Super Smash Bros. Ultimate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Super Smash Bros. Ultimate
Desenvolvedora(s) Bandai Namco Studios
Sora
Publicadora(s) Nintendo
Diretor(es) Masahiro Sakurai
Produtor(es) Shinya Saito
Yoshito Higuchi
Programador(es) Tetsuya Otaguro
Compositor(es) Hideki Sakamoto
Série Super Smash Bros.
Plataforma(s) Nintendo Switch
Lançamento 7 de dezembro de 2018
Gênero(s) Luta
Modos de jogo Um jogador
Multijogador
Super Smash Bros. for Nintendo 3DS & Wii U

Super Smash Bros. Ultimate, chamado no Japão de Super Smash Bros. Special (大乱闘スマッシュブラザーズ SPECIALスペシャル Dairantō Sumasshu Burazāzu Supesharu?), é um jogo eletrônico de luta da série Super Smash Bros. desenvolvido pela Bandai Namco Studios e Sora Ltd. e publicado pela Nintendo. Foi lançado para Nintendo Switch em 7 de dezembro de 2018.[1][2] O jogo segue o estilo tradicional de jogabilidade da série: controlando um dos diverso personagens, os jogadores devem usar ataques diferentes para enfraquecer seus oponentes e derrubá-los de uma arena. Ele possui uma grande variedade de modos de jogo, incluindo uma campanha para modos single-player e multiplayer versus. Ultimate apresenta mais de 80 lutadores jogáveis, incluindo todos de todos os jogos anteriores do Super Smash Bros., ao lado de vários recém-chegados. A lista varia entre personagens da franquia da Nintendo e personagens de franquias terceiras, com outros sendo adicionados através de conteúdo para download.

O jogo recebeu aclamação universal, com alguns críticos considerando o melhor da série. Eles elogiaram sua quantidade de conteúdo e o balanceamento dos elementos de jogabilidade, embora seu modo online recebeu algumas críticas. Ultimate é o jogo de luta mais vendido de todos os tempos,[3] tendo vendido mais de 19,99 milhões de cópias até junho de 2020.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O controle oficial de GameCube, feito especialmente para Super Smash Bros. Ultimate.

Super Smash Bros. Ultimate é um jogo de luta não tradicional em que jogadores usam ataques diferentes para enfraquecer seus oponentes e derrubá-los para fora da arena. Contém a participação do elenco de personagens da Nintendo de algumas franquias diferentes da Nintendo como também propriedades de terceiros.[2] O jogo tem compatibilidade grande com controles, incluindo compatibilidade com o controle do GameCube através do adaptador do GameCube para Wii U.[4][5] A Nintendo também lançou um controle de Gamecube especialmente para o Super Smash Bros. Ultimate, com o logotipo da série no meio do controle. Apesar disso, o adaptador de Wii U ainda é necessário para o controle funcionar.[6][7] O jogo também é compatível com figuras amiibo para providenciar habilidades únicas para lutadores quando usado com o sensor NFC de controles suportados oficialmente.[5]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Super Smash Bros. Ultimate, como em outros jogos da série Super Smash Bros., apresenta um elenco de Crossover de lutadores de várias franquias diferentes da Nintendo - como as séries Mario, The Legend of Zelda e Metroid - além de lutadores icônicos de propriedades de terceiros, como Sonic the Hedgehog, Pac-Man, Cloud Strife, Ryu, Solid Snake, Mega Man e Bayonetta. Super Smash Bros. Ultimate também inclui todos os personagens de todos os jogos Super Smash Bros. incluindo aqueles que anteriormente foram lançados como DLC, como também alguns personagens novos, trazendo, no total, 66 personagens jogáveis, o maior número de personagens em qualquer jogo do Super Smash Bros. Este é o primeiro jogo desde Hotel Mario em que Mario e Luigi possuem vocalmente linhas de diálogo completas e o primeiro jogo tendo Charles Martinet a fazer linhas de diálogo completas para Mario e Luigi.[8][9] Alguns dos personagens receberam atualizações de suas roupas tais como o Mario tendo o chapéu Cappy de Super Mario Odyssey acompanhando-o e Link em sua túnica de The Legend of Zelda: Breath of the Wild.[10] Outros tiveram atualizações ou novos movimentos e habilidades. Jogadores não terão acesso a todos os personagens no começo do jogo e precisará desbloquear eles por completar vários desafios no jogo; a Nintendo antecipa facilitando para os jogadores para desbloquear todos os personagens do jogo comparado aos jogos anteriores.[11][12]

O jogo também introduz o conceito dos chamados personagens “echo”. São lutadores cujos movimentos se baseiam nos de outros personagens, mas que, no entanto, têm suas próprias animações e são considerados personagens por direito próprio.[13] Trata-se de Lucina e Dark Pit, introduzidos em Super Smash Bros. for Nintendo 3DS e Wii U, respectivamente echo lutadores de Marth e de Pit.[14]

Os novos personagens da série incluem os Inklings de Splatoon,[15] Ridley da série Metroid,[16] Simon Belmont da série Castlevania, King K. Rool da série Donkey Kong, Isabelle da série Animal Crossing e Incineroar do jogo Pokémon Sun e Moon, bem como os Echo Lutadores Princesa Daisy da série Mario (baseada em Peach), Richter Belmont da série Castlevania (baseado em Simon), Chrom de Fire Emblem: Awakening (baseado em Roy), Dark Samus da série Metroid Prime (baseada em Samus) e Ken do jogo Street Fighter (baseado em Ryu), bem como um lutador adicional que os jogadores que registram seu jogo antes de 31 de janeiro de 2019 podem obter gratuitamente: Planta Piranha da série Mario[17].

Em 7 de dezembro de 2018, durante a cerimônia dos "Game Awards", o personagem Joker, do jogo Persona 5, foi apresentado como o primeiro lutador disponível através do Fighters Pass. O primeiro lutador de DLC pago anunciado foi Joker do RPG da Atlus Persona 5, que foi lançado em abril de 2019. O personagem Herói do jogo de RPG Dragon Quest XI: Echoes of an Elusive Age da Square Enix, também usando trajes alternativos baseados nos principais protagonistas de Dragon Quest III, IV e VIII, foi o segundo lutador de DLC a ser anunciado, e foi lançado em julho de 2019. Banjo e Kazooie, da série Banjo-Kazooie, da Rare, são os terceiros lutadores de DLC, eles foram lançados no dia 04/09/2019 em uma live que foi feita depois do Nintendo Direct de 9 de abril. Além do lançamento de Banjo & Kazooie foi anunciado como lutador de DLC o personagem Terry da série Fatal Fury, que foi lançado em 6 de novembro, e também foi anunciado que mais DLCs estão em desenvolvimento. Em 16 de janeiro de 2020 foi anunciado o personagem Byleth de Fire Emblem: Three Houses, que será disponível em 29 de janeiro, e um novo Fighter Pass é previsto com seis personagens adicionais. O primeiro lutador deste segundo Fighter Pass foi revelado em 26 de março de 2020: é uma personagem do jogo Arms. Embora nenhuma informação tenha sido especificada sobre sua identidade, essa personagem será disponível em junho de 2020. Min Min foi finalmente oficializada em 22 de junho de 2020 para disponibilidade em 30 de junho de 2020. Posteriormente, o segundo personagem foi revelado em 1 de outubro de 2020, é Steve de Minecraft.

A lista de personagens jogáveis atualmente anunciada em Ultimate é de 75 (85 se cada Pokémon do Treinador Pokémon, os Koopalings e Alph forem contados e 90 se forem incluídos os personagens DLC), o maior número de personagens jogáveis em qualquer jogo de Super Smash Bros. Devido ao grande número de lutadores que retornam, a Nintendo alertou os jogadores que Ultimate pode não incluir tantos novos personagens na lista em comparação com os jogos anteriores da série.[12]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Música[editar | editar código-fonte]

Como os jogos anteriores da série, Super Smash Bros. Ultimate oferece vários compositores e arranjadores de música de jogos eletrônicos bem conhecidos oferecendo uma mistura de música original e de vários rearranjos de faixas para as franquias representadas, com mais de 800 faixas no total.[18][19][20] A novidade de Ultimate é a capacidade de vincular faixas a franquias em vez de fases individuais, bem como a capacidade de criar listas de reprodução personalizadas para ouvir fora do jogo quando o Switch está no modo portátil.[18] Sakurai disse que começou a entrar em contato com compositores mais de um ano antes de seu lançamento, fornecendo-lhes um banco de dados com mais de mil ideias para faixas sugeridas.[21] Além disso, ele permitiu que enviassem seus próprios favoritos pessoais, com essas opções sendo priorizadas para inclusão.[21] Enquanto Sakurai supervisionava o processo e preferiu que a música mantivesse o espírito dos jogos originais, a direção delas era geralmente feita pelos próprios compositores.[21] O tema principal, "Lifelight", composto por Hideki Sakamoto, é a base para a maior parte das músicas originais do jogo.[22][23]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Ultimate recebeu "aclamação universal" dos críticos, de acordo com a plataforma agregadora de críticas Metacritic.  O site francês de videogames Jeuxvideo.com o chamou de o melhor jogo da série, elogiando a jogabilidade melhorada, elenco maior de personagens, palcos, opções, trilha sonora, que "misturam brilhantemente conteúdo gigantesco com nostalgia".[24] O IGN concordou e chamou-o de o "Mais completo Super Smash Bros. já lançado"[25]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2018, a Nintendo anunciou que Ultimate era o jogo mais pré-encomendado para o Switch e da série. A Association for UK Interactive Entertainment informou que o Ultimate foi o jogo do Nintendo Switch e da série Super Smash Bros. mais vendidos no Reino Unido, com vendas de lançamentos físicos 302% maiores que as da Super Smash Bros. for Wii U, 233% maior que as do 3DS e 62,5% maior que as de Brawl. seus primeiros três dias à venda no Japão, o jogo vendeu 1,2 milhão de cópias, superando Pokémon: Let's Go, Pikachu! e Let's Go, Eevee! e The Legend of Zelda: Breath of the Wild na região.[26] É o primeiro jogo no catálogo do Nintendo Switch — e o segundo jogo da Nintendo — a superar a marca de um milhão de vendas em menos de uma semana neste país. O lançamento recorde também impulsionou as vendas do Nintendo Switch, que vendeu 281 000 unidades na segunda semana de dezembro de 2018 e ultrapassou 6 milhões de unidades vendidas no Japão.

Em janeiro Amazon informou que o Ultimate foi o produto de videogame mais vendido de 2018 na sua loja americana, com a Nintendo anunciando oficialmente que o jogo havia vendido mais de 12,08 milhões de cópias em todo o mundo.

Em 31 de março de 2019, o jogo vendeu 13,81 milhões de cópias em todo o mundo, tornando-se o terceiro jogo mais vendido do Nintendo Switch. Em 30 de junho de 2019, 14,73 milhões de unidades foram vendidas.[27] Em 30 de setembro de 2019, o jogo vendeu 15,71 milhões de cópias, tornando-se o jogo mais vendido da série[28] bem como o jogo de luta mais vendido da história, superando Street Fighter II.[29]

Referências

  1. Makuch, Eddie (12 de junho de 2018). «E3 2018: Super Smash Bros. Ultimate Release data On Switch Announced». Gamespot (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  2. a b Goldfarb, Andrew (15 de junho de 2018). «E3 2018: Super Smash Bros. Ultimate é um jogo inteiramente novo, diz Nintendo». IGN. Consultado em 18 de junho de 2018 
  3. «Super Smash Bros. Ultimate é o jogo de luta mais vendido da história». Tecmundo. 2019 
  4. Doolan, Liam (12 de junho de 2018). «GameCube Controllers Will Be Compatible With Super Smash Bros. Ultimate». Nintendo Life (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  5. a b Glagowski, Peter (12 de junho de 2018). «Smash Bros. Ultimate will support all current amiibo and Gamecube controllers». Destructoid (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  6. Clark, Peter (18 de junho de 2018). «You can now preorder Nintendo's Smash Bros. Ultimate Gamecube Controller». IGN (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  7. Knezevic, Kevin (18 de junho de 2018). «E3 2018: Super Smash Bros. Ultimate's GameCube Controllers For Switch Up For Pre-Order Now». Gamespot (em inglês). Consultado em 19 de junho de 2018 
  8. Webster, Andrew (12 de junho de 2018). «Super Smash Bros. Ultimate will feature every single character from the series' history». The Verge (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  9. «About the Game». Nintendo (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  10. Tran, Edmond (13 de junho de 2018). «E3 2018: All Super Smash Bros. Ultimate Character Changes That We Know Of (So Far)». Gamespot (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  11. Knezevic, Kevin (8 de agosto de 2018). «Super Smash Bros. Ultimate Gets Chrom And Dark Samus As Echo Fighters, Here's How They Work». GameSpot (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2018 
  12. a b D'Anastasio, Cecilia (12 de junho de 2018). «Everything We Know About Super Smash Bros. Ultimate». Kotaku (em inglês). Consultado em 12 de junho de 2018. Cópia arquivada em 12 de junho de 2018 
  13. «Exactly what are Echo Fighters in Super Smash Bros. Ultimate? There's a lot of confusion about these type of characters». Event hubs (em inglês). 21 de junho de 2018 
  14. Masahiro Sakurai, sobre Super Smash Bros. Ultimate no Nintendo Direct: E3 2018: Você notou o símbolo epsilon próximo aos números de Lucina e Dark Pit? Cada um de seus lutadores é baseado em um lutador diferente no jogo. Nós os tratamos de maneira um pouco diferente e decidimos chamá-los de Echo lutadores.
  15. Young, Rory (12 de junho de 2018). «Super Smash Bros. Ultimate Adds Splatoon's Inkling to the Roster». Gamerant (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  16. Webster, Andrew (12 de junho de 2018). «Metroid's Ridley is coming to Super Smash Bros. Ultimate on the Switch». The Verge (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2018 
  17. (em inglês) Matt Espineli e Jordan Ramée (1 de novembro de 2018). «All The Super Smash Bros. Ultimate Characters: Ken, Incineroar, Piranha Plant, More». Gamespot. Consultado em 1 de novembro de 2018 
  18. a b Hussain, Tamoor (24 de agosto de 2018). «Super Smash Bros. Ultimate Soundtrack Has Over 800 Songs». GameSpot. Consultado em 19 de setembro de 2018. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 
  19. Khan, Imran (20 de setembro de 2018). «Have You Been Listening To The Super Smash Bros. Ultimate Music Samples?». Game Informer. Consultado em 19 de setembro de 2018. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 
  20. «Music». Super Smash Bros. Ultimate - Nintendo. Consultado em 12 de junho de 2020 
  21. a b c Wong, Alistair (20 de setembro de 2018). «Masahiro Sakurai On The Process Of Including Music In Smash Bros. Ultimate». Siliconera. Consultado em 19 de setembro de 2018. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 
  22. Sounders, Mike (9 de abril de 2019). «Check out all the new music from yesterday's Super Smash Bros. Ultimate Direct». Destructoid. Consultado em 26 de novembro de 2018. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 
  23. Craddock, Ryan. «Meet The Talent Behind Super Smash Bros. Ultimate's 'LifeLight' Theme Song». Nintendo Life. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  24. «Super Smash Bros. Ultimate : Le meilleur épisode de la série». Jeuxvideo. 2018 
  25. «Super Smash Bros Ultimate Review». IGN. 2018 
  26. «Smash Bros. Ultimate Sold 1.2 Million Copies In Japan During Launch Week». Nintendo Life. 2018 
  27. «Nintendo a distribué 36,87 millions de Switch dans le monde». Jeuxvideo.com. 30 de julho de 2019. Consultado em 30 de julho de 2019 
  28. «Super Smash Bros. Ultimate est l'opus le plus vendu de la série». Jeuxvideo.com. 1 de novembro de 2019. Consultado em 6 de novembro de 2019 .
  29. «Super Smash Bros. Ultimate Is The Best-Selling Fighting Game Ever». IGN. 4 de novembro de 2019. Consultado em 6 de novembro de 2019 .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.