 1940, foram introduzidos faróis selados que melhoravam (muito) a visibilidade.


Segunda Geração (1941–1946)[editar | editar código-fonte]

Segunda Geração
1941 Chevrolet Carryall Suburban.jpg
Visão Geral
Produção 1941–1946
Montagem Oakland Assembly, Oakland, California
North Tarrytown Assembly, Tarrytown, New York
Flint Assembly, Flint, Michigan
Norwood Assembly, Norwood, Ohio
St. Louis Assembly, St. Louis, Missouri
Oshawa Assembly, Oshawa, Canada
Modelo
Classe Grande
Carroceria Perua
Ficha técnica
Motor [[Chevrolet straight-6 engine#216|Predefinição:Convert/CID]] I6
[[Chevrolet straight-6 engine#228|Predefinição:Convert/CID]] I6
Plataforma AK Series
Transmissão Manual de 3 velocidades
Layout FR layout
Dimensões
Comprimento 4.994 mm
Entre-eixos 2.946 mm
1941–1947 AK series Chevrolet Suburban
1941–1947 AK series Chevrolet Suburban

Os suburbans foram construídos nos anos de 1941, 1942 e 1946. Também foi produzido durante a guerra como um veículo de transporte militar.[10] Lugares para até oito ocupantes estavam disponíveis. Modelos com portas do painel traseiro foram designados "3106", enquanto aqueles com portas traseiras foram designados "3116". As versões da Chevrolet estavam equipadas com um motor de 6 cilindros de 216 polegadas cúbicas. A versão do GMC foi equipada com um motor de 6 cilindros e 228 polegadas cúbicas. Compartilhou muito de seus mecanismos com os caminhões da série AK.

Design[editar | editar código-fonte]

O visual do Suburban ficou mais caprichado e encorpado. Na frente o destaque era a grande grade cromada de frisos verticais. No capô aparecia outra, menor e de frisos horizontais. Os faróis vinham redesenhados, ganhando um formato de gota. A lateral era discreta, com três janelas, e a traseira vertical trazia lanternas diminutas. Apenas na versão GMC, o motor de 228 pol (3,75 Litros), desenvolvido a partir do Chevrolet "Stovebolt" de 216 pol (3,6 Litros), produzia 93 cv. Por dentro o ambiente austero podia receber os mesmos oito ocupantes



Terceira Geração (1947–1954)[editar | editar código-fonte]

Quarta Geração
Visão Geral
Produção 1947–1954
Montagem Van Nuys, California
Modelo
Carroceria Perua
Ficha técnica
Plataforma Advance Design
Transmissão Manual de 3 velocidades
Manual de 4 velocidades
4 velocidades Hydra-Matic automático
Layout FR layout
Dimensões
Comprimento 4.998
Entre-eixos 2.946
Chevrolet Suburban 1952

Em 1947 uma nova carroceria estreava. Bem mais encorpada, os volumes estavam mais unidos. O capô ficava mais largo e os para-lamas vinham mais alto e integrados ao desenho. Os faróis circulares, um de cada lado, não estavam mais separados da carroceria.

Chevrolet Suburban 1952

A partir de 1953, a transmissão automática Hydra-Matic de 4 velocidades estava disponível nos modelos GMC e no modelo 1954 da Chevrolet Suburbans. Modelos com portas do painel traseiro foram designados "3106", enquanto aqueles com portas traseiras foram designados "3116". Em 1952, o Suburban veio com uma porta traseira ou portas de painel. O banco da frente estava partido, com dois assentos no lado do motorista e um assento no lado do passageiro, que deslizava para a frente para acesso às duas filas de assentos traseiros. A segunda fileira era um assento de "2/3", exigindo que os ocupantes passassem pelo banco do passageiro da frente, assim como os assentos da segunda fileira para acessar a terceira fileira.

Esta foi a última série a apresentar modelos "Canopy express".

O design do Suburban de 1947 inspiraria o design do Chevrolet HHR mais de meio século depois


Quarta Geração (1955–1959)[editar | editar código-fonte]

Quarta Geração
Modelo
Classe Grande
Carroceria Perua
Ficha técnica
Motor 265 pol. (4,3 l) 145 cv (108 kW) V8

283 pol. (4,6 l) 155 cv (116 kW) V8

Plataforma Task Force
Transmissão Manual de 3 velocidades
Manual de 4 velocidades
Automática Hydra-Matic de 4 velocidades
Dimensões
Entre-eixos 2.896 mm

Em 1955, com a nova geração o desenho do utilitário mudava bastante, ganhando sempre os tons da época. Ainda mais integrados, os para-lamas agora criavam um ombro discreto que percorria toda a lateral. Os faróis circulares ficavam embutidos em uma espécie de "pestana" e logo abaixo deles surgia a luz de direção. A grade, em formato trapezoidal, era quadriculada e o capô tinha um ressalto pronunciado. O para-brisa agora era uma peça única, com as laterais curvas, o que forçava um desenho recuado das colunas e das portas. Era o estilo básico que teríamos na picape brasileira 3100, da Chevrolet Brasil.

O motor "Stovebolt" de seis cilindros entregava 112 cv. crescendo para 235,5 pol (3,9 Litros). mas a versão GMC novamente corria por fora com 125 cv extraídos de uma unidade da própria marca de 249 pol (4,1 Litros). Nessa época surgia também o primeiro propulsor V8 da marca, o bloco pequeno de 265 pol (4,3 Litros). A versão mais potente entregava 180 cv, mas no GMC o rendimento era menor para privilegiar o torque em baixa. Dois anos depois da apresentação da linha chegava também a aguardada opção de tração nas quatro rodas, muito útil nesse tipo de veículo.

1957 Chevrolet Suburban
GMC Suburban Carrier







Quinta Geração (1960–1966)[editar | editar código-fonte]

Quinta Geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
GMC Carryall
Modelo
Classe Grande
Carroceria Perua
Ficha técnica
Motor 230 pol. (3,8 L) I6 (63 a 65)
235 cu in (3,9 L) I6 (60–62)
250 pol. C (4,1 L) I6 (66)
283 pol. (4,6 l) V8 (60 a 66)
292 pol. (4,8 l) I6 (63 a 66)
Motor V6 de 305 pés cúbicos (5,0 L)
327 pés cúbicos (5,4 L) V8 (66)
Plataforma C/K series
Dimensões
Comprimento 5.067 mm
Largura 2.019 mm
Chevrolet Suburban 1964

Em 1960 o desenho do grande utilitário da GM mudava novamente. As linhas começavam a ficar mais retas. Na frente chamava atenção a opção de faróis circulares duplos, com uma moldura cromada e ligados entre si por uma larga barra também cromada. O capô era visivelmente separado do conjunto e trazia nele as luzes de direção, além de marcar um vinco nas laterais. O para-brisa estava mais plano e o conforto crescia com a adoção de molas helicoidais na suspensão dianteira, além de melhor acabamento interno. Até mesmo ar-condicionado passava a constar no catálogo, uma mostra de que o carro poderia substituir as tradicionais peruas nas famílias norte-americanas.

Essa foi a primeira série C/K, onde C indicava a versão de tração traseira e K a versão integral  -- padrão de denominação restrito à Crevrolet por cinco anos. Na GMC o motor era o V6 de 305 pol (5,0 Litros) e 150 cv, não compartilhado pela versão Chevrolet. Esta última adotava em 1963 duas novas opções de seis cílindros. mantendo a disposição em linha: de 230 pol (3,8 Litros) com 140 cv e de 292 pol (4,8 Litros) com 165 cv. Dois anos mais tarde era a vez do V8 de 327 pol (5,4 Litros) com expressivos 220 cv, enquanto um seis-em-linha de 250 pol (4,1 Litros, o mesmo que seria usado no Opala brasileiro) trazia 155 cv

Esta série de modelos introduziu uma opção 4WD ("K") equipada de fábrica pela primeira vez. Os modelos 2WD ("C") introduziram uma suspensão dianteira independente baseada na barra de torção e braço traseiro e mola traseira em espiral, mas em 1963, retornaram a uma abordagem mais convencional de molas helicoidais.

1962[editar | editar código-fonte]

A partir de 1962, o estilo do capô era mais conservador, com capuzes que eliminavam as grandes portas

1964[editar | editar código-fonte]

Em 1964, a área frontal de vidro foi atualizada para um para-brisa mais plano e vidro de porta maior. 1.150 lb (520 kg) de carga podem ser carregados

Sexta Geração (1967–1972)[editar | editar código-fonte]

Chevy Suburban C10
Sexta Geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
GMC Carryall
Chevrolet Veraneio (Brasil)
Produção 1967–1972
Modelo
Carroceria 3-portas Perua (América do Norte)
5-portas SUV (Brasil)
Ficha técnica
Motor 305 pol. (5,0 L) V6
250 pol. (4,1 l) I6
292 pol. (4,8 l) I6
283 pol. (4,6 L) V8
307 pol. (5,0 L) V8
327 pés cúbicos (5,4 L) V8
350 pol. Cúb. (5,7 l) V8
396 pol. (6,5 L) V8
Plataforma C/K series
Transmissão Manual de 3 velocidades, manual de 4 velocidades, Powerglide, Turbo-Hydramatic
Dimensões
Comprimento 5.474 mm
Entre-eixos 3.226 mm

A 6ª geração do Suburban apresentava três portas, com uma única porta do lado do motorista e duas no lado dos passageiros. No que se refere à segurança, o Carryall ganha um sistema de freios com duplo cilindro, para-brisa com cristal de segurança laminado mais grosso e direção com absorção de energia.

Chevy Suburban C10

Em 1967, o Suburban passava por outra reforma estética. O desenho básico estava mais discreto com uma dianteira menos exagerada. Os faróis circulares, um de cada lado eram ladeados por uma moldura e a grade quadriculada cromada tomava toda a extensão frontal. O capô estava mais baixo e a área envidraçada era um destaque. Uma particularidade era a presença de apenas uma segunda porta na lateral direita, dos passageiros, o que melhorava o acesso ao interior.

O porta-malas tinha a opção de receber dois tipos de abertura: a tradicional e a de duas portas laterais, como no carro de entregas do qual o Suburban se originou. Em 1968 os para-lamas ganhavam luzes de direção. de acordo com a nova lei governamental. Por dentro, o freio de estacionamento agora era acionado pelo pé.

Nos motores havia quatro opções de V8 no ano seguinte, três com cilindrada de 5,75 Litros (de 255 a 350 cv) e uma com 396 pol ou 6,5 Litros, 310 cv e um robusto torque. Também se tornou um veículo de tamanho maior também com a introdução do K5 Blazer que debutou em 1968 como modelo de 1969.

Esta série também seria a última a oferecer modelos de caminhonete C-10 e C-20 para fins comerciais, com 1970 como o último ano.

Os modelos de 1971 apresentavam freios a disco nas rodas dianteiras,[11] e 1972 foi o último ano para suspensão traseira de molas helicoidais em modelos 2WD. 1972 também introduziu um alojamento menor para o ar condicionado do banco traseiro. O volante Comfort-Tilt tornou-se opcional em 1971.[12]

Esta geração de Suburban coincidiu com o rápido crescimento do mercado de veículos deste porte. Enquanto cerca de 6.200 Suburban foram produzidos em 1967, em 1972 esse número havia crescido para cerca de 27.000.

Chevrolet Veraneio (Brasil)[editar | editar código-fonte]

Chevrolet Veraneio

Em 1964, a Chevrolet no Brasil introduziu uma versão de 4 portas do Suburban chamado C-1416 (conhecido como Veraneio a partir de 1969). Foi baseado no Chevrolet C-14 brasileiro contemporâneo. Foi inicialmente equipado com um Chevrolet 4.2 L em linha seis baseado nos motores "Stovebolt" anteriores a 1962. Mais tarde, usou o motor de 4.1 litros e 250 litros do sedã brasileiro de tamanho médio da Chevrolet - o Opala. A versão original do Veraneio foi mantida em produção, com outra grade e interior, até 1988 (modelo de 1989), mas acabou sendo substituída por uma versão atualizada baseada na família da Série 20.[13] A segunda geração de Veraneio foi produzida de 1989 a 1995.

Em 1997, a GM introduziu no Brasil as caminhonetes norte-americanas para o mercado local, substituindo a "Série C". A versão brasileira do Suburban também foi convertida para a geração atual na época e durou até 2001, foi chamada de Grand Blazer, um sucessor do Veraneio. O motor de 4.1 L em linha com 138 cv (103 kW) foi oferecido em ambos os modelos com opção turbodiesel MWM de 4,2 L com 168 cv (125 kW).

Em 2015, a Autoweek classificou a Veraneio em quarto lugar entre os station wagons da Chevrolet que a América nunca conseguiu. Ele também citou o design do veículo como "barroco" e resumiu-o como "É um crossover brasileiro dos anos 1960". Autoweek observa que o Veraneio pode ser importado para os Estados Unidos, dependendo da condição do veículo.[14]


Setima Geração (1973–1991)[editar | editar código-fonte]

Chevrolet Suburban
Setima Geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
GMC Suburban
Chevrolet Veraneio
Produção 1973–1991 (1989–1996 no Brasil)
Montagem Flint, Michigan
Janesville, Wisconsin
São Caetano do Sul, Brazil
Modelo
Classe Grande
Carroceria SUV
Ficha técnica
Motor Diesel:

4,0 L (245 pol.) I4 Maxion S4 / S4T (Brasil)
5,7 L (350 pol.) LF9 V8 (1978-81)
6,2 L (379 pol.) Detroit Diesel V8
Gasolina:
4,1 L (250 pol.) I6
5,0 L (305 pol.) V8 (1976-88)
5,0 L (307 pol.) V8 (1973)
5,7 L (350 pol.) Em V8
6,6 L (400 pol.) V8 (1976-80)
7,4 L (454 pol.) Em V8

Plataforma C/K series
Transmissão Manual:

3 velocidades
4 velocidades
Automático:
3 velocidades THM-350
3 velocidades THM-400
4 velocidades 700R4 (1981-91)
4 velocidades 4L80-E (1991)

Layout FWD,
RWD / 4WD
Modelos relacionados Chevrolet K-Blazer/GMC K-Jimmy
Chevrolet/GMC C/K
Dimensões
Comprimento 5.565 mm
Entre-eixos 3.289 mm
Largura 2.022 mm
Altura R10: 72.0 in (1.829 mm)

V10: 73.8 in (1.875 mm)
R20: 74.3 in (1.887 mm)
V20: 76.1 in (1.933 mm)

1989-1991 Chevrolet Suburban

A maior novidade da nova geração foi a adoção das quatro portas convencionais. O desenho estava mais bonito, com o uso de linhas retas típicas da década. O perfil dessa geração lembra muito o do Chevrolet Veraneio derivado das picapes série 20 brasileiros. Cromados e pintura em dois tons eram características comuns aos modelos da Chevrolet e da GMC. A frente, porém, mudava - o Suburban com a "gravatinha" era mais clássico, com faróis circulares, e o GMC tinha vocação de trabalho. Por dentro havia muito espaço disponível, a principal proposta de veículos dessa categoria

Os dois tipos de tração, traseira e integral, continuavam disponíveis, com a novidade de um sistema permanente nas quatro rodas, não mais restrito a terrenos de baixa aderência. Havia também três versões de capacidade de carga para as duas marcas: meia tonelada, 750 kg e uma tonelada, identificados pelos números 10, 20 e 30 para os Chevrolets e 1500, 2500 e 3500 para os GMC, nesta ordem. O carro media 5,56 metros de comprimento, 2,02 m de largura e 3,28 m de distância de entre eixos.

O motor de seis cílindros e 4,1 litros continuava em cena, com 100 cv pelo novo método líquido de medição, mas os V8 eram os preferidos do consumidor. A primeira opção era o conhecido bloco pequeno de 350 pol (5,75 Litros), que entregava 195 cv. Em seguida aparecia o de mesma cilindrada com maior potência, 210 cv. A versão de topo era o bloco grande 454 de (7,45 litros) e 250 cv. Um V8 a diesel de 350 pol (5,75 Litros) tornava-se disponível em 1978,[15] mas não teve sucesso entre os norte-americanos, que pagavam muito barato pela gasolina para se preocupar com economia. Só mesmo os que usavam o carro no trabalho severo o preferiam.

Já os câmbios tinham sempre três marchas. Os modelos de 500 e 750 kg usavam a Turbo-Hydramatic. Para o serviço pesado, porém, havia um pacote que oferecia caixa de redução e sistema de refrigeração adicional. O conhecido diferencial autobloqueante Positraction era outro opcional. O consumidor podia escolher ainda entre o acabamento básico e o mais esmerado, chamado Silverado. Além disso, uma terceira fileira de bancos podia ser acrescida, deixando o Suburban apto a levar até nove pessoas.

GMC Suburban

Para o modelo de 1981, travamento automático foram adicionados para os modelos de tração nas quatro rodas, e a caixa de transferência NP208 substituiu o NP205 na maioria dos modelos.[16]

Depois de uma reforma estética na parte dianteira em 1981, com uso de dois faróis retangulares sobrepostos de cada lado, chegava um ano depois um motor a diesel de 6,2 litros, bem mais robusto que a problemática unidade 5,75 oferecida antes.Para 1984, o amianto foi removido dos freios traseiros. Para 1985, uma nova grade foi usada. Um total de 64.670 Suburbans foram feitos em 1985. Os carburadores eram aposentados em 1987 em favor da injeção eletrônica mono ponto, que melhorou o desempenho, a economia de combustível e as emissões poluentes dos grandalhões. Uma nova caixa automática, com quatro marchas era incorporada ao catalago. Os freios traseiros ganharam sistema antitravamento ABS em 1990; um ano depois, o motor 455 vinha associado a câmbio automático de controle eletrônico.

Com 18 anos de produção, essa seria a geração mais longeva do Suburban.


Oitava Geração (1992–1999)[editar | editar código-fonte]

Chevrolet Suburban GMT400
Oitava Geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
GMC Suburban
Holden Suburban (Oceania)
Produção Outubro de 1991-1999
Montagem Janesville, Wisconsin
Arlington, Texas
Silao, México
Modelo
Classe Grande
Carroceria SUV
Designer Chuck Jordan
Ficha técnica
Motor 6,5 L (395 pol.) L56 e L65 Turbo Diesel V8 (apenas 2500)

5,7 L (350 pol.) L05 V8 (1992-1995)
5,7 L (350 pol.) Vortec L31 V8 (1996-1999)
7,4 L (454 pol.) L19 V8 (apenas 2500) (1992-1995)
7,4 L (454 pol.) Vortec L29 V8 (apenas 2500) (1996-1999)

Plataforma GMT410/425
Transmissão 4 velocidades 4L60 automáticas (1500) 4 velocidades 4L80 automáticas (2500)
Modelos relacionados Chevrolet Tahoe
GMC Yukon
Chevrolet/GMC C/K
Dimensões
Comprimento Chevrolet: (5.575 mm)

1992–94 GMC: (5.560 mm)
1995–96 GMC: (5.588 mm)

Entre-eixos 3.340 mm
Largura (1.869 mm) (1992–94 Chevrolet) – (1.956 mm) (1995–96 GMC)
Altura (1.748 mm) (1992–94 GMC) – (1.895 mm) (1997–99 2500 4WD)
Cronologia
GMC Yukon XL (para GMC Suburban)

O utilitário evoluía muito. Na frente reta se destacava uma barra cromada - ausente na linha GMC - que dividia os faróis ao meio, deixando duas unidades retangulares de cada lado. A carroceria era limpa, sem vincos, com cromados discretos e área envidraçada invejável. A traseira possuía lanternas verticais de bom gosto.

GMC Suburban GMT400

O interior todo renovado estava muito confortável. O painel era modernizado, com linhas curvas, grandes comandos e muitas saídas de ar.O carro lidava melhor com o piso graças à nova suspensão independente no eixo helicoidais, mas os de tração integral adotavam barras de torção. Atrás o esquema era único, o tradicional eixo rígido com feixe de molas semi-elípticas. E os freios agora traziam ABS para as quatros rodas.

Os Suburbans baseados no GMT400 foram introduzidos em dezembro de 1991 como modelo de 1992. Os modelos semelhantes de caminhonete tinham mudado para as plataformas mais novas no ano de 1988. Ambos os modelos 2WD e 4WD, designados "C" e "K", foram oferecidos, bem como modelos ("1500" e "2500").

O Suburban estava disponível em três pacotes de acabamento: básico, LS e o de topoLT. O interior podia ser modificado de tal forma a levar entre dois (mais espaço de carga) e nove ocupantes. Os motores a gasolina disponíveis eram os V8 de 5,75 e 7,45 litros. Movida a diesel havia uma unidade de 6,5 litros com turbo e 190 cv. Havia duas opções de caixa automática, ambas de quatro marchas: a 3L60, para as versões mais leves, e a 4L80, para os modelos voltados ao trabalho.

As transmissões incluíam o automático de quatro velocidades 4L60 na série 1500, e o automático de 4 velocidades de 4L80 mais pesado da série 2500 e a série 1500 equipada com o motor diesel de 6,5 L Turbo. A opção de transmissão manual da geração anterior foi descartada.

O interior todo renovado estava muito confortável. O painel era modernizado, com linhas curvas, grandes comandos e muitas saídas de ar.O carro lidava melhor com o piso graças à nova suspensão independente no eixo helicoidais, mas os de tração integral adotavam barras de torção. Atrás o esquema era único, o tradicional eixo rígido com feixe de molas semi-elípticas. E os freios agora traziam ABS para as quatros rodas.

A série GMT400 introduziu a suspensão dianteira independente. Os modelos 2WD utilizados molas helicoidais e modelos 4WD usaram barras de torção na suspensão dianteira. Todos os modelos usaram um eixo vivo e molas de lâmina na traseira.

O tempo de 0 a 60 mph para um Suburbano de 1995 foi de 9,3 segundos. A velocidade máxima de um Suburbano de 1995 é governada no motor por economia. Um máximo de 98 mph (158 km / h) pode ser obtido.[17] A economia de combustível da cidade era 13 mpg-US (18 L / 100 km)[17] e a rodovia era 15 mpg-US (16 L / 100 km).[17] O círculo de viragem era de 47,8 pés (14,6 m).[17] Em 1996, a economia de combustível melhorou para 17 mpg-EUA (14 L / 100 km) rodovia.[18]

Mudanças anuais no Suburban:[editar | editar código-fonte]

1994[editar | editar código-fonte]

Clipe frontal revisado e lâmpada de parada central (1994)

1995[editar | editar código-fonte]

Interior revisado incluindo um airbag do lado do motorista, espelhos laterais revisados (1995)

1996[editar | editar código-fonte]

Revisado Vortec L31 (350 Pol.) E Vortec 7400 (454 pol.) Motores com maior potência e eficiência de combustível, 4WD eletrônico, iluminação diurna, entrada iluminada e alguns novos recursos internos (1996)

1997[editar | editar código-fonte]

Transmissões revisadas, sistema de direção melhorado e air bag adicional do lado do passageiro (1997)

1998[editar | editar código-fonte]

Onstar, sistema de segurança PassLock e opção AutoTrac 4WD em tempo integral foram adicionados, airbags de última geração "depowered", volante revisado, transmissões revisadas novamente (1998)[19]

1999[editar | editar código-fonte]

Sem grandes mudanças após a introdução de modelos 2000 redesenhados (1999)

Holden Suburban[editar | editar código-fonte]

1998 Holden Suburban 1500

Na Austrália e na Nova Zelândia, a Holden importou o Chevrolet Suburban com volante à direita, construído pela GM em Silao, no México, entre fevereiro de 1998 e janeiro de 2001.[20] O Suburban foi apresentado pela primeira vez em outubro de 1997, no Sydney Motor Show.[21] No total, foram vendidos 746 (460 de gasolina e 286 de diesel).[22] Após 2001, os modelos subsequentes foram revertidos para a marca Chevrolet original, que também havia sido usada antes de 1998. Durante a vida útil do modelo, havia três níveis de acabamento: um modelo de base, o LS e o LT. Não deve ser confundido com as variantes de ajuste é o código do modelo, designado K8.[23]

O interior do Holden diferia da versão americana, pelo qual o painel do Chevrolet Blazer era usado. No entanto, teve que ser esticado para caber no maior Suburban. Um assento de banco era padrão na variante de nível de entrada, bem como no LS, mas o mais caro recebia assentos de balde. Com a omissão do banco central, a LT tem uma capacidade máxima de oito assentos, em comparação com nove.[24]

Os confortos do pacote padrão em todos os modelos incluíram uma bússola de LCD no espelho retrovisor, um volante ajustável de inclinação, um airbag do motorista, freios ABS e ar condicionado de duas zonas.[25] A LS trouxe rodas de liga leve, vidros elétricos e espelhos entre alguns recursos. Para aumentar ainda mais a aposta, a LT ganhou assentos dianteiros elétricos, guarnição de couro e uma porta traseira de duas partes com divisória horizontal. Isso veio em oposição às "portas do celeiro" encontradas nas outras especificações.[26]

O Suburban foi oferecido com a escolha de um Vortec V8 de 5,7 litros, produzindo 190 kW (255 cv) e 447 Nm (330 lb.ft) de torque, ou um turbodiesel V8 de 6,5 litros produzindo 145 kW (194 cv ) e 583 N⋅m (430 lb.ft).[27] A primeira escolha foi designada com o nome "1500", enquanto o turbodiesel viu a identificação "2500".[28] O motor a gasolina de 5.7 litros é compatível com GLP, e tais sistemas podem ser adaptados, se desejado. Independentemente do motor especificado, o caminhão estava equipado com uma transmissão automática de quatro velocidades. No entanto, o que diferiu foi o tipo de transmissão. Os motores a gasolina foram equipados com a transmissão GM 4L60-E, com o GM 4L80-E reservado para o diesel.[29] Um interruptor do painel permite que o veículo alimente todas as quatro rodas simultaneamente, ou apenas as rodas traseiras, e permite que a engrenagem de marcha baixa seja acionada.[27]

A eficiência de combustível do veículo foi avaliada em 19,7 l / 100 km para a especificação do diesel,[30] com esse número subindo para 21,8 l / 100 km para o modelo a gasolina.[31]

Para combater a carga extra e capacidade de reboque do diesel, um pacote de frenagem melhorado, bem como eixos super pesados ​​e suspensão foram montados. A Holden recomenda um limite máximo de reboque de 3.400 kg para o turbo a diesel, com um número reduzido de 2.720 kg para os modelos a gasolina.[32]

O Holden Suburban na verdade não foi a primeira ou única vez que a Holden vendeu a plataforma GMT400 na Oceania. A partir de 1996, eles importaram GMC C / Ks para conversões de ambulância. Ao contrário dos Suburbans, estes veículos não estavam disponíveis ao público em geral, nem portavam emblemas Holden. Eles também não foram construídos como volantes à direita da fábrica como o Suburban; a mesma empresa que lidou com a conversão de ambulância (Jacab Ambulance em Tamworth) também mudou a direção para o outro lado.

Nona Geração (2000–2006)[editar | editar código-fonte]

Chevrolet Suburban 1500
Nona Geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
GMC Yukon XL
GMC Yukon XL Denali
Cadillac Escalade ESV
Produção 1999 - Dezembro de 2005
Montagem Janesville, Wisconsin, Estados Unidos
Arlington, Texas, Estados Unidos
Silao, Guanajuato, México
Modelo
Classe Grande
Carroceria SUV
Ficha técnica
Motor 5,3 L (325 pol.) Vortec 5300 LM7 V8 (Gen III) (apenas 1500)

5,3 L (325 pol.) Vortec 5300 L59 flex fuel V8 (Gen III) (apenas 1500) (2002 - 2006)
5,7 L (350 pés cúbicos) Vortec L31 V8 (Somente no México 2000-2002)
6,0 L (364 pol.) Vortec 6000 LQ4 V8 (Gen III) (opcional em 1500 em 2006; padrão em 2500)
8,1 L (496 pol.) Vortec 8100 L18 V8 (opcional apenas no 2500)

Plataforma GMT830
Transmissão 4 velocidades 4L60E automático (apenas 1500)

4 velocidades 4L65E automático (somente Denali)
4 velocidades 4L80E automáticas (apenas 2500 c/motor de 6,0 L)
4 velocidades 4L85E automático (apenas 2500 c/motor de 8,1 L)

Layout FWD, RWD / 4WD
Modelos relacionados Chevrolet Silverado
GMC Sierra
Chevrolet Avalanche
Cadillac Escalade EXT
Chevrolet Tahoe
GMC Yukon
Cadillac Escalade
Hummer H2
Dimensões
Comprimento 5.570 mm
Entre-eixos 3.302 mm
Largura 2.002–2.027 mm
Altura (1.862 mm) (2000–02 Chevy 1500 4WD) – (1.958 mm) (Yukon XL 2500 4WD)

Os Suburbans baseados no GMT800 foram introduzidos no final de dezembro de 1999 (somente no Texas) e janeiro de 2000 (nacionalmente) como modelo de 2000.[33] Eles foram vendidos em duas séries: 1/2-ton 1500 e 3/4-ton 2500. Suburbans veio em base, LS e LT trims. Opcional foi o botão de pressão 4WD com caixa de transferência de baixo alcance. Um engate de reboque com plugue de fiação de reboque era opcional.

GMC Yukon XL Denali

Em 2000, os motores de longa duração de 5,7 L e 7,4 L V8 da Chevrolet foram retirados juntamente com o diesel de 6,5 L. Os novos motores foram o Vortec 5300 5.3 L (325 pol.) para a série 1500 e o Vortec 6000 6.0 L (364 pol.) para a série 2500.

Novos recursos incluídos:

  • Um pneu sobressalente foi colocado debaixo do veículo (em vez de na área de carga como nos modelos anteriores)
  • "Luzes de poça" nos espelhos exteriores dos modelos LS e LT
  • Novo painel de instrumentos, incluindo um centro de mensagens do motorista e um horímetro do motor
  • Controle eletrônico de temperatura disponível nos modelos LT
  • Freios a disco nas quatro rodas
  • Suspensão automática de nivelamento de carga disponível nos modelos LT
  • Suspensão auto nivelante traseira Premium Ride disponível nos modelos LS
  • Componentes Digitais
  • Novas rodas
  • Novo Interior
  • Novo Painel Moderno
  • Lanternas traseiras com indicadores de sinal de volta âmbar de cor separados (portanto, somente esta geração)

Design[editar | editar código-fonte]

O desenho estava modernizado, com linhas mais arredondadas e encorpadas. A frente era suavizada e o para-choque estava mais envolvente. Na lateral a mudança mais visível era um vinco que criava um volume nas caixas de rodas.

Mudanças anuais:[editar | editar código-fonte]

2001[editar | editar código-fonte]

Para 2001, o OnStar tornou-se padrão nos modelos LT e nos modelos LS com o novo pacote Z71. A direção de quatro rodas Quadrasteer foi adicionada como opção apenas nos modelos 2500.

2002[editar | editar código-fonte]

Em 2002, várias características opcionais tornaram o equipamento padrão no modelo LS, incluindo ar condicionado frontal e traseiro, rodas de liga leve, vidros elétricos, bancos dianteiros elétricos, degraus laterais, faróis de neblina e espelhos retrovisores externos aquecidos. Modelos básicos foram descontinuados, deixando LS e LT.

A variante Vortec 5300 L59 da série 1500 adicionou a capacidade flex. O motor 6.0 não estava disponível na série 1500.

2003[editar | editar código-fonte]

Para 2003, todos os SUV de tamanho grande da GM receberam um interior atualizado, com materiais de melhor qualidade e outros aprimoramentos. Novos rádios ofereciam compatibilidade com Radio Data System, rádio por satélite XM, som Bose e ergonomia melhorada. Pedais ajustáveis ​​foram adicionados como uma opção, e o Centro de Informações do Driver montado no painel de instrumentos foi melhorado e monitorado até 34 funções do veículo. Um sistema de DVD da Panasonic foi adicionado como uma opção. O sistema Stabilitrak da GM foi adicionado, e o Quadrasteer tornou-se disponível na série 2500 Suburbans. A capacidade de reboque para veículos equipados com Quadraste foi reduzida em 300 lbs (o peso do sistema).

2004[editar | editar código-fonte]

Em 2004, o Suburbans da série 1500 recebeu o sistema de freios Hydroboost, que foi introduzido anteriormente na série 2500.

O Suburban do mercado mexicano recebeu uma atualização, igual à do Silverado.

2005[editar | editar código-fonte]

O ano modelo de 2005 viu as portas de painel com dobradiças laterais de longa duração descontinuadas em favor da porta de entrada anteriormente opcional. Todos os motores mudaram para um sistema de refrigeração totalmente elétrico para reduzir a perda de energia e o consumo de combustível.

O pacote Z71, exclusivo para modelos 4WD, foi disponibilizado em Suburbans 2WD. O OnStar também se tornou padrão em toda a linha.

Finalmente, o Stabilitrak tornou-se padrão em todos os modelos logo após o início do ano do modelo.

o 2005 Suburban 1500 ganhou o prêmio J.D. Power and Associates pela mais alta qualidade inicial entre os grandes SUVs, superando seus rivais Ford Expedition e Toyota Sequoia.

2006[editar | editar código-fonte]

Para 2006, o último ano do GMT800 Suburban, um pacote especial de acabamento LTZ ficou disponível, com rodas de 20 polegadas (510 mm), tração nas quatro rodas e o motor LQ4 de 6,0 L da série 2500 de caminhões e SUVs.

Os conversores catalíticos foram realocados mais perto do motor. A antena de rádio XM e a antena OnStar foram combinadas em uma única unidade.


Décima Geração (2007–2014)[editar | editar código-fonte]

2010 GMC Yukon XL SLT
Décima Geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
GMC Yukon XL
Cadillac Escalade ESV
VIA VTrux SUV
Produção Janeiro de 2006 – Dezembro de 2013
Montagem Janesville, Wisconsin, U.S.A
Arlingon, Texas, U.S.A
Silao, México
Modelo
Carroceria SUV
Ficha técnica
Motor 5,3 L (325 pol.) Vortec 5300 LY5 V8 (somente 1500)

5,3 L (325 pol.) Vortec 5300 LMG flex fuel V8 (opcional somente em 1500)
6,0 L (364 pol.) Vortec 6000 L76 V8 (apenas 1500) (opcional a partir de 2007 - 2009)
6,0 L (364 pol.) Vortec 6000 LY6 V8 (apenas 2500)
6,2 L (376 pol.) Vortec 6200 V8 (somente GMC Yukon XL 1500 Denali)

Plataforma GMT930:
GMT931 (Suburban)
GMT932 (Yukon XL)
Transmissão 4 velocidades 4L60E automático

4 velocidades 4L80E automático
6 velocidades 6L80 automático
6 velocidades 6L90 automático

Modelos relacionados Cadillac Escalade
Chevrolet Avalanche
Chevrolet Tahoe/Chevrolet Tahoe
GMC Yukon
T-98 Kombat/Dartz
Dimensões
Comprimento 5.649 mm
Entre-eixos 3.302 mm
Largura 2.009 mm
Altura 1.951 mm

Denali: 1.958 mm

A linha 2007 Suburban e Yukon XL foram revelados em 2006 no Salão do automóvel de Los Angeles em janeiro. A produção do redesenhado GMT900 Suburban e Yukon XL começou em Janesville e Silao em janeiro de 2006 (Suburban) e abril de 2006 (Yukon XL), com os veículos chegando às concessionárias em abril.

2007 Chevrolet Suburban

Ele ainda mantém sua disponibilidade de assentos para nove passageiros, disponível apenas nos modelos LS e SLE. Os modelos LT2 e LT3 têm assentos de couro e assentos disponíveis de 6, 7 e 8 passageiros. Um pacote Z71 estava disponível nos modelos LT2 e LT3, que inclui assentos de couro de dois tons. Todos os Suburbans construídos no México, incluindo os modelos de 9 lugares, oferecem o assento especial de couro de dois tons usado pelo Z71. O Suburban LTZ vem de fábrica com um reprodutor de DVD, rádio avançado de navegação por GPS que é tela sensível ao toque.

Para o modelo de 2010, o Suburban acrescentou um pacote de interior premium que inclui controle de clima tri-zone e recursos úteis como Bluetooth e controles de áudio traseiros. Além disso, os rádios que são padrão em todos os trims de 2010 obtêm uma porta USB, permitindo que a música seja reproduzida a partir de dispositivos auxiliares pelo rádio, além de carregar outros pequenos componentes eletrônicos. Alerta de zona cega lateral torna-se uma opção em LT e LTZ. O motor de 6,0 litros nos modelos de 2010 também será compatível com combustível flexível. Pequenas mudanças na dianteira, incluindo um pára-choques dianteiro ligeiramente levantado e airbags de torso lateral, também se tornaram padrão para 2010.

Em fevereiro de 2010, no qual o U.S. News & World Report o classificou como o SUV Grande número um,[34] a Chevrolet lançou uma edição de 75 anos do Suburban, que terá o revestimento LTZ com pintura exterior tricoat em diamantes brancos e interior em caxemira, juntamente com rodas cromadas padrão de 20 polegadas, trilhos de teto revisados, rádio de navegação integrado, XM Rádio via satélite, conectividade de telefone Bluetooth, câmera de visão traseira, assistência de estacionamento traseira, partida remota, pedais ajustáveis ​​e estofamento de couro com assentos dianteiros aquecidos / refrigerados. Chevrolet diz que a edição de aniversário será limitada a 2.570 unidades por causa da quantidade de tinta de diamante branco que GM pode adquirir.[35]

Os motores eram os V8 de 5,3 e 6,0 litros, com 320 e 366 cv, na ordem, e um novo Vortec V8 de 6,3 L (301 kW) de 403 cv foram adicionados para o Yukon XL Denali.

Para o modelo de 2011, o Suburban adicionará três novas cores externas à linha: Mocha Steel Metallic, Green Steel Metallic e Ice Blue Metallic. Os acabamentos também receberão uma modificação atualizada, com o sistema de áudio traseiro, Bluetooth, console de piso / área de armazenamento, interior de grão de madeira, trilhos para bagageiro, maçaneta da porta externa / tampas de espelho e assentos dianteiros de tecido premium agora padrão o modelo 1LS, ganchos de recuperação cromados, caixa de transferência de duas velocidades e rodas cromadas de 20 polegadas nos modelos 1LS 4WD. Além disso, o pacote rebocador contará com o controlador do freio do reboque como padrão em todos os acabamentos.[36]

Para o modelo de 2012, o controle de oscilação do reboque e o Auxiliar de Arranque em Subida tornaram-se padrão em todos os acabamentos, enquanto a guarnição da LTZ incluiu um volante aquecido e o Alerta de Zona Lateral Cego como padrão.[37] Além disso, as opções LT1 / 2 para as opções Suburban e SLE1 / 2 e SLT1 / 2 no Yukon XL foram descontinuadas, deixando o Suburban com apenas um trim LS, LT e LTZ e o Yukon XL com um trim SLE e SLT. Em 2012, a GMC comemorou seu 100º aniversário lançando uma edição especial do seu Yukon XL, oferecendo um pacote de acabamento do Heritage Edition.[38] Este também seria o último ano em que três cores, Graystone Metallic, Gold Mist Metallic e Blue Topaz Metallic, seriam oferecidas, junto com os pneus blackwall P265 / 65R18 de todas as estações.

Para o modelo 2013, duas novas cores foram oferecidas: Champagne Silver Metallic e Blue Ray Metallic (taxa extra). Outra novidade é o modo de frenagem em Powertrain, normal.[39]

Para o modelo 2014, os pedais com ajuste de potência, o sistema de arranque remoto do veículo e o assistente de estacionamento traseiro, juntamente com a câmara retrovisora ​​e o espelho interior com visor da câmara, tornar-se-ão standard nas guarnições Suburban LS. Além disso, o Concord Metallic (que deveria estar disponível para o MY de 2013) será adicionado às ofertas de cores do Suburban para os modelos de 2014.[40] Para o Yukon XL, um pacote de conveniência agora se tornará padrão em seus modelos SLE, junto com uma nova cor, Deep Indigo Metallic.[41] Em fevereiro de 2014, o Suburban ficou em segundo lugar, atrás do Tahoe, entre os grandes SUVs mais acessíveis do U.S News & World Report.[42] Isto seria seguido por ser reconhecido como um recebedor do prêmio na categoria grande SUV pela JD Power and Associates em julho de 2014.[43]

A capacidade de reboque do modelo é de 9.400 libras (4.400 kg), sendo um dos melhores de qualquer SUV 4x4 e Inigualável para qualquer outro SUV. O modelo de três quartos também tem um GCVW de 16.000 libras (7.300 kg).

O Suburban 2500 foi originado originalmente de Silao, México, de 2007 a 2008, mas foi transferido para a fábrica de montagem de Arlington, Texas, para o ano de 2009, onde a produção de todos os SUVs da GM foi consolidada após o fechamento da fábrica de Janesville.[44][45]

A GM interrompeu as versões de 3/4 de tonelada dos modelos Suburban e Yukon XL após o modelo de 2013.[46][47]

O projeto da décima geração do Suburban forneceu a base para a Declasse Granger e suas contra partes policiais, uma linha de utilitários esportivos fictícios que aparecem na série de videogames Grand Theft Auto, de Grand Theft Auto V.

Design[editar | editar código-fonte]

A carroceria estava mais arredondada e moderna. Os faróis do Chevrolet eram únicos, mas carregavam por trás da máscara o estilo de unidades separadas que estreou em 1992. A grade ampla e cortada por um barra que ostentava o símbolo da marca, (na versão GMC ela não era dividida).

Interiormente o Suburban estava mais aconchegante e luxuoso, com redesenho de painel e bancos.

Os motores eram os V8 de 5,3 e 6,0 litros, com 320 e 366 cv, na ordem. As opções de câmbio automático tinham quatro e seis marchas, mas o sistema Quadrasteer era descartada. Para 2008 vieram cortinhas infláveis de série em toda a linha e caixa automática de seis marchas para a versão de 750 kg.


Referências

  1. "75 Years of the Chevrolet Suburban: Pictures". Popular Mechanics. Página acessada em 3 de dezembro de 2015.
  2. 1936 to 2010 Chevrolet Suburban – My Autoworld
  3. «US Secret Service Protective Div». www.policecarwebsite.net. Consultado em 1 de junho de 2019 
  4. "Arlington 10th Million Celebration Adds to Suburban’s Legacy" from Chevrolet/GM Media (March 25, 2015)
  5. «The Cars People Drive The Most - iSeeCars.com». www.iseecars.com. Consultado em 1 de junho de 2019 
  6. https://www.iseecars.com/longest-lasting-cars-2019-study/
  7. “The Social History of the Chevrolet Suburban” from Car and Driver (February 26, 2018)
  8. https://www.gmheritagecenter.com/gm-vehicle-collection/1936_Chevrolet_Suburban.html
  9. 1936 to 2010 Chevrolet Suburban – My Autoworld
  10. «Chevrolet Suburban: Evolution of an Icon» 
  11. «Directory Index: GM Trucks and Vans/1971_Trucks-Vans/1971_Chevrolet_Suburban_Brochure». www.oldcarbrochures.com. Consultado em 3 de junho de 2019 
  12. «Directory Index: GM Trucks and Vans/1971_Trucks-Vans/1971_Chevrolet_Suburban_Brochure». www.oldcarbrochures.com. Consultado em 3 de junho de 2019 
  13. «CHEVROLET». Lexicar Brasil. 29 de junho de 2014. Consultado em 3 de junho de 2019 
  14. "7 Chevrolet station wagons America never got" from Autoweek (September 15, 2015)
  15. «1982 Chevy Suburban (brochure)». Chevrolet Motor Division 
  16. «1981 Chevy Suburban (brochure)». Arquivado do original em February 14, 2010  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  17. a b c d DeLong, Brad (1996). 4-Wheel Freedom. [S.l.]: Paladin Press. ISBN 978-0-87364-891-2 
  18. «Compare Side-by-Side». www.fueleconomy.gov. Consultado em 4 de junho de 2019 
  19. «General Motors Passlock Security System» 
  20. «Car review – Holden Suburban 1500 LT 5-dr wagon». John Mellor 
  21. «The Holden Heritage – 13th Edition (Part Three)» (PDF). GM Holden  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  22. «Used Car Advice: Holden Suburban (1998–2000)». Carsales  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  23. «Holden Suburban». Automotive Data Services 
  24. «Holden Suburban 1500 LT 5-dr wagon – The Car». GoAuto. John Mellor 
  25. «Holden Suburban 1500 LT 5-dr wagon – The Car». GoAuto. John Mellor 
  26. «NRMA Car Review – Holden Suburban». NRMA. Arquivado do original em February 1, 2008  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  27. a b «Holden Suburban 1500 LT 5-dr wagon – The Car». John Mellor 
  28. «NRMA Car Review – Holden Suburban». NRMA [ligação inativa]  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  29. «Used Car Advice: Holden Suburban (1998–2000)». Carsales. Arquivado do original em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda)  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  30. «Worth the weight?». Arquivado do original em July 22, 2011  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda); Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  31. «Thirst encounter». Drive. Consultado em October 6, 2007. Arquivado do original em July 22, 2011  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  32. «Holden Suburban 1500 LT 5-dr wagon – The Car». John Mellor 
  33. http://autoweek.com/article/car-news/gm-engineers-had-extra-year-work-2000-truck-line
  34. «2010 Chevrolet Suburban». US News & World Report 
  35. Harley, Michael. «Chicago 2010: Chevrolet celebrates Suburban's 75th Anniversary with Diamond Edition». Autoblog. Consultado em 17 de Fevereiro de 2010 
  36. «2011 Chervrolet Suburban: forging Ahead in Its 76th Year». Conceptcarz. Julho de 2010. Consultado em 25 de Agosto de 2012 
  37. «2012 Chevrolet Suburban Overview». AOL Autos. Outubro de 2011 
  38. «GMC debuts 2012 Yukon and Sierra Heritage Editions». Autoblog. 30 de Março de 2012. Consultado em 25 de Agosto de 2012 
  39. «Here Are The Changes to the 2013 Chevy Suburban: RPO Central». GM Authority. 21 de Maio de 2012 
  40. Chevrolet Suburban – 2014 from GM Media (released May 2013)
  41. 2014 GMC Yukon / Yukon Denali & Yukon XL / Yukon XL Denali from GM Media (released May 2013)
  42. Large Affordable SUVs from U.S. News & World Report
  43. rayadmin (28 de Julho de 2015). «2014 Chevrolet Suburban» 
  44. «Janesville Assembly Fact Sheet (GM)». Media.gm.com. 16 de Dezembro de 2009 
  45. «GM North America September 2010 Production by Plant» (PDF). Consultado em 24 de Junho de 2011 
  46. "2014 Chevy Suburban Gets More Standard Equipment: RPO Central" from GM Authority (June 15, 2013)
  47. "2014 GMC Yukon, Yukon XL Get Several Updates: RPO Central" from GM Authority (June 15, 2013)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chevrolet Suburban
Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.