Metro de Copenhaga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O metro de Copenhaga é um sistema de metropolitano, inaugurado em 2002, com duas linhas ( M1 e M2) e 22 estações, sendo 13 acima do solo.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Diagrama da rede de metropolitano de Copenhaga.

O metro foi o resultado de um relatório de 1992 do futuro dos transportes na capital dinamarquesa. Foi decidido que a rede de metropolitano seria construída ao mesmo tempo que se erguiam novos edifícios para evitar a desorganização do crescimento urbano acelerado.

O plano final, proposto em 1996, consistia em duas linhas que seguiriam o mesmo trilho desde o distrito de Vanløse, atravessaria o centro até ao final da ilha de Amager. Aí separar-se-ia para Oeste (M1) e para Este (M2). As linhas foram inauguradas em 2002 e foram alongadas para o traçado actual em 2003.

O metro transportou 60.000.000 passageiros em 2016,[2] cerca de 164.000 por dia, e está bem integrado no sistema de transportes públicos de Copenhaga.

Em Dezembro de 2005, os municípios de Copenhaga e Frederiksberg acordaram que se faria uma linha circular que será inaugurada em julho de 2019.[3]

Linhas[editar | editar código-fonte]

A duas linhas têm um total de 22 estações e 20,5 quilómetros.[4]

Linha Cor Nome Inauguração Comprimento Número de estações
M1 Verde VanløseVestamager 2002 14,3 km 15
M2 Amarelo VanløseLergravsparken 2002 10,2 km 11

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Metro de Copenhaga

Referências

  1. «Metroens stationer er præget af enkelthed og stramhed i linjerne» [Metro figures] (em Danish). Metroselskabet. Consultado em 8 de outubro de 2017  (em dinamarquês)
  2. «Flere end 60 mio. passagerer i 2016» (em Danish). Metroselskabet. Consultado em 8 de outubro de 2017  (em dinamarquês)
  3. «Copenhagen is getting 24 new metro stations» [Metro figures] (em Danish). Metroselskabet. Consultado em 8 de outubro de 2017  (em inglês)
  4. Jensen, Tommy O. (2002). «Metro undervejs» (PDF). Jernbanen (em Danish) (5): 30–1. Arquivado do original (PDF) em 19 de julho de 2011  (em dinamarquês)