Doença hepática alcoólica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Doença hepática alcoólica
Microscopia do fígado mostrando mudança gordurosa, necrose celular e corpos de Mallory
Classificação e recursos externos
CID-10 K70
CID-9 571.1
MedlinePlus 000281
MeSH D008108
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

A doença hepática alcoólica (DHA) ou hepatopatia alcoólica é a principal causa de doença hepática nos países ocidentais (nos países asiáticos, a hepatite viral é a principal causa). Ela surge a partir do consumo excessivo de álcool.

Patofisiologia[editar | editar código-fonte]

Alteração gordurosa[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Fígado gorduroso

A alteração gordurosa ou esteatose é o acúmulo de gordura nas células do fígado que pode ser visto sob o microscópio como glóbulos de gordura. O alcoolismo causa grandes globulos de gordura (esteatose macrovesicular). Pequenos globulos de gordura possuem diversas causas. Outras causas da esteatose macrovesicular incluem a diabetes, obesidade e inanição. A mudança gordurosa alcoólica é provavelmente relacionada à dose consumida.

Hepatite alcoólica[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Hepatite alcoólica

Algumas pessoas adquirem uma hepatite aguda ou uma reação inflamatória às células afetas pela mudança gordurosa. Isso não e diretamente relacionado com a dose de álcool. Algumas pessoas parecem ser mais propensas de ter essa reação do que outras. Isso é chamado de esteatonecrose alcoólica e a inflamação provavelmente predispõe a fibrose hepática.

Cirrose[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Cirrose

A cirrose é o estágio final da doença hepática marcada por fibrose e alteração da arquitetura do fígado. Geralmente é progressiva e pode culminar com uma insuficiência hepática. As complicações tardias da cirrose ou insuficiência hepática incluem hipertensão portal, transtornos da coagulação, ascite e outras complicações incluindo encefalopatia hepática e síndrome hepatorrenal.

A cirrose possui diversas causas, como a hepatite e toxinas. Os estágios finais da cirrose causada pela hepatite viral ou alcoólica podem ser similares. Esse fenômeno é conhecido como "via final comum" para a doença.

A mudança gordurosa e a hepatite alcoólica são provavelmente reversíveis. Os estádios finais de fibrose e cirrose tendem a ser irreversíveis mas podem geralmente ser bem manejados por longos períodos de tempo.

Referências