Protestos na Argélia em 2010-2012

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manifestação na Argélia.
Uma concessionária incendiada pelos manifestantes.

Os Protestos na Argélia em 2010-2012 são uma continuação da série de protestos realizados em toda Argélia a partir de Janeiro de 2011. As causas citadas pelos manifestantes incluem o desemprego, a falta de habitação, a inflação dos alimentos, a corrupção, a liberdade de expressão e de más condições de vida. Enquanto os protestos localizados já são comum nos anos anteriores, que prorroga para dezembro de 2010, uma onda sem precedentes de protestos simultâneos e tumultos eclodiram em todo o país a partir de janeiro de 2011. Estes foram subjugados por medidas do governo para reduzir os preços dos alimentos, mas foram seguidos por uma onda de auto-imolações, a maioria delas na frente de prédios do governo. Os partidos da oposição, em seguida, começaram a realizar manifestações, ilegais na Argélia, sem a permissão do governo no âmbito do estado de emergência em curso desde o golpe de Estado de 1992.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Bandeira da Argélia Argélia
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens