Instituto Estadual de Educação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
IEE
Instituto Estadual de Educação
Tipo Público estadual
Fundação 10 de junho de 1892 (127 anos)
Localização Florianópolis, Santa Catarina,  Brasil
Bairro Centro
Endereço Avenida Mauro Ramos, 275
CEP 88010-500
Cursos oferecidos ensino fundamental, ensino médio, magistério
Mantenedor(a) Governo de Santa Catarina
Alunos 9 000 (incluindo alunos da área de cultura e esportes)
Página oficial iee.sed.sc.gov.br/

O Instituto Estadual de Educação (IEE) é um colégio público de Florianópolis, Santa Catarina. Foi criado há mais de cem anos com o nome de Escola Normal Catarinense, tendo o nome atual desde 1966. É a maior escola pública da América Latina.[1][2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Fundada em 10 de junho de 1892, a então Escola Normal Catarinense foi o primeiro estabelecimento de ensino estadual voltado à formação de técnicos para o magistério. Sua primeira sede foi no Liceu de Artes e Ofícios, nos porões do atual Palácio Cruz e Sousa. Em 1926, a Escola Normal se transfere para uma nova sede, na rua Saldanha Marinho, onde depois funcionou a Faculdade de Educação da UDESC e hoje é o Museu da Escola Catarinense.[2]

Em 1935, um decreto transforma as Escolas Normais em Institutos de Educação. Em 1947, passa a se chamar Instituto de Educação e Colégio Estadual Dias Velho após passar a oferecer o segundo ciclo do Ensino Secundário, e, em 1957, muda de nome mais uma vez, para Colégio Estadual Dias Velho.

Em 1964 acontece a mudança mais importante da história da instituição: a nova sede, na Avenida Mauro Ramos, é concluída. A obra durou cerca de uma década. Nessa ocasião, o IEE passa a ter o nome atual. As terras do colégio ainda incorporam o complexo Rozendo Lima, que abrigava o antigo ginásio da Federação Atlética Catarinense, em 1993.[1]

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

O complexo do IEE é considerado parte do período modernista da arquitetura catarinense, com varias características como as grandes fachadas, as amplas janelas de vidro, a horizontalidade, os pilares em V e amplos pátios internos que remetem a outros exemplares dessa fase no Brasil, como o Museu de Arte Moderna no Rio de Janeiro. Seus arquitetos foram Flávio de Aquino e e Olavo Reidig de Campos, ambos fortemente influenciados pela chamada Escola Carioca da Arquitetura Moderna Brasileira, e o engenheiro foi José da Costa Moellmann, que dá nome a uma das ruas que circundam a escola.[1][3]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O Instituto Estadual de Educação oferece Ensino Fundamental, Médio e Magistério. São cerca de 5 mil alunos matriculados, atendendo alunos de toda a Grande Florianópolis. O número chega a 9 mil quando se conta os matriculados nas áreas de cultura e esporte também oferecidas pelo IEE. Tem mais de 20 mil metros quadrados de área construída, sendo que o terreno possui cerca de 54 mil metros. É a maior escola da América Latina tanto em número de alunos quanto em tamanho.[1][4][5][6][7]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «IEE - A escola». Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  2. a b «MEMÓRIA DE FLORIANÓPOLIS - Os centenários colégios da cidade». Notícias do Dia. 28 de maio de 2016. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  3. Vieira, Karin Sewald. «TEMPO E HISTÓRIA: O CURSO NORMAL DO INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO/SC - DÉCADA DE 1960» (PDF) 
  4. «Com greve, maior escola estadual de SC tem baixa frequência de alunos». G1. 5 de maio de 2015. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  5. «Maior escola pública da América Latina fica sem aulas em função da greve de ônibus em Florianópolis». Hora de Santa Catarina. 28 de maio de 2012. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  6. MARTINS, MARIA CRISTINA. «INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO: ESPAÇOS DE PARTICIPAÇÃO DEMOCRÁTICA?» (PDF). Arquivado do original (PDF) em 23 de dezembro de 2017 
  7. «IEE: maior escola pública da América do Sul representa SC nos Jogos Escolares». Tudo sobre Floripa. 22 de novembro de 2017. Consultado em 23 de dezembro de 2017