Eu Sei Quem Me Matou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de I Know Who Killed Me)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
I Know Who Killed Me
Eu Sei Quem Me Matou (PT/BR)
 Estados Unidos
2007 •  cor •  105 min 
Direção Chris Sivertson
Produção Frank Mancuso Jr. David Graça
Roteiro Jeff Hammond
Elenco Lindsay Lohan
Julia Ormond
Neal McDonough
Brian Geraghty
Género terror
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

I Know Who Killed Me ((no Brasil e em Portugal) Eu Sei Quem Me Matou) é um filme estadunidense de 2007, dirigido por Chris Sivertson e com roteiro de Jeff Hammond.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O subúrbio tranquilo de New Salem está sendo aterrorizado por um assassino em série que sequestra e tortura mulheres jovens, mantendo-as em cativeiro durante semanas antes de assassiná-los. Aubrey Fleming (Lindsay Lohan), uma pianista e aspirante a escritora, parece ser sua última vítima quando ela desaparece durante uma noite fora com seus amigos. Ela é vista mais tarde amarrada e amordaçada em uma mesa de operação enquanto as mãos estão expostas no gelo seco. À medida que os dias vão passando, a Task Force especial do FBI convocada para rastrear o assassino começa a perder a esperança de encontrá-lo antes que seja tarde demais. Tarde da noite, um motorista descobre uma jovem ao lado de uma estrada deserta, descabelada e gravemente ferido. A menina é levado às pressas para o hospital, onde os pais desesperados de Aubrey, Susan (Julia Ormond) e Daniel (Neal McDonough), espera por seu lado enquanto ela entra e sai de consciência. Quando ela é finalmente capaz de falar, ela choca todos dizendo ser uma stripper de sorte chamada Dakota Moss, que nunca ouviu falar de Aubrey Fleming. Convencidos de que Aubrey esteja sofrendo de transtorno de estresse pós-traumático, os médicos, os pais e encarregados da aplicação da lei só podem esperar por descanso e terapia para restaurar a memória dela. Mas depois de voltar para casa suburbana de seus pais, ela continua a insistir que ela não é o quem eles acham que ela é, apesar das feridas bizarras idênticos aos das vítimas anteriores do assassino, que incluem a mão dela e metade de sua perna cortada.

Um psicólogo do FBI acredita que Dakota seja uma persona delirante de Aubrey, e os agentes especulam que a persona quer distanciar e proteger Aubrey dos eventos que aconteceram. Examinando o laptop de Aubrey, eles descobrem uma pequena história sobre uma menina com um alter ego chamado Dakota. Além disso, um teste de DNA confirma que Dakota é Aubrey. Sem saber disso, Dakota explica seus ferimentos e dos vários eventos que aconteceram antes dela chegar na cidade. Ela começa a suspeitar que ela pode ser irmã gêmea idêntica de Aubrey, e passa a acreditar que seus ferimentos são uma ressonância com feridas de sua irmã gêmea, como forma de estigmas. No entanto, Susan mostra a Dakota um vídeo de sua gravidez com o ultra-som claramente revelando que havia apenas um feto em seu ventre. Dakota então confronta Daniel e afirma que a filha de Susan morreu logo após o nascimento, e que Daniel levou Aubrey de Virginia Sue Moss (outro personagem do conto de Aubrey), uma viciada em crack e deixando-a com Dakota para cuidar sozinha. Confusa e apavorada, Dakota começa a ter visões de uma figura ameaçadora lentamente massacrar seu cativo. Uma dessas visões levam Dakota a um cemitério próximo. Depois de investigar o túmulo da amiga recentemente assassinada de Aubrey, Jennifer Toland (Stacy Lynn Gabel), Dakota encontra uma fita azul a partir de um concurso de piano, com uma mensagem de Jennifer (e de Aubrey) o professor de piano, Douglas Norquist (Thomas Tofel). Ela é seguida por Daniel, e declara: "Eu sei quem me matou". Os dois vão, sem reforços ao FBI, para a casa de Norquist para confrontá-lo. Daniel dirige para a casa de Norquist sozinho deixando Dakota em pânico no carro sozinha. Tentando acalmar-se, Dakota refere-se a si mesma como Aubrey. Daniel é aparentemente dominado, e está implícito que foi morto, por Norquist. Dakota, tendo entrado na casa, ataca Norquist em auto-defesa e corta a mão antes de ser dominada e amarrada.

Confuso, Norquist pergunta por que ela voltou e exclamou ele que havia enterrado ela (referência a uma visão anterior que Dakota tinha). Libertando-se, Dakota mata Norquist e se dirige para a floresta nas proximidades, onde Norquist havia enterrado Aubrey viva. Ter libertado Aubrey, aparentemente verifica a versão de Dakota dos eventos, Dakota se estabelece no chão ao lado dela. O filme termina sem resolução, deixando-o aberto à interpretação se Dakota e sua versão dos acontecimentos foram a narrativa real ou se Dakota era uma narradora não confiável; um aspecto da imaginação de Aubrey quer como parte de sua história curta para a escola, uma personalidade alternativa para lidar com o trauma que ela sofreu, ou uma tentativa imaginativa por ela para resolver que havia sequestrado e nunca que ela tinha escapado em primeiro lugar (como evidenciado pela Dakota aleatório com uma inexplicável dor e sangramento).

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Lindsay Lohan Aubrey Fleming / Dakota Moss
Julia Ormond Susan Fleming
Neal McDonough Daniel Fleming
Brian Geraghty Jerrod Pointer
Garcelle Beauvais Agente Julie Bascome
Spencer Garrett Agente Phil Lazarus
Gregory Itzin Dr. Grehg Jameson
Thomas Tofel Douglas Norquist
Rodney Rowland Kenny Scaife
Michael Adler Dr. Alex Dupree
Paula Marshall Marnie Toland
Brian McNamara Fred Toland
Stacy Lynn Gabel (Sem Créditos) Jennifer Toland
Michael Papajohn Jacob K./Joseph K.
Art Bell ele mesmo
Jessica Rose Marcia

Recepção[editar | editar código-fonte]

Após o lançamento, I Know Who Killed Me foi recebido com revisões geralmente desfavoráveis pelos críticos.[1] Conseguiu 9 401 206 milhões de dólares estadunidenses nas bilheterias mundiais.[2] O orçamento de 12 milhões foi recuperado com o lançamento em DVD nos Estados Unidos, que teve faturamento de 11 milhões.[2]

I Know Who Killed Me foi indicado para nove troféus no Framboesa de Ouro, o prêmio dedicado aos piores lançamentos do ano. Ganhou oito dos prêmios, inclusive um para pior filme, dois para pior atriz (Lindsay Lohan em dois papéis), pior diretor (Chris Sivertson), pior roteiro (Jeff Hammond), pior dupla (Lohan e Lohan) e a categoria nova, pior desculpa para filme de terror. O único prêmio perdido foi o de pior atriz coadjuvante de Julia Ormond, dado a Eddie Murphy travestido em Norbit.[3]

O site de filme de terror BloodyDisgusting.com deu ao filme uma crítica muito positiva e sugeriu que, "os problemas contínuos de Lohan com drogas / álcool (...)" faziam parte de um "turbilhão de frenesi da mídia", que era desnecessário e "irrelevante para o filme". O filme em si foi "uma surpresa mais do que agradável, bem filmado, bem atuado, especialmente por Lohan por si mesma, e um pouco de suspense surpreendentemente intrigante e horripilante."[4] Do Boston Globe, o crítico Ty Burr comparou o filme favoravelmente aos de Brian de Palma, Sisters e Body Double, bem como as obras de David Lynch.[5]

Home Media[editar | editar código-fonte]

As versões em DVD e Blu-ray foram lançados em 27 de novembro de 2007. A tampa da arte do DVD mostra Lohan, em azul, pólo-dança, com os rostos de seu alter egos Aubrey Fleming e Dakota Moss em ambos os lados. Entre os extras estão abrindo alternativo e termina com cenas do último mostrando que todo o enredo foi escrito por Aubrey. No entanto, o público de teste pensei que esse final foi muito previsível, por isso foi cortado do filme. Outros extras incluem uma versão estendida da dança Lohan tira no clube e Choque. Em janeiro, o DVD tinha arrecadou 11.990 mil dólares. A Região 2 DVD foi lançado 28 de janeiro de 2008 com capa diferente que mostra um close-up de Lohan, em vermelho, fazendo a sua pole-dance no clube de strip.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

I Know Who Killed Me
de Joel McNeely
Lançamento 31 de julho de 2007
Gravação 2007
Gênero(s) Trilha Sonora
Gravadora(s) Varèse Sarabande

A pontuação para I Know Who Killed Me, composta por Joel McNeely, foi lançado em 24 de julho de 2007. Apesar do baixo desempenho comercial e crítico do filme, a pontuação em si (que havia recebido comparações com as pontuações mistério de televisão por Billy Goldenberg) recebeu críticas quase unanimemente positivas de críticos de música de cinema, com James Southall do Movie Wave chamando-o de uma pontuação "inesperadamente elegante que parece ir além da chamada do dever" e Clark Douglas do Movie Music UK dando uma classificação de 5 estrelas e chamando-lhe "uma das melhores pontuações do ano, um must-have para aqueles que estão dispostos a fazer uma viagem em um profundo, escuro, e às vezes mundo musical aterrorizante".

A pontuação foi posteriormente nomeado como melhor trilha sonora original para um filme de terror/suspense pela International Film Music Critics Association.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. Prelude for a Madman
  2. Duality
  3. Fairytale Theme
  4. A Daughter Is Dead
  5. End of Innocence/Aubrey Is Gone
  6. A Mother's Grief
  7. Search for Aubrey
  8. The Bus Stop
  9. Spontaneous Bleed
  10. Going Home
  11. Jennifer's Room
  12. Some People Get Cut
  13. Investigating Stigmata
  14. The Mirror
  15. The Graveyard
  16. I Know Who Killed Me
  17. The House
  18. Dad Dies
  19. Death of Norquist
  20. Prelude/Reunited
  21. Valse Brillante, Op. 34, No. 2 in A Minor

Faixas inéditas[editar | editar código-fonte]

As músicas seguintes apareceu no filme, mas não aparecem na trilha sonora:

Referências

  1. Rotten Tomatoes: I Know Who Killed Me Acessado em 25 de Julho de 2008.
  2. a b Box Office Mojo: I Know Who Killed Me I Know Who Killed Me
  3. Conheça os vencedores do Framboesa de Ouro 2008 Acessado em 25 de Julho de 2008.
  4. «"I Know Who Killed Me" Movie Info, Review, Headlines, Gallery» (em inglês). www.bloodydisgusting.com. 27 de julho de 2007. Consultado em 3 de agosto 2016. 
  5. Ty Burr (14 de agosto de 2008). «Talk Movies with Ty Burr» (em inglês). www.boston.com. Consultado em 3 de agosto 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]