Lago Veter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Em 17 de dezembro de 2018 foi proposta a renomeação deste artigo para Vättern. Se não concorda, use a página de discussão.
Obs.: Vättern é a forma usada em textos em português. Veter é uma forma com uso desconhecido em português, e foi introduzida sem abertura de discussão nem apresentação de fontes comprovativas.
Vättern
Margem do lago Veter
Localização
Coordenadas 58° 24' N 14° 36' E
Localização Gotalândia e Svealândia
País  Suécia
Localidades mais próximas Jönköping, Askersund, Hjo, Karlsborg, Motala, Vadstena, Gränna
Características
Altitude 88 5 m
Área * 1 893 km²
Profundidade média 40 m
Profundidade máxima 128 m
Volume * 77,6 km³
Afluentes Rios Forsviksån, Tabergsån e Huskvarnaån
Efluentes Canal de Motala
Ilhas Visingsö
Vättern está localizado em: Suécia
Vättern
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

O Veter (em sueco: Vättern; em latim: lacus Veter/Vetter) é o segundo maior lago da Suécia, depois do Vener. É um lago comprido e estreito, com uma profundidade máxima de 128 m, separando as províncias históricas da Gotalândia Ocidental, Gotalândia Oriental, Nerícia e Småland. Devido à clareza das suas águas, tem a uma visibilidade até 17 m de profundidade. A sua maior ilha é Visingsö. Nas suas margens estão localizadas as cidades de Jönköping, Motala e Vadstena.[1][2][3]

Etimologia e uso[editar | editar código-fonte]

O nome geográfico Vättern deriva da forma arcaica vætur, em sueco antigo, significando água, lago. O termo está registado desde o século XIII como Wætur. Em textos em português costuma ser usada a forma original Vättern. [4]

Ilhas[editar | editar código-fonte]

Lake Vättern.png


Referências

  1. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Vättern». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 768. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  2. Magnusson, Thomas; et al. (2004). «Vättern». Vad varje svensk bör veta (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. p. 228. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  3. Thaning, Olof (1983). «Östergötland». Sverigeboken (Livro da Suécia) (em sueco). Estocolmo: Det Bästa. p. 162. 408 páginas. ISBN 91-7030-101-8 
  4. Wahlberg, Mats (2003). «Vättern». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário dos nomes das localidades suecas) (em sueco). Uppsala: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. p. 380. 229 páginas. ISBN 91-7229-020-X 
Ícone de esboço Este artigo sobre Hidrografia da Suécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.