Golfo da Guiné

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mapa do golfo da Guiné

O golfo da Guiné é uma grande reentrância na costa ocidental de África, fazendo parte portanto do oceano Atlântico. O seu nome provém da denominação que os europeus deram àquela parte do continente africano: Baixa Guiné, sendo que "Guiné" era, provavelmente, uma referência a "Gana", que era o nome pelo qual os nativos chamavam a área anteriormente ocupada pelo Império do Mali.[1] Mas dois dos países africanos que atualmente detêm aquele nome - a República da Guiné e a Guiné-Bissau - não partilham a costa deste golfo; apenas a Guiné Equatorial se encontra nesta região (outro território a que os europeus deram este nome é a Nova Guiné, uma grande ilha no oceano Pacífico).

Países[editar | editar código-fonte]

São os seguintes os países que partilham a costa do Golfo da Guiné (de noroeste para sudeste):

Neste golfo, encontram-se, ainda, várias ilhas:

E, nele, drenam três grandes rios:

No golfo da Guiné, cruzam-se a Linha do Equador (0º de latitude) e o meridiano de Greenwich (0º de longitude).[2]

Pirataria[editar | editar código-fonte]

O Golfo da Guiné é umas das áreas mais perigosas para os marinheiros. Nesta área verificam-se numerosos casos de pirataria violenta nos navios, envolvendo o roubo dos produtos e/ou rapto dos membros dos navios. Só em 2015 foram reportados 54 ataques, sendo 48% desses ataques ocorridos em águas internacionais, e 15 casos de raptos que afetaram 44 marinheiros. Nesse ano morreram 23 pessoas em ataques de piratas[3].

Referências

  1. BUENO, E. A viagem do descobrimento: a verdadeira história da expedição de Cabral. Rio de Janeiro. Objetiva. 1998. p. 75.
  2. La remota isla del Atlántico que probablemente ya has visitado pese a que no existe
  3. BIMCO (7 de Junho de 2016). «BIMCO - Piracy in the Gulf of Guinea: An Industry Perspective» (PDF). Consultado em 14 de Março de 2018. 
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Golfo da Guiné


Referências