Santo Amaro (Recife)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Santo Amaro
—  Bairro do Brasil  —
2017 January - Santo Amaro - Recife - PE.png
Mapa de localização
Mapa de localização
Unidade federativa  Pernambuco
Município Recife
Criado em 1681 (fundado) – 1814 (incorporado)
Área
 - Total 380 hectares
População (2016–2017)
 - Total 27 939 hab
12 680 homens
15 259 mulheres
Taxa de crescimento (-) 0,42% de 2000 a 2010[1]
Domicílios 8 474
Rendimento médio mensal 1 892 salários mínimos
Limites Olinda
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)[1]/9 de setembro de 2016

Santo Amaro é um bairro da cidade do Recife, no estado de Pernambuco, Brasil.

Faz ligação com o Centro do Recife (pelo bairro vizinho da Boa Vista e, através da Ponte de Limoeiro, com o Recife Antigo), até a zona norte da cidade, limitando-se com a cidade de Olinda.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1814, foi inaugurado o Cemitério dos Ingleses, o primeiro da cidade, em terras doadas pelo Governo da Província ao Consulado Britânico.[2] Também localizado no bairro é o Cemitério de Santo Amaro, cuja construção foi iniciada sob o governo de Francisco do Rego Barros, conde da Boa Vista, e inaugurado em 01 de março de 1851, sob a denominação Bom Jesus Cemitério da Redenção de Santo Amaro das Salinas. Sua capela, concluída em 1855, também foi projetada pelo engenheiro José Mamede Alves Ferreira.[2] Também conta com importantes vias principais: A Rua da Aurora, parte da Avenida Norte, da Avenida Cruz Cabugá e parte da Avenida Agamenon Magalhães.[2]

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população é de 27.939 habitantes, com uma participação masculina de 12.680 (45,38) habitantes[3] e uma feminina de 15.259 (54,62) habitantes. A maioria da população tem entre 25 e 29 anos de idade, com uma população de 13.258 (47,45%).[2] Com 8.474 domicílios, possui uma média de 3,3 moradores por domicílio, com uma proporção de 55,32% das mulheres responsáveis ​​pelo domicílio, e o valor da renda familiar mensal nominal é de 1.892,10.[4] Com 8.474 domicílios, tem uma média de 3,3 residentes por domicílio, com uma proporção de 55,32% das mulheres responsáveis pelo agregado familiar e o valor da renda familiar média mensal nominal é de 1.892,10.[2]

Edificações[editar | editar código-fonte]

O Mercado de Santo Amaro foi entregue em junho de 1933 pelo então prefeito Antônio de Góis Cavalcanti. A construção, com 692 metros quadrados e 82 compartimentos, ocupou terreno de propriedade do senhor Caetano Lopes, onde havia um correr de casas (vilas, com casas geminadas).[5] O mercado público passou por reforma em 1998, quando foi mantido o número de boxes. Comercializa cereais, frutas, verduras, frios, carnes, aves e ervas.[2]

Tem construído o Palácio Frei Caneca, para servir os locais de despacho do Governo de Pernambuco (1967) e, mais ao norte, o Hospital de Santo Amaro, o projeto do engenheiro José Tibúrcio Pereira Magalhães, prédio em estilo neoclássico construído entre 1872 e 1892 para ser o Asilo de Mendicidade.[2]

Logradouros[editar | editar código-fonte]

As áreas que pertencem ao bairro são:

Em 1939 foi inaugurado o primeiro parque urbano e histórico da cidade do Recife, o Parque 13 de Maio,[2] um dos parques mais visitados do Recife. No parque ficam importantes edifícios públicos, como a Biblioteca Pública do Estado de Pernambuco, a Câmara de Vereadores e a Assembléia Legislativa de Pernambuco.[2]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Resultados do primeiro censo de 2000/2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 12 de maio de 2010. Consultado em 28 de março de 2018. 
  2. a b c d e f g h i Lúcia Gaspar, ed. (17 de dezembro de 2017). «Santo Amaro (Bairro, Recife) − Fundação Joaquim Nabuco». Fundaj. Consultado em 16 de março de 2018. 
  3. «Resultados do primeiro censo de 2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2010. Consultado em 6 de abril de 2018. 
  4. «Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros em 01/07/2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 23 de março de 2018. 
  5. Antonio Siqueira, ed. (2 de setembro de 2017). «Comerciantes do Mercado de Santo Amaro começam a arrumar lojas provisórias». G1. Consultado em 17 de março de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Santo Amaro (Recife)
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.