Sébastien Squillaci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sébastien Squillaci
Sébastien Squillaci
Informações pessoais
Nome completo Sébastien Squillaci
Data de nasc. 11 de agosto de 1980 (37 anos)
Local de nasc. Toulon,  França
Altura 1,85 m
Destro
Apelido Toto
Informações profissionais
Clube atual Sem clube
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
1986–1996
1996–1997
França Seynois
França Toulon
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1997–1998
1998–2000
2000–2006
2000–2002
2006–2008
2008–2010
2010–2013
2013–2017
França Toulon
Mónaco Monaco B
Mónaco Monaco
França Ajaccio (emp.)
França Lyon
Espanha Sevilla
Inglaterra Arsenal
França Bastia
5 (0)
48 (1)
117 (11)
69 (7)
62 (3)
49 (1)
23 (1)
97 (5)
Seleção nacional
2001–2002
2004–2010
2009
Bandeira da França França Sub-21
Bandeira da França França
Córsega Córsega
4 (0)
21 (0)
3 (0)

Sébastien Squillaci (Toulon, 11 de agosto de 1980) é um futebolista francês que atua como zagueiro. Atualmente está desempregado.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Squillaci começou no Sporting Toulon Var, clube homônimo de sua cidade. Em sua primeira temporada jogou seis partidas na segunda divisão.

Na temporada seguinte foi contratado pelo AS Monaco, chamado inicialmente para integrar a equipe reserva, onde jogou 48 partidas, com um gol marcado.

Entre 2000 e 2002, esteve emprestado ao Ajaccio. Jogou 36 vezes, com 2 gols, na primeira temporada, e 33 vezes, com 5 gols na segunda temporada. Depois do bom desempenho voltou ao Monaco, onde se firmou como titular.

Foi convocado pela primeira vez para a Seleção Francesa de Futebol em 2004, para um jogo amistoso contra a Bósnia-Herzegovina em 18 de agosto, em Rennes. A partida terminou empatada em 1-1 e Squillaci jogou todo a primeira parte. Nessa mesma temporada chegou à final da Liga dos Campeões da UEFA, perdida para o FC Porto (0-3). Na temporada foram 27 jogos e 5 golos. Continuou no clube monegasco até 2006, com algumas convocações para a seleção francesa. Neste ano juntou-se no Olympique Lyonnais, pelo qual disputou 62 jogos e três gols em duas temporadas.

Em 2008 mudou-se para a Espanha e foi ao Sevilla. O técnico Raymond Domenech chamou-o para a Euro 2008, mas ele não entrou em nenhuma partida.

Em 2009 venceu com o Sevilla a Copa do Rei. Jogou 16 partidas e marcou 1 gol.

Assim como outros famosos jogadores dos Bleus, como Roger Piantoni, Dominique Baratelli, Bruno Bellone e o lendário Michel Platini, possui origem italiana; seu sobrenome é uma adaptação ao francês do original Schillaci, curiosamente o mesmo sobrenome do artilheiro da Copa de 1990, o italiano Salvatore Schillaci.

Integrou o elenco da França na Copa de 2010, disputando apenas os 90 minutos da partida contra a anfitriã África do Sul, onde os franceses foram derrotados por 2-1. No ano anterior, participou de 3 jogos pela Seleção da Córsega.

Após a Copa do Mundo e duas temporadas jogando no Sevilla, assina contrato com o tradicional Arsenal da Inglaterra, equipe que passa a defender a partir de agosto de 2010. No entanto, o zagueiro jogou apenas 23 partidas com os Gunners, marcando um gol. Saiu do Arsenal em 2013, juntamente com o russo Andrey Arshavin e o brasileiro Denílson, e voltando para a França, desta vez para assinar com o Bastia. Nos Azuis, Squillaci participou de 97 jogos e marcou 5 vezes. Na temporada 2016-17, jogou apenas 10 partidas, quando sofreu uma grave lesão no joelho.

Com o rebaixamento do Bastia para a Ligue 2 - por problemas financeiros, o clube foi punido com o descenso para o Championnat National, a terceira divisão francesa - , o jogador não teve o contrato renovado.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 29 de abril de 2013.

Seleção Francesa[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Ajaccio
Monaco
Lyon
Sevilla

Ligações externas[editar | editar código-fonte]