Mewtwo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mewtwo
ミュウツー Myūtsū
Mewtwo, como visto em Pokémon FireRed e LeafGreen
National Pokédex
Dragonite - Mewtwo (#150) - Mew
Criado por Ken Sugimori
Vozes JapãoMasachika Ichimura (adulto, e em Super Smash Bros. Melee)
Showtaro Morikubo (jovem, em Mewtwo Strikes Back)
Reiko Takashima (ExtremeSpeed Genesect: Mewtwo Awakens)
Fujiko Takimoto (jovem, no CD Drama The Birth of Mewtwo)
Keiji Fujiwara (Super Smash Bros. para Nintendo 3DS e Wii U)[1]
Estados UnidosJay Goede (Mewtwo Strikes Back, Pokémon Live!, Pokémon Puzzle League)
Dan Green (Pokémon: Mewtwo Returns)
Miriam Pultro (Genesect and the Legend Awakened)
BrasilGuilherme Briggs (Mewtwo Strikes Back)
Cecília Lemes (Genesect and the Legend Awakened)
Perfil
Primeiro game Pokémon Red and Blue
Primeira aparição no anime Mewtwo Strikes Back
Personagem de Pokémon
Portal Pokémon

Portal Animangá

Mewtwo ( ミュウツー Myūtsū) é uma criatura ficcional da franquia Pokémon, criada pela Nintendo e pela Game Freak . Criado por Ken Sugimori , apareceu pela primeira vez nos jogos de vídeogame Pokémon Red e Blue e suas seqüencias, e mais tarde apareceu em vários produtos, títulos de spin-off, assim como adaptações de animação da franquia. Masachika Ichimura dublou o Mewtwo em japonês, e a versão mais jovem do Pokémon é dublado por Fujiko Takimoto no CD Drama Sound Picture Box: Mewtwo's Origin e Showtaro Morikubo na adaptação em anime. Em Inglês, Jay Goede dublou Mewtwo em Mewtwo Contra-Ataca e no musical Pokémon Live! (no palco é interpretado por Marton Fulop). Para a pós-produção, ele foi creditado sob o pseudônimo de "Philip Bartlett"[2]. Dan Green forneceu a voz do personagem em Mewtwo Returns[3][4]. A atriz e dubladora japonesa Reiko Takashima retrata um Mewtwo diferente dos outros filmes na sequencia especial Mewtwo: Prologue To Awakening e o filme ExtremeSpeed Genesect: Mewtwo Awakens. No Brasil é dublado por Guilherme Briggs (Mewtwo Contra-Ataca) e Cecília Lemes (Pokémon the Movie: Genesect and the Legend Awakened).

Nos jogos de vídeogame, o jogador pode lutar e capturar Mewtwo para batalhar contra outros Pokémon. O jogador descobre mais informações de Mewtwo em Pokémon Red e Blue por uma leitura de documentos de pesquisa à esquerda em um laboratório totalmente arruinado na Ilha de Cinnabar (Cinnabar Island). Os documentos revelam que um cientista solitário passou anos estudando a engenharia genética de um descendente do Pokémon Mew. Mewtwo eventualmente escapou do laboratório depois de provar que era forte o bastante para ser contido.

Considerado como um dos Pokémon mais fortes da série, mudou a forma como os jogadores se aproximaram dos jogos da série, obrigando-os a encontrar maneiras de neutralizar aqueles que utilizam Mewtwo nas batalhas. Estudos revelaram que Mewtwo é um Pokémon popular com crianças do sexo masculino mais velhas, que contrastavam com o seu homólogo Mew. Reações à primeira aparição de Mewtwo foram divididas, como colaboradores, tais como o Daily Record, que citou-o como um vilão clichê, enquanto outros, como Animerica e Sight & Sound elogiaram a profundidade do personagem.

Design e Caracteristicas[editar | editar código-fonte]

O designer de videogames japonês Ken Sugimori criou Mewtwo para a primeira geração de jogos do Pokémon, Red e Green, conhecido fora do Japão como Pokémon Red e Blue.[5] Seu nome, que significa "o segundo Mew", deriva a partir de sua existência como uma duplicata geneticamente modificada do Mew original . Até o primeiro filme do Pokémon lançado nos Estados Unidos, Mewtwo raramente era referido como um "clone" em fontes japonesas. Kubo Masakazu, produtor executivo de Mewtwo Contra-Ataca , explicou que era "intencional evitar o uso do termo" Kuron '[clone em japonês] ... porque a palavra tem uma sensação bem assustadora ".[6] Apesar de ser descendente de Mew, Mewtwo precede diretamente Mew na ordem numerica do Pokédex de Kanto devido à inclusão secreta deste último pelo programador da GameFreak Shigeki Morimoto.[7] Durante uma entrevista, o presidente da Pokémon Company Tsunekazu Ishihara afirmou que Mewtwo era esperado para ser popular com o público norte-americano, citando a sua preferência por personagens fortes, poderosos.[8]

O seu design é muito diferente em comparação com Mew,[9] aparecendo como um grande felino bípede, com um corpo branco, com uma longa cauda e estômago de cor roxa, cabeça com um formato semelhante a de um felino, e uma massa de carne que liga o centro da suas costas à sua cabeça por trás de seu pescoço . Sua aparência tem sido comparado a "um enorme cruzamento de gato, esquilo e canguru".[10]. Nos jogos originais, Mewtwo pretende ser "o mais forte Pokémon de todos". É do tipo psíquico, usa telecinese para voo[11] e telepatia para falar[12]. Nos combates, ele usa suas habilidades para se proteger ou jogar os adversários para compensar sua falta de velocidade[13]. Caso contrário, ele conserva sua energia até que seja necessário. Ele pode se regenerar, e é capaz de recuperar rapidamente de ferimentos quase fatais[14]. Mewtwo tem 201 centímetros de altura.

Como um personagem nos jogos, Mewtwo raramente fala diálogos, mas quando ele faz isso é apresentado como vicioso[15] e principalmente os interessados em provar de sua própria força[16][17]. Nas mídias não-vídeogame da franquia, particularmente o anime, tem se expandido sobre o personagem, dando uma voz masculina ao personagem. Mewtwo, embora consciente do motivo pelo qual ele foi criado, ele continua questionando ativamente sua própria existência.[18]

Aparições[editar | editar código-fonte]

Nos jogos eletrônicos[editar | editar código-fonte]

Em Pokémon Red e Blue , o jogador descobre mais detalhes sobre a existência de Mewtwo, lendo notas de pesquisa à esquerda na arruinada Mansão Pokémon (Pokémon Mansion) em Cinnabar Island. As notas de descrevem-o como o nascer de um novo Mew, seguindo os esforços de um cientista solitário.[9][19] Mewtwo revelou-se extremamente poderoso para o controle, destruindo o laboratório e escapando. É depois dada ao jogador a oportunidade de capturar Mewtwo na Cerulean Cave (chamado de "Unknown Dungeon ' nos jogos originais), que é acessível apenas depois de derrotar os chefes finais do jogo , a Elite Four e seu líder, Blue (Gary Carvalho no anime)[20]; Nos remakes Pokémon FireRed e LeafGreen este pré-requisito foi ampliado, que exigem o jogador explore a história mais a fundo e registre informações sobre sessenta espécies de Pokémon antes do acesso à caverna ser concedido[21]. Mewtwo é capturável em Pokémon HeartGold e SoulSilver no mesmo local de antes depois de derrotar todos os líderes de ginásio em Kanto. O personagem foi o foco de uma promoção e conteúdo para download para Pokémon Black e White[22]. Mewtwo aparece em Pokémon X e Y depois de completar a história principal e é um dos vários Pokémon que é capaz de usar a nova mecânica dos jogos de Pokémon, a Mega Evolução, tornando-se ou Mega Mewtwo X ou Mega Mewtwo Y[23][24].

Desde sua estreia, Mewtwo tem aparecido em outros jogos da Nintendo. Em Pokémon Stadium e Pokémon Pinball , Mewtwo aparece como um chefe final após todas as competições forem concluídas.[25][26] Em Pokémon Puzzle League , Mewtwo não só serve apenas como o adversário final, mas também como o antagonista principal responsável pelos eventos do jogo[27]. Outros jogos, como Super Smash Bros. Melee e na série Pokémon Mystery Dungeon têm caracterizado Mewtwo como um personagem desbloqueavel do jogador que deve ser derrotado antes que ele pode ser usado[28][29], enquanto jogos como Pokémon Snap caracterizaram o personagem em cameos , aparecendo uma vez quando certas condições foram cumpridas[30]. Para todas as aparições em que o personagem fala, Mewtwo é dublado por Masachika Ichimura , com exceção de Pokémon Puzzle League , onde ele é dublado por Philip Bartlett . Mewtwo também está disponível como personagem jogável via DLC em Super Smash Bros. para Nintendo 3DS e Wii U em 28 de abril de 2015, embora tenha sido disponibilizado aos membros do Club Nintendo que se registaram ambas as versões em 15 de abril de 2015.[31] Nas versões de 3DS e Wii U, seu Final Smash envolve sua transformação em Mega Mewtwo Y e usa o movimento Psystrike.

No anime e mídias relacionadas[editar | editar código-fonte]

Mewtwo é destaque no animado filme de 1998 Pokémon: O primeiro filme como o antagonista principal, em que é mostrado para ser a criação da organização criminosa Equipe Rocket . Depois de Mewtwo destrói o laboratório onde nasceu, líder da Equipe Rocket, Giovanni , convence-lo ele pode ajudá-lo a controlar seus poderes. Ao invés disso, usa Mewtwo como uma arma. Depois de escapar Giovanni, Mewtwo questiona sua razão de ser e declara vingar de seus criadores. Para este fim, ele atrai vários treinadores Pokémon , entre elas filme protagonista Ash Ketchum , à sua ilha, a fim de clonar seu Pokémon. Uma vez que ele faz isso, Mewtwo obriga os originais para combater os clones em um esforço para determinar qual o conjunto é superior, enquanto Mewtwo enfrenta seu próprio original, Mew. Ash se sacrifica para parar a luta, embora ele seja mais tarde revivido. Mewtwo, Mew, e os clones, em seguida, saem para encontrar um santuário, e apaga a memória dos acontecimentos das pessoas reunidas.[32] Na localização do filme para o público de língua Inglesa, a personalidade de Mewtwo se tornou mais arrogante e megalomaníaca ; O diretor de localização Norman Grossfield governou as mudanças necessárias, como ele acreditava que o público americano precisava de um vilão "claramente mal", em vez de ambíguo.[33] No filme, Mewtwo é dublado por Philip Bartlett em Inglês, e por Ichimura em japonês. Neste filme, Mewtwo exibia habilidades únicas e poderes invisíveis em outros Pokémon, como o bloqueio de todos os movimentos de um Pokémon em sua arena quando os clones enfrentam os originais.

Em setembro de 1999, a Nintendo publicou a Sound Picture Box Mewtwo , que incluiu The Birth of Mewtwo: Pokémon Drama Radio , um CD drama que expande as origens de Mewtwo. Criado pelo cientista Dr. Fuji, Mewtwo é uma das várias tentativas de clonagem, que também incluem um clone da filha falecida de Fuji. O jovem Mewtwo faz amizade com ela, se comunicando telepaticamente; no entanto, o processo de clonagem se comprova instável, e ela acaba morrendo. Para salvar o traumatizado Mewtwo , Fuji apaga suas memórias e o coloca sob sedação até que o desenvolvimento de seu corpo seja concluído, levando aos eventos do filme. O CD drama foi mais tarde adaptado em um curto anime, e foi incluído com versões japonesas e exibições do filme Mewtwo Contra-Ataca e mais tarde na América do Norte em dezembro de 2001 como parte do filme Mewtwo Returns . Mewtwo como uma criança é dublado em japonês por Fujiko Takimoto para o CD drama e Showtaro Morikubo para o anime, enquanto na versão em Inglês o ator de voz não é creditado.[32][34][35]

Em dezembro de 2000, o filme foi seguido por uma sequencia, Pokémon: Mewtwo Returns , que foi transmitido pela televisão japonesa em dezembro de 2000 e lançado mundialmente em home vídeo e DVD em 2001. Dublado por Dan Green em Inglês e Ichimura reprisando o papel em japonês , Mewtwo e os clones, desde então, encontraram a paz em outra região. No entanto, Giovanni, cujas memórias foram deixados intactas depois do primeiro filme, localiza e persegue Mewtwo. Assistido por Ash e seus companheiros, Mewtwo chega a um acordo com a sua existência e derrota Giovanni, removendo qualquer memória da de sua mente e das mentes de seus soldados, deixando os outros afetados. Quando todos se afastam, Mewtwo sai de seu lugar de origem.

Mewtwo também aparece no musical Pokémon Live! , uma adaptação live action do anime definido após Pokémon: The First Movie , e é interpretado por Marton Fulop. Nele, Mewtwo enfrenta uma réplica robótica de si mesmo, MechaMew2, criado por Giovanni e capaz de aprender qualquer ataque usado contra ele. No entanto, depois de aprender a compaixão de Mewtwo, a máquina se rebela e se autodestrói[36]. O especial de televisão de 2006 Pokémon: The Mastermind of Mirage Pokémon apresenta uma versão holográfica de Mewtwo, criada e controlada pelo antagonista da história Dr. Yung. Com a ajuda de um holograma de Mew, Ash e seus companheiros destruir o holograma Mewtwo e derrotar Yung.[37]

Outra Mewtwo aparece no anime especial Mewtwo: Prologue To Awakening e o filme Genesect and The Legend Awakened , dublado pela atriz Reiko Takashima , para proteger Ash, Iris, Cilan, e Eric do furioso exército de Genesect. Este Mewtwo é capaz de Mega Evoluir para Mega Mewtwo Y, referida no filme como "Awakened Form" Mewtwo ( 覚醒した姿 Kakusei-shita Sugata ? )[38] . Mewtwo aparece na minissérie anime Pokémon Origins[39], que geralmente é baseada no enredo dos jogos de vídeogame Pokémon FireRed e LeafGreen . Como no jogo, Red vai para Cerulean Cave, e usa a mecânica da Mega Evolução introduzida em Pokémon X e Y para Mega Evoluir seu Charizard para a luta com Mewtwo, a quem Red consegue capturar.

Em adaptações impressas[editar | editar código-fonte]

Mewtwo tem aparecido como um personagem central em vários livros relacionados a franquia Pokémon, incluindo novelizações de Mewtwo Contra-Ataca e Mewtwo Returns , sendo que ambos seguem os acontecimentos dos filmes[40][41][42]. Em dezembro de 1999, a Viz Media publicou um livro de imagens infantil I'm Not Pikachu !: Pokémon Tales Movie Special , que contou com as crianças, tendo traços dos personagens do filme, incluindo Mewtwo[43]. Em maio de 2001, a Viz lançou um segundo livro infantil, Mewtwo's Watching You! , que contou com um Mewtwo tímido assistindo interessadamente outros Pokémons brincando.[44]

Na série de mangá Pokémon Adventures , a Equipe Rocket cria Mewtwo, mas alguns de seus DNAs são colocados dentro do líder Ginásio Blaine . Devido ao DNA estarem compartilhados, os dois são incapazes de ser separados por muito tempo sem se tornarem doentes[45]. Mais tarde, outro Pokémon, Entei é capaz de quebrar a ligação entre os dois, removendo o DNA no braço de Blaine, ao ponto de Mewtwo deixar o local. Ele eventualmente ajuda o personagem principal da série, Red, a lutar contra o líder da Equipe Rocket Giovanni e seu Deoxys.[46]

Em 1998, Toshihiro Ono foi convidado para escrever uma história detalhando a origem do Mewtwo para coincidir com o lançamento de Mewtwo Contra-Ataca.[47] A história em quadrinhos de 52 páginas, apresentado sob a forma de um flashback, foi substituído num ponto intermediário pelo curta-metragem " The Birth of Mewtwo ", resultando em pequena conexão entre o trabalho de Ono e o filme. Independentemente disso, foi impressa uma história paralela para Pokémon: The Electric Tale of Pikachu na edição de julho de 1998 da CoroCoro Comic . Nele, o criador de Mewtwo Dr. Fuji assume o papel de um treinador de Pokémons totalmente desenvolvidos, enquanto a sua entidade patronal, a Equipe Rocket, testa suas habilidades. Ao descobrir um plano para produzir em massa Mewtwo como uma arma, Fuji encontra Mewtwo e lhe diz para destruir o laboratório e a si mesmo. Mewtwo se recusa, afirmando que não pode prejudicar o cientista, que considera como seu pai. Uma vez capturado pela Equipe Rocket, Fuji diz Mewtwo que ele é honrado pela indicação, e depois é morto. Irritado com a sua morte, Mewtwo destrói o laboratório e foge. No presente, Mewtwo chora em seu sono assim como ele sonha com os eventos.[48]

Recepção e Legado[editar | editar código-fonte]

Nos jogos, Mewtwo é consistentemente apontado como um dos adversários mais fortes, e tem sido descrito em Pokémon Red e Blue como sendo "o melhor Pokémon no jogo"[49][50] , bem como "um dos mais raros -. e mais difíceis de capturar ".[51] Por causa de vários pontos fortes do personagem e alguns pontos fracos, que mudaram a forma como os jogadores se aproximaram jogando uns contra os outros, fazendo com que os jogadores desenvolvam estratégias unicamente para derrotar um adversário Mewtwo,[52][53][54] ou proibir a sua utilização quando lutando contra outros jogadores. Os funcionários da IGN lamentaram sua exclusão do Super Smash Bros. Brawl[55]. Uma pesquisa feita pelo IGN sobre se o personagem perdeu por outros em Brawl compartilhou um sentimento similar,[56] embora eles também descreveram-o como um dos personagens de Super Smash Bros. Melee mais fracos. O jogador profissional de Super Smash Bros. Jason "Mew2King" Zimmerman tem o seu controle do Mewtwo, embora ele use outros personagens na competição[57]. Os Autores Tracey West e Katherine Noll classificaram Mewtwo como o quinto melhor Pokémon Lendário e o sexto melhor Pokémon do mundo[58].

O livro Pikachu's Global Adventure: The Rise and Fall of Pokémon observou Mewtwo tão popular com crianças do sexo masculino mais velhas, que tendem a ser atraídos para personagens "difíceis ou assustadores"; Mew em contraste foi descrito como um pólo oposto, um personagem popular com as meninas que tendem a ser atraídas para personagens "cute". Outros livros, como o Media and the Make-believe Worlds of Children , notaram uma comparação semelhante , citando Mewtwo como "o mais agressivo de vista" em comparação com Mew e enfatizando a importância do contraste para as crianças. O livro Gaming Cultures and Place in Asia-Pacific compara o projeto de Sugimori de Mewtwo ao de filmes japoneses tokusatsu , ou seja, monstros de filmes como de Godzilla, do ano de 1959, na criação de "silhuetas monstruosas ainda familiares da agência renovada passando na forma de olhos e expressões que cortam o espectador".

Na recepção para a mídia estendida para a franquia Pokémon, Mewtwo tem sido comparado ao monstro de Frankenstein como um nascer de meios artificiais e descontentamento com o tal fato. O Secretário de Teologia da Igreja da Inglaterra Anne Richards descreveu Mewtwo como representando uma "parábola sobre a inutilidade da força", e elogiou o caráter para a indicação do valor cristão de redenção . Outras reações têm sido mistas. Embora tenha sido citado como um "vilão complexo e convincente" por alguns críticos, o seu objetivo de dominar o mundo foi recebido como um traço compartilhado por "... cada vilão de Anime... ", e comparado a um vilão de James Bond pelo Daily Record . No entanto, Animerica elogiou Mewtwo como um personagem com "profundidade filosófica", bem como para servir como "um adversário de poder quase infinita e malícia genuína" que a série anime tinha faltado. Ken Hollings da Sight & Sound descreveu Mewtwo como "pensativo, articular e vingativo onde o outro Pokémon permanece em bolhas de energia brilhantes sem palavras", e "Como um irmão mais velho conturbado, Mewtwo representa uma ordem mais antiga da experiência." Anime Classics Zettai !: 100 Must-See japoneses Animação Masterpieces elogiou o personagem como o melhor vilão da série de filmes Pokémon, e um dos elementos do filme Mewtwo Contra-Ataca mais fortes. O Los Angeles Times citou seu comportamento como um ponto de humor em relação à sua aparência como um "personagem decididamente felino."

A imagem de Mewtwo é utilizada para a mercadoria relacionada com a franquia Pokémon, que inclui brinquedos, escovas de dentes para crianças, e uma peça de jogo para uma versão de Monopoly do Pokémon. Várias figuras de ação foram feitas, como uma figura articulada feita pela Hasbro em 2006, que incluiu acessórios para recriar seus ataques "Hyper Beam" e "Screen Light", e uma estatueta com fala de seis polegadas de altura feita pela Jakks Pacific , como parte de uma série para comemorar o arco de história do anime, a Battle Frontier. Itens comercializados para adultos que caracterizam Mewtwo, como camisetas, também foram vendidos e distribuídos pela Nintendo. A nação da Ilha de Niue lançou uma moeda de um dólar que caracteriza o personagem como parte de uma promoção comemorativa para a franquia Pokémon, com Mewtwo de um lado e brasão da nação de armas sobre o outro. Mewtwo também aparece no bombordo do jato jumbo Boeing 747 personalizado da All Nippon Airways, ao lado de Mew.[carece de fontes?]

Referências

  1. «Voice of Mewtwo». Behind the Voice Actors. Consultado em 15 de abril de 2015 
  2. «Jay Goede». Behind the Voice Actors. Consultado em 14 de novembro de 2014 
  3. «Mewtwo Voice Actors». Absolute Anime. Consultado em 21 de outubro de 2008 
  4. Rauzi, Robin (6 de abril de 2000). «Pokemon: The First Movie». The Baltimore Sun. Consultado em 21 de outubro de 2008 
  5. Stuart Bishop (30 de maio de 2003). «Game Freak on Pokémon!». CVG. Consultado em 7 de fevereiro de 2008. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2008 
  6. Masakazu, Kubo (April 2000). "Pokemon' wa naze Beikoku de Seiko shita ka". Ronza
  7. «Pokemon notes from the developers» (em japonês). Nintendo. Consultado em 6 de junho de 2009 
  8. Nintendo. «Interview with Tsunekazu Ishihara» (em japonês). Consultado em 7 de junho de 2009 
  9. a b Predefinição:Citar vídeo game
  10. Stack, Peter (10 de novembro de 1999). «'Pokémon' Get Stronger, Longer». San Francisco Chronicle. Consultado em 11 de junho de 2008 
  11. Predefinição:Citar vídeo game
  12. ポケットモンスター「ミュウツーの逆襲 完全版」 (VHS) (Motion picture) (em japonês). Japan: メディアファクトリー. Dezembro de 1999. ASIN B00005HBUW  Mewtwo: "私は自分自身のルールを決めている。" / Misty: "その声!" / Brock: "テレパシー!"
  13. Predefinição:Citar vídeo game
  14. Computer: "Mewtwo's life responses have diminished." / Doctor Fuji: "What have you done?!" / Researcher: "Please wait! Mewtwo is..." / Doctor Fuji: "What?" / Computer: "Mewtwo's life responses are back. Mewtwo is regenerating itself now." Nintendo (1999-09-13). Sound Picture Box: Mewtwo's Origin: Myutsuu No Tanjou: Pocket-Monster Radio Drama (in Japanese). Catalog# ZMCP-596.
  15. Game Freak (7 de setembro de 2004). Pokémon FireRed. Game Boy Advance. Nintendo. A Pokémon whose genetic code was repeatedly recombined for research. It turned vicious as a result. 
  16. Predefinição:Citar vídeo game
  17. Predefinição:Citar vídeo game
  18. Director: Kunihiko Yuyama (10 de novembro de 1999). Mewtwo Strikes Back (Motion picture). OLM, Inc.  Mewtwo: "Who am I and why am I here? I just appeared here. I haven't even been born to this world yet. Who am I?"
  19. Predefinição:Citar vídeo game
  20. Rich, Jason (1999). Pokémon: Pathways to Adventure. [S.l.]: Sybex. p. 101. ISBN 0-7821-2503-4 
  21. Nintendo staff (2004). Pokémon Leafgreen Version, Firered Version the Official Nintendo Player's Guide. [S.l.]: Nintendo. ISBN 1-930206-50-X 
  22. «The Legend of Mewtwo Continues». The Pokémon Company International. Consultado em 11 de março de 2012 
  23. «Mega Pokémon». Pokemonxy.com. Consultado em 9 de agosto de 2013 
  24. «メガミュウツー|『ポケットモンスター X』『ポケットモンスター Y』公式サイト». Pokemon.co.jp. Consultado em 9 de agosto de 2013 
  25. Barton, Jeff (2000). Pokémon Stadium: Prima's Official Strategy Guide. [S.l.]: Prima Games. p. 73. ISBN 0-7615-2278-6 
  26. 極めれば達人になれるニャー! (em japonês). Nintendo. Consultado em 6 de junho de 2009 
  27. Predefinição:Citar vídeo game
  28. Staff. «Mewtwo Biography». IGN. IGN Entertainment. Consultado em 26 de setembro de 2009 
  29. Staff (2006). Pokémon Mystery Dungeon: Blue Rescue Team, Red Rescue Team : The Official Nintendo Player's Guide. Redmond, Washington: Nintendo of America. ISBN 1-59812-010-7 
  30. Staff (agosto de 1999). «Pokémon Snap». Tips & Tricks (54): 24 
  31. Hooton, Christopher (24 de outubro de 2014). «Super Smash Bros Wii U gets Mewtwo and 53 other new details». The Independent. Consultado em 27 de outubro de 2014 
  32. a b ポケットモンスター「ミュウツーの逆襲 完全版」 (VHS) (Motion picture) (em japonês). Japan: メディアファクトリー. Dezembro de 1999. ASIN B00005HBUW 
  33. Tobin, Joseph Jay (2004). Pikachu's Global Adventure: The Rise and Fall of Pokémon. [S.l.]: Duke University Press. p. 39. ISBN 0-8223-3287-6 
  34. Yuyama, Kunihiko (Directors) (dezembro de 2001). Pokémon: Mewtwo Returns (DVD) (Motion picture). North America: Warner Home Video. ASIN B00005OW0I 
  35. Nintendo (1999-09-13). Sound Picture Box: Mewtwo's Origin: Myutsuu No Tanjou: Pocket-Monster Radio Drama (in Japanese). Catalog# ZMCP-596.
  36. Nintendo. (2006) Pokémon Live!. Act 2, Scene 5.
  37. Pokémon: Lucario and the Mystery of Mew (DVD). Extras, Pokémon: The Mastermind of Mirage Pokémon: Viz Video. 19 de setembro de 2006  ASIN B000GLL1C4
  38. ポケモン映画最新作『神速のゲノセクト ミュウツー覚醒』へと続くオリジナルストーリーが、テレビで放送決定!. Pokémon (em japonês). The Pokémon Company. 15 de junho de 2013. Consultado em 18 de setembro de 2014. Cópia arquivada em 18 de junho de 2013. しかも、ミュウツーの覚醒した姿でバトルする圧倒的スピード&パワーを、どこよりも早く見ることができるぞ!! 
  39. «Tune in for Pokémon Origins on Pokémon TV!». pokemon.com. 25 de setembro de 2013. Consultado em 10 de outubro de 2013 
  40. West, Tracy (1999). Mewtwo Strikes Back. [S.l.]: Scholastic Corporation. ISBN 0-439-13741-1 
  41. Golden Books' Mewtwo Strikes Back. [S.l.]: Golden Books. 1999. ISBN 0-307-30403-5 
  42. Howie, Betsy (2002). Mewtwo Returns. [S.l.]: Scholastic Corporation. ISBN 0-439-38564-4 
  43. Wada, Junko (dezembro de 1999). I'm Not Pikachu!: Pokémon Tales Movie Special. [S.l.]: Viz Media. ISBN 1-56931-422-5 
  44. Toda, Akihito (maio de 2001). Pokémon Tales # 17: Mewtwo's Watching You!. [S.l.]: Viz Media. ISBN 1-56931-533-7 
  45. Kusaka, Hidenori; Mato (1998). «Chapter 34». ポケットモンスタースペシャル 3 (em japonês). [S.l.]: Shogakukan. ISBN 4-09-149333-5 
  46. Kusaka, Hidenori; Yamamoto, Satoshi (2007). «Chapter 284». ポケットモンスタースペシャル 24 (em japonês). [S.l.]: Shogakukan. ISBN 978-4-09-140318-6 
  47. «Animerica Interview Toshihiro Ono». VIZ Media. Consultado em 5 de agosto de 2009. Cópia arquivada em 10 de maio de 2000 
  48. Ono, Toshihiro (julho de 1998). «Dengeki Pikachuu: Myutsuu no Gyakushuu!». CoroCoro Comic (em japonês). 15 (7): 150–202 
  49. Staff. «Pokémon Blue and Red Guide: #150 Mewtwo». IGN. IGN Entertainment. Consultado em 11 de junho de 2008 
  50. Loe, Casey (1999). Pokemon Perfect Guide Includes Red-Yellow-Blue. [S.l.]: Versus Books. p. 67. ISBN 1-930206-15-1 
  51. Churnin, Nancy (3 de abril de 1999). «Pokémon power - Cartoon and video game from Japan evolve into a hot new toy for U.S. kids». The Dallas Morning News. p. 1C 
  52. Loe, Casey (1999). Pokémon Perfect Guide Includes Red-Yellow-Blue. [S.l.]: Versus Books. pp. 136–137. ISBN 1-930206-15-1 
  53. Staff. «Pokémon Blue and Red Guide: #115 Parasect». IGN. IGN Entertainment. Consultado em 11 de junho de 2008 
  54. Staff. «Pokémon Blue and Red Guide: #150 Mewtwo». IGN. IGN Entertainment. Consultado em 31 de janeiro de 2009 
  55. Pirrello, Phil; Richard George (8 de fevereiro de 2008). «Smash Bros. Wish-List: All Nintendo Edition». IGN. IGN Entertainment. Consultado em 11 de junho de 2008 
  56. «Do You Miss Mewtwo?». IGN. IGN Entertainment. Consultado em 11 de junho de 2008 
  57. Calvert, Darren (11 de abril de 2014). «Ninterview: Jason "Mew2King" Zimmerman on Mastering Super Smash Bros.». nintendolife. Consultado em 25 de janeiro de 2015 
  58. West, Tracey; Noll, Katherine (2007). Pokémon Top 10 Handbook. [S.l.: s.n.] pp. 37, 77. ISBN 978-0-545-00161-8. Consultado em 30 de abril de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]