Projeto Colabora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Projeto #Colabora é um website jornalístico brasileiro com notícias sobre sustentabilidade, economia colaborativa, inclusão social, direitos humanos e organizações não governamentais (ONGs). Não tem fins lucrativos nem vinculação partidária. Reúne 250 colaboradores entre jornalistas, cientistas e pesquisadores.

Uma área especial do #Colabora acompanha o trabalho do terceiro setor no Brasil, identificando ONGs com melhores gestões e as mais eficientes. O Mapa das ONGs[1] é feito em parceria com o Instituto Phi, especializado em assessorar atividades filantrópicas de pessoas físicas e jurídicas.

História[editar | editar código-fonte]

O projeto foi criado em 3 de novembro de 2015, no Rio de Janeiro. É publicado pela Ecoverde Produções Jornalísticas e Editoriais, empresa dos jornalistas Agostinho Vieira e Adriana Barsotti.

O lançamento do site em 2015 teve repercussão no Brasil e no exterior. Entre outros veículos especializados, foi citado no blog do Knight Center for Journalism in America,[2] da Universidade do Texas em Austin, na Agência Pública[3] e no Portal dos Jornalistas.[4]

Reportagens e artigos produzidos pelo #Colabora têm sido repercutidos por outros veículos de mídia brasileiros, colunistas e empresas, entre eles O Globo,[5] Época Negócios,[6] G1,[7] Gazeta de Alagoas;[8] Cora Rónai, em sua coluna no jornal O Globo;[9] Marcelo Auler, em seu blog,[10] e Vale SA. A volta da febre amarela urbana ao Brasil, um comentário da ministra do Supremo Tribunal Federal Carmem Lúcia sobre o espectro autista, o custo da Árvore de Natal da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, e a recuperação do Rio Doce, nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, foram alguns dos temas que levaram a outras discussões. Em 2018, a série Extremos do Brasil teve repercussão no programa Estúdio i[11], exibido pela GloboNews.

O vídeo Vamos falar de arte, com obras de artistas como Pablo Picasso, Salvador Dalí e Hyeronymus Bosch, publicado no Facebook, teve mais de 15 mil visualizações, compartilhamentos e comentários até ser censurado[12] pela rede social. Os quadros mostravam conhecidos nus artísticos de diversos museus do mundo. A censura ao vídeo do #Colabora repercutiu na exposição[13] O pau na mesa[14], promovida pelo produtor carioca Lula Duffrayer[15]. Inspirada nesta e em outras restrições[16] às artes plásticas, a mostra[17] foi apresentada em novembro de 2017 na Fábrica Bhering[18], no Rio de Janeiro

A websérie Web Colaborativa, com nove episódios dirigidos e apresentados por Maria Clara Parente, foi premiada na edição 2016 do Rio WebFest,[19] um campeonato internacional. A série também conquistou o terceiro lugar na categoria não ficcional do Melbourne WebFest[20], na Austrália, em 2017.

Em outubro de 2017, o Projeto #Colabora ganhou o Prêmio Petrobras de Jornalismo[21] na categoria Sustentabilidade[22] com a série de reportagens Fim de Festa em Belo Monte, de Marceu Vieira e Marizilda Cruppe. Em dezembro do mesmo ano, a série de reportagens Ensino (abaixo do) Médio ficou em segundo lugar no Prêmio Inep de Jornalismo[23], na categoria Estatísticas Educacionais. As reportagens foram feitas por Flávia Milhorance, Catarina Barbosa e Levi de Freitas.

Características[editar | editar código-fonte]

O Projeto #Colabora tem um modelo de negócios misto e é mantido por publicidade, doações de fundações, contribuição de seus leitores, produção de conteúdo multimídia para sites e redes sociais de empresas e organização de debates e eventos.

O #Colabora Eventos promoveu, entre outros, o seminário[24] Crise hídrica no Brasil: ontem, hoje e amanhã,[25][26] realizado em 2016 no Museu do Amanhã, na zona portuária do Rio de Janeiro, e a exposição de fotos Da abundância à escassez[27], no mesmo local[28]. Em 2017, teve início a série de debates #Colabora com Ideias: Nos Dois Lados do Túnel, sempre em duas sessões, uma na Zona Norte e outra na Zona Sul[29] do município do Rio de Janeiro. A série conta com a participação de especialistas, como os professores André Lucena[30] e Emilio La Rovere,[31] ambos da Coppe/UFRJ, e jornalistas, como Flávia Oliveira,[32] do jornal O Globo, da GloboNews e da Rádio CBN. Em 2017, a Ecoverde (razão social do Projeto #Colabora) ganhou o prêmio Mídia Digital (categoria regional), com o site Journey, que produz para a Coca-Cola Brasil. O prêmio foi concedido pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje)[33].  Em novembro de 2018, o Projeto #Colabora ficou em segundo lugar na categoria Branded Content do prêmio Latin America Digital Media[34] da WAN-Ifra com a revista digital Coca-Cola Journey.

O #Colabora Marcas produz conteúdo multimídia para empresas que queiram contar suas histórias e se relacionar com seu público em plataformas digitais. O dinheiro arrecadado com os patrocinadores é usado exclusivamente para pagar as despesas de manutenção do Projeto #Colabora e remunerar colaboradores. A publicação de dados é transparente e todos os números estão disponíveis no site do projeto, a exemplo do Texas Tribune.

O #Colabora é um dos sites jornalísticos digitais brasileiros que surgiram com a migração cada vez maior dos leitores para os meios digitais. A Agência Pública, um dos pioneiros na área, tem em seu site um mapa do novo jornalismo independente.

Um boletim digital é enviado a assinantes de segunda a sexta-feira.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Alternative media: investigating the rise of new forms of news reporting in Brazil. PHD thesis in progress. Claudia Sarmento. Londres, Reino Unido: University of Westminster, 2018.
  • Women in the press: platforms, activism and empowerment in content. Flávia Campuzano Martinez. Vancouver, Canada: ELS, 2016.
  • 'Declarações de independência: os desafios do jornalismo alternativo para se manter autêntico e viável'. Augusto Decker e Árion Lucas in Itala Maduell (org.). Jornalismo: recalculando rota. Rio de Janeiro: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), 2016.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Portal PUC-Rio Digital (19 de abril de 2016). «Portal PUC-Rio Digital». Puc-riodigital.com.puc-rio.br. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  2. «Novo projeto jornalístico brasileiro coloca em pauta economia colaborativa e sustentabilidade | Knight Center for Journalism in the Americas». Knightcenter.utexas.edu. 16 de dezembro de 2015. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  3. Agência Pública. «O mapa do jornalismo independente». Apublica.org. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  4. «Agostinho Vieira apresenta sua visão da economia colaborativa». Portaldosjornalistas.com.br. 5 de novembro de 2015. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  5. «Cármen Lúcia se desculpa com autistas por comentário em entrevista - Jornal O Globo». Oglobo.globo.com. 19 de setembro de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  6. «Cármen Lúcia se desculpa com autistas por comentário em entrevista - Época NEGÓCIOS | Brasil». Epocanegocios.globo.com. 19 de setembro de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  7. Do G1 RN (29 de dezembro de 2015). «G1 - Após 73 anos, Brasil registra no RN 1ª morte por febre amarela urbana - notícias em Rio Grande do Norte». G1.globo.com. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  8. «RN registra primeira morte por febre amarela em 73 anos - Gazeta de Alagoas - Evoluindo a informaçăo». Gazetaweb.globo.com. 30 de dezembro de 2015. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  9. «Natal numa hora dessas? - Jornal O Globo». Oglobo.globo.com. 15 de dezembro de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  10. «Compartilho: "Quanto custa a árvore de Natal?"». Marcelo Auler. 26 de dezembro de 2015. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  11. «Projeto adota jornalismo colaborativo como modelo». abraji.org.br. 29 de agosto de 2018. Consultado em 9 de janeiro de 2019 
  12. «Facebook censura vídeo sobre quadros de Picasso e Dalí». portal.comunique-se.com.br. 5 de outubro de 2017. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  13. «Exposição 'Pau na mesa' reage a censura nas artes plásticas». Projeto #Colabora. 2 de novembro de 2017 
  14. «O Pau na Mesa – Uma crítica às medidas desmedidas». Visit.Rio. 4 de novembro de 2017 
  15. «Após a repercussão da exposição "Queermuseu" no MASP e a proibição no Rio, Lula Duffrayer assina curadoria de mostra sobre sexo e o pênis como elemento central - Heloisa Tolipan». Heloisa Tolipan. 17 de novembro de 2017 
  16. «Exposição "O Pau na Mesa – Uma crítica às medidas desmedidas" questiona censura nas artes plásticas - Sopa Cultural». Sopa Cultural. 3 de novembro de 2017. Consultado em 27 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 27 de dezembro de 2017 
  17. Cult, Rota (3 de novembro de 2017). «"O Pau na Mesa – Uma crítica às medidas desmedidas" na Fábrica Bhering». Rota Cult 
  18. «'O pau na mesa – Uma crítica às medidas desmedidas', em exposição na Fábrica Bhering». O Globo. 3 de novembro de 2017 
  19. «RioWF16 – Rio WebFest». Riowebfest.net. 1 de dezembro de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  20. «MelbourneWF17 – Melbourne WebFest». Melbournewebfest.com. Consultado em 27 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 23 de dezembro de 2017 
  21. «Prêmio Petrobras de Jornalismo». www.premiopetrobras.com.br. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  22. «#Colabora entre os vencedores do Prêmio Petrobras - Colabora». Projeto #Colabora. 10 de outubro de 2017 
  23. «Conheça os vencedores do Prêmio Inep de Jornalismo - Artigo - INEP». inep.gov.br. 20 de dezembro de 2017. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  24. Autoria: Caroline Schmitt (br). «″Extremos climáticos chegaram mais rápido que o esperado″, diz Carlos Nobre | Ciência e Saúde | DW.COM | 24.06.2016». DW.COM. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  25. «Seminário no Museu do Amanhã discute recursos hídricos no Brasil - Jornal O Globo». Oglobo.globo.com. 24 de junho de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  26. «Em debate sobre crise hídrica, saneamento preocupa: 'Metade da população não possui coleta de esgoto', afirma pesquisador». Extra.globo.com. 24 de junho de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  27. «Da abundância à escassez | Museu do Amanhã». museudoamanha.org.br. 20 de junho de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  28. «Seminário discute crise hídrica | Museu do Amanhã». museudoamanha.org.br. 24 de junho de 2016. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  29. «Livraria da Travessa do Shopping Leblon terá série de debates do Projeto Colabora - Sou Leblon». Sou Leblon. 21 de abril de 2017 
  30. «Professor da Coppe participa de debate promovido pelo Projeto Colabora | COPPE». www.coppe.ufrj.br. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  31. «Professor da Coppe participa de debate do Projeto Colabora | COPPE». www.coppe.ufrj.br. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  32. «Flávia Oliveira vai mediar debate 'A Cultura do Subúrbio', no Rio». Jornal do Brasil. 25 de maio de 2017 
  33. Aberje. «Prêmio Aberje». www.aberje.com.br. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  34. «Medios latinoamericanos premiados en Bogotá por su innovación en proyectos editoriales y de negocios - WAN-IFRA». www.wan-ifra.org. 15 de novembro de 2018. Consultado em 9 de janeiro de 2019