Al-Islah

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Congregação para a Reforma do Iêmen
Al-Islah
التجمع اليمني للإصلاح
Líder Mohammed Qahtan
Secretário Sadeq Al-Ahmar
Porta-voz Abdul Majeed al-Zindani
Fundação 13 de setembro de 1990
Ideologia Islamismo,
Tribalismo,
Salafismo
Espectro político Direita política
Afiliação internacional Irmandade Muçulmana

A Congregação para a Reforma do Iêmen, também conhecida como Al-Islah,[1] [2] (em árabe: التجمع اليمني للإصلاح At-Taŷammu'u Al-Yamani Lil-Iṣlaḥ) é o principal partido político de oposição ao regime de Ali Abdullah Saleh no Iêmen. Nas últimas eleições legislativas de 27 de abril de 2003, o partido recebeu 22,6% dos votos e ganhou 46 assentos dos 301.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O Al-Islah tem sido descrito como sendo constituído por três componentes:

Referências

  1. Camp, Mazrak (19 de novembro de 2009). «Yemen's War - Pity those caught in the middle». The Economist. Consultado em 22 de março de 2011 
  2. «New protests erupt in Yemen». Al Jazeera. 29 de janeiro de 2011. Consultado em 22 de março de 2011 
  3. Ruling party defies Al-Ahmar family, threatens unity of Hashid tribe
  4. Yemen: An Election Realignment

Ligações externas[editar | editar código-fonte]