Deus Está Morto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

"Deus está morto" (no original alemão "Gott ist tot") é uma frase muito citada do filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900). Aparece pela primeira vez em A Gaia Ciência, na seção 108 (Novas lutas), na seção 125 (O louco) e uma terceira vez na secção 343 (Sentido da nossa alegria). Uma outra instância da frase, e a principal responsável pela sua popularidade, aparece na principal obra de Nietzsche, Assim falou Zaratustra.

Ocorrências na cultura popular[editar | editar código-fonte]

  • "Your God is dead, and no one cares" (o vosso Deus morreu, e ninguém se importa) é a primeira parte do refrão da música "Heresy" da banda Nine Inch Nails. O álbum Downward Spiral, está repleto de outros conceitos e referências nietzschianas.
  • "Dead, your God is dead. Fools, you God is dead" (Morto, seu Deus está morto. Ingênuos, seu Deus está morto) é a brigde da música "Chapel of Ghouls" da banda Morbid Angel.
  • O álbum "Antichrist" da banda norueguesa Gorgoroth foi inspirado no livro "O Anticristo" e traz, em diversas passagens, a expressão "God is dead" (Deus está morto).
  • O álbum "Antichrist Superstar" de Marilyn Manson é muito influenciado pela filosofia nietzschiana bem como boa parte da música rock dos anos 1990.
  • Lana Del Rey na música Gods And Monsters presente na versão Paradise do cd Born to Die, cita "God's dead" - Deus está morto.

Bermam, Marshal in; Tudo que é sólido de desmancha no ar.

... Quem me dera / Ao menos uma vez / Entender como só Deus / Ao mesmo tempo é três / E esse mesmo Deus / Foi morto por vocês / Sua maldade, então / Deixaram Deus tão triste.
Não foram os deuses / Não foi a morte de Deus / Não foi o jabá da Academia / Que matou a poesia
Alguém vai me dizer a resposta / Será que Deus está realmente morto?