Rhayner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rhayner
Informações pessoais
Nome completo Rhayner Santos Nascimento
Data de nasc. 5 de setembro de 1990 (28 anos)
Local de nasc. Serra (ES), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,72 m
Destro
Apelido Wayne Rhayner, El Shaarhayner
Informações profissionais
Clube atual Brasil Tombense
Posição Atacante
Clubes de juventude
2008–2009
2008–2009
2009
Grêmio Laranjeiras
Grêmio Barueri (emp.)
Grêmio Barueri
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2009–2011
2009
2010
2011
2012
2012
2012
2013
2014
2015
2016–2017
2017
2018
Grêmio Barueri
Marília (emp.)
FC Cascavel (emp.)
Figueirense
Linense
Tombense
Náutico (emp.)
Fluminense (emp.)
Bahia (emp.)
Vitória (emp.)
Ponte Preta
Kawasaki Frontale (emp.)
Vitória
0024 0000(3)


0013 0000(0)
0006 0000(0)
0006 0000(0)
0034 0000(0)
0047 0000(4)
0030 0000(4)
0054 0000(8)
0037 0000(2)
0026 0000(3)
0033 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 25 de novembro de 2018.

Rhayner Santos Nascimento, mais conhecido apenas como Rhayner, (Serra, 5 de setembro de 1990), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente,está no futebol japonês, jogando pelo Sanfrecce Hiroshima.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Passou por clubes como Grêmio Prudente, Figueirense e Linense, e foi contratado pelo Náutico em 17 de junho de 2012[1]. Pelo Náutico, jogou 34 partidas pelo Brasileiro de 2012 sem marcar um gol sequer, carência que foi compensada pelo grande número (nove) de assistências que fez.[2] Saiu do Náutico sem marcar um gol, jejum que durou de janeiro de 2011 a abril de 2013.[3]

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Em 2013, foi contratado pelo Fluminense, devido ao seu destaque no Campeonato Brasileiro de 2012.[4][5] Após um começo tímido e sem muitas oportunidades, Rhayner se aproveitou das lesões de Deco e Wellington Nem para mostrar seu futebol, passando a ser um dos destaques do time tricolor, apesar de ter perdido dois pênaltis na tentativa de encerrar seu jejum. O gol finalmente ocorreu no dia 6 de abril, na partida contra o Resende, pela Taça Rio, do Campeonato Carioca. Rhayner se livrou de três marcadores, foi à linha de fundo e fez o cruzamento, que foi desviado pelo goleiro Mauro e entrou. O jogador foi muito festejado por todo o elenco e pela torcida, que o havia apoiado integralmente durante o jejum, graças à sua entrega em campo. O jogador passou a ter status de titular no clube, à frente de jogadores como Deco e Felipe. Rhayner marcou novamente na vitória contra o Bangu por 2 a 0 em 21 de abril de 2013.[6] Em 29 de maio de 2013, marcou o único gol do Fluminense na derrota para o Olimpia por 2 a 1 em que resultou na eliminação da Libertadores nas quartas de final.[7]

Após esse bom começo,acabou o ano como um dos piores jogadores do Fluminense, com um desempenho tão fraco que passou à reserva de um jogador de apenas 19 anos. Isso levou à sua dispensa do clube.

Fora dos planos do time para o ano de 2014, acabou nem viajando com a equipe para Salvador, onde foi disputado o último jogo do time no Brasileirão de 2013.[8]

Bahia[editar | editar código-fonte]

Para a temporada de 2014, acertou com o Bahia, onde recebeu o aval do treinador Marquinhos Santos.[9]

No Esporte Clube Bahia, Rhayner se destacou pela sua raça e velocidade pelos lados do campo, foi um dos principais destaques do time na conquista do Campeonato Baiano de 2014, eleito melhor centroavante e conquistando o carinho e o respeito da torcida, que o apelidou carinhosamente de "Pulmão de Aço". Titular absoluto do Bahia no Campeonato Brasileiro de 2014, não impediu o rebaixamento da equipe, que teve o segundo pior ataque da competição, com apenas 31 gols. Terminado seu contrato, deixou o clube pelas portas dos fundos, principalmente por problemas envolvendo pagamentos de salário.

Vitória[editar | editar código-fonte]

No início de fevereiro de 2015, foi confirmada a sua contratação por parte do Vitória, durante coletiva do treinador Ricardo Drubscky.[10] Após passar pelo maior rival do rubro-negro no ano anterior, Rhayner chega para reforçar o elenco que disputará a Série B.

Estreou pelo Vitória exatamente num Ba-Vi, válido pelo Campeonato Baiano, entrando aos 19 minutos do segundo tempo. O clássico, realizado no Barradão, terminou empatado em 1 a 1. Logo em sua segunda partida, diante do América de Natal na Arena das Dunas, jogo válido pela Copa do Nordeste, marcou um belo gol do meio-de-campo, aproveitando-se do mau posicionamento do goleiro Busatto.[11] O jogo estava em seus últimos minutos, e o goleiro havia saído do gol para tentar o cabeceio num escanteio. O Vitória venceu por 3 a 1. No Vitória era conhecido por sua velocidade, dribles e disposição para atacar e marcar, sendo um dos principais jogadores na campanha do acesso a série A de 2015.

O Vitória não conseguiu renovar seu contrato e o atleta se transferiu-se para a Ponte Preta.

Ponte Preta[editar | editar código-fonte]

No final do ano de 2015, Rhayner foi confirmado como novo reforço da Ponte Preta, agora num contrato em definitivo. Após uma primeira temporada de altos e baixos, foi emprestado ao Kawasaki Frontale, do Japão.[12]

Vitória[editar | editar código-fonte]

Voltará a defender as cores do rubro negro baiano durante a temporada 2018 pelo Vitória.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Bahia
Kawasaki Frontale

Individual[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Náutico contrata os atacantes Rhayner, ex-Figueirense, Breitner, ex-Santos». UOL Esportes. Consultado em 27 de fevereiro de 2013 
  2. «Estatísticas de Rhayner pelo Náutico». Zerozero.pt  Parâmetro desconhecido |acessado= ignorado (ajuda)
  3. «Flu apresenta Rhayner, que minimiza jejum de 69 jogos sem gols: "Fui bem sem marcar"». UOL Esportes. Consultado em 27 de fevereiro  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Fluzão contrata o ala Rhayner por empréstimo até o fim de 2013». Consultado em 19 de dezembro de 2012 
  5. «Fluminense contrata o ala Rhayner». Consultado em 21 de dezembro de 2012 
  6. «Carioca: Fluminense vence e escapa do Botafogo na semi da Taça Rio». Consultado em 21 de abril de 2013 
  7. «FLU PERDE DE VIRADA NO PARAGUAI E SAI DA LIBERTADORES. OLIMPIA ESTÁ NA SEMI». Consultado em 29 de maio de 2013 
  8. Fora dos planos para 2014, Rhayner sequer viaja com o Flu para Salvador
  9. Bahia anuncia contratação do atacante Rhayner, ex-Fluminense
  10. «Drubscky confirma acerto com atacante». arenarubronegra.com.br. 2 de fevereiro de 2015. Consultado em 2 de fevereiro de 2015 
  11. «Gol de Rhayner do meio-campo entra para a história». atarde.uol.com.br. 6 de março de 2015. Consultado em 20 de março de 2015 
  12. «Rhayner deixa Ponte Preta rumo ao Japão». lance.com.br. 26 de dezembro de 2016. Consultado em 7 de abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.