Serviço voluntário das Testemunhas de Jeová

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tango-nosources.svg
Este artigo possui muitas passagens de textos religiosos como fontes primárias sem se referir a fontes secundárias que as analisam criticamente. Por favor, melhore este artigo, adicionando referências de fontes secundárias fiáveis
Encontre fontes: Googlenews, books, scholar, Scirus
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão deste artigo ou se(c)ção (desde fevereiro de 2014).
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis e independentes. Fontes primárias, ou com conflitos de interesse, não são adequadas para verbetes enciclopédicos. Ajude a incluir referências.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Editar Índice
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Religião cristã não trinitária
Definição Básica | Doutrinas e Teologia
Estrutura Mundial | Congregações Locais
História das Testemunhas de Jeová
Testemunhas de Jeová no Brasil
Testemunhas de Jeová em Angola
Testemunhas de Jeová em Moçambique
Testemunhas de Jeová em Portugal
Sociedades Usadas pelas Testemunhas
Sociedade Torre de Vigia - Definição
Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados
Sociedade Torre de Vigia de Tratados de Sião
Edições Notáveis
A Sentinela | Despertai! | Notícias do Reino
Tradução do Novo Mundo
Estudos das Escrituras
Fotodrama da Criação | Anuário
Proclamadores do Reino de Deus
Cancioneiro das Testemunhas de Jeová
Estudo Perspicaz das Escrituras
A Verdade Que Conduz à Vida Eterna
O Que a Bíblia Realmente Ensina?
Artigos Diretamente Relacionados
com as Testemunhas de Jeová
Escatologia | Cronologia | Neutralidade
Normas de Moral | Questão do Sangue
Escravo Fiel e Discreto | Corpo Governante
Celebração da Morte de Cristo
Testemunhas de Jeová e abuso sexual de menores | Críticas às Testemunhas de Jeová | Testemunhas de Jeová e as Nações Unidas Perseguição religiosa
Salão do Reino
Programas Educacionais | Serviço Voluntário
Estudantes da Bíblia | Triângulos Roxos
Outros Artigos que Referem Crenças
das Testemunhas de Jeová
Tetragrama Sagrado YHVH
Arcanjo | O Arcanjo Miguel
Seol | Hades | Inferno | Geena
Biografias
Charles Russell | Joseph Rutherford | Nathan Knorr
Frederick Franz | Milton Henschel | George Gangas
Karl Klein | Grant Suiter
Don Adams | Max Larson | Alexander Macmillan
August Dickmann | Leopold Engleitner
Simone Arnold Liebster | Raymond Victor Franz
Influências Formativas
William Miller | Henry Grew
George Storrs | Nelson H. Barbour

Muitas organizações agrupam e organizam voluntários num trabalho filantrópico e social. O trabalho voluntário envolve factores como uma causa ou ideal, sentimentos como compaixão e solidariedade, exigindo compromisso, abnegação, ausência de remuneração e demonstração de altruísmo. As Testemunhas de Jeová usam amplamente o voluntariado e encaram o amor ao próximo como um sinal identificador do cristianismo genuíno. Todos os seus membros são voluntários, usando as suas habilidades, tempo, esforço e recursos financeiros em projectos promovidos pela organização a que pertencem.

A sua principal comissão[editar | editar código-fonte]

Trabalho de evangelização típico das Testemunhas de Jeová, contactando as pessoas nas suas próprias casas.

As Testemunhas de Jeová baseiam a sua obra voluntária de evangelização de casa em casa e nas ruas, nas palavras de Jesus Cristo proferidas após a sua ressurreição, conforme mencionadas na Bíblia:

  • Mateus 28:18-20
"E Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Ide, portanto, e fazei discípulos de pessoas de todas as nações, batizando-as em o nome do Pai, e do Filho, e do espírito santo, ensinando-as a observar todas as coisas que vos ordenei. E eis que estou convosco todos os dias, até à terminação do sistema de coisas." (NM)

As Testemunhas entendem que este serviço voluntário é uma forma de manifestarem o seu amor a Jeová, e ao próximo. Esta pregação pública tornou-se mesmo uma das marcas bem distintivas das Testemunhas, sendo que elas definem este trabalho de evangelização como um serviço de carácter social, mesmo quando outros não entendam ou mesmo rejeitem este serviço que realizam.

Como encaram a educação bíblica[editar | editar código-fonte]

Estudo domiciliar gratuito da Bíblia com a ajuda do livro "O Que a Bíblia Realmente Ensina?".

As Testemunhas de Jeová entendem que a educação bíblica é vital para se obterem soluções duradouras para os males sociais, porque desenvolve a capacidade da pessoa de tomar decisões que melhorarão a sua vida. É por isso que possuem mais de sete milhões e trezentos mil voluntários,[1] empregando o seu tempo, esforços e recursos, seja a tempo inteiro ou parcial, para fornecer educação bíblica gratuita ao público. Segundo elas, esse programa voluntário tem um impacto positivo em comunidades por todo o mundo. Nas suas visitas regulares aos seus vizinhos, as Testemunhas têm prazer em falar sobre as suas crenças. Quando demonstram interesse em saber mais sobre a Bíblia, é-lhes oferecido um curso bíblico, usualmente com cerca de uma hora de duração e com uma periodicidade semanal, apesar de se adaptarem a qualquer outro horário da conveniência dos interessados. Estes estudos bíblicos podem ser domiciliares, ou seja, em casa dos estudantes, ou mesmo nos locais de trabalho ou em locais públicos. Os cursos são gratuitos. Um exemplar da Bíblia, bem como os manuais para o curso, tal como o livro "O Que a Bíblia Realmente Ensina?", são deixados sem custo. Caso o estudante pretenda contribuir por tais itens, o donativo oferecido voluntariamente será depositado em caixas adequadas existentes no Salão do Reino local. Em cada mês de 2009, as Testemunhas realizaram mais de sete milhões.[2] destes estudos bíblicos em todo o mundo.

As Testemunhas afirmam que, à medida que as pessoas são ajudadas a entender e a colocar em prática os conselhos da Bíblia, ficam preparadas para lidar com os problemas da vida. Desenvolvem a força moral necessária para se livrar de hábitos nocivos e adquirem um objectivo significativo para a vida. Afirmam ainda que a mensagem que pregam dá uma esperança que motiva a pessoa, que faz a vida valer a pena, mesmo nas circunstâncias mais provadoras. (1 Timóteo 4:8)

Convencidas que a mensagem que pregam pode significar a salvação eterna das pessoas, encaram a educação bíblica como uma forma de serviço voluntário com benefícios duradouros, ao contrário do que acontece com outros tipos de tarefas voluntárias que, segundo elas, apenas beneficiam de forma temporária os seus destinatários.

Uma obrigação voluntária[editar | editar código-fonte]

As Testemunhas de Jeová encaram sua obra de pregação e de educação bíblica como uma necessidade para os cristãos verdadeiros. Um dos seguidores de Jesus Cristo, o apóstolo Paulo escreveu:

  • 1 Coríntios 9:16
"Se eu, agora, estou declarando as boas novas, não é razão para me jactar, pois me é imposta a necessidade." (NM)

Portanto, apesar de entenderem esta obra como um dever, ainda assim afirmam que a sua obra de pregação é voluntária porque escolheram de livre e espontânea vontade tornar-se discípulos de Cristo, conhecendo de antemão todas as responsabilidades que acompanham o que consideram ser um privilégio.

Voluntários atuam na alfabetização[editar | editar código-fonte]

Durante décadas testemunhas de Jeová têm organizado programas de alfabetização em todo o mundo para ajudar os que tiveram pouca ou nenhuma oportunidade de receber escolaridade formal.

Na Nigéria cerca de 26.000 adultos foram ensinados a ler e escrever entre 1962 e 1994. Um estudo recente mostrou que mais de 90 por cento das testemunhas de Jeová, na Nigéria foram alfabetizados, em comparação com menos de 50 por cento para o resto da população.[3]

No México, testemunhas de Jeová têm ajudado mais de 127.000 pessoas a tornarem-se alfabetizados, uma contribuição que um funcionário governamental chamou de "nobre trabalho progressivo".

No Brasil, aulas de alfabetização realizadas em centenas de Salões do Reino já ajudaram mais de 22.000 pessoas no país a aprender a ler e a escrever.

Por exemplo, o Jornal do Sudoeste, do Brasil, mencionou o trabalho voluntário de Sirley, uma professora de meia-idade no Brasil, que toda sexta-feira à tarde, transforma sua sala de estar numa sala de aula. Depois de mencionar que ela presta “um serviço de enorme cunho social”, o artigo do jornal disse que o método de ensino de idosos usado por Sirley é tão eficaz que “os alunos em apenas 120 horas de aula conseguem escrever carta, ler um jornal, lidar com valores e cuidar dos demais afazeres básicos do dia-a-dia”. O compêndio que Sirley usa, acrescenta o artigo, é o folheto Aprenda a Ler e a Escrever, produzido pelas Testemunhas de Jeová.

Em 2007, outro exemplo foi noticiado pelo Jornal O Globo[4] que destacou o trabalho social na área de educação realizado pelas Testemunhas de Jeová, quando uma professora voluntária promoveu a inclusão social. Depois de oferecer cursos bíblicos semanais a uma comunidade de imigrantes Bolívianos, ela também apresentou projeto de aula de espanhol que ajudou a integrar crianças Bolívianas e brasileiras na Escola.

Assim como em diversos outros países, as Testemunhas também têm realizado no Brasil, um trabalho voluntário voltado a integração dos deficientes à comunidade e a família. Por exemplo, centenas de cegos tem sido alfabetizados em Braile, e a estes se tem prestado ajuda espiritual e social.


Também se ressalta o trabalho voluntário realizado com os surdos. Em vários países, voluntários Testemunhas de Jeová ajudam milhares de surdos, desde a alfabetização na sua primeira língua, como a LIBRAS no Brasil e a LGP em Portugal, passando pelo idioma escrito de sua região, quando se aplica. Traduzem e distribuem publicações em vídeos DVDs em 43 línguas de sinais[5] para distribuição gratuita aos surdos. Diversos vídeos para surdos também podem ser baixados diretamente do site www.jw.org. Para dar mais atenção aos surdos, as Testemunhas de Jeová têm 59 equipes de tradutores para as línguas de sinais em vários países, dando suporte para mais de 1.200 congregações em língua de sinais.[6]

Além disso,tem-se dado atenção especial aos surdos, oferecendo seu trabalho voluntário como intérpretes em língua de sinais, acompanhando os surdos em escolas, médicos, advogados, entrevista de emprego, etc. Elas têm oferecido também aos familiares e até mesmo colegas de trabalho dos surdos a oportunidade de conhecerem a língua de sinais, e para isso usam DVDs visuais ou outra publicação produzida pelas próprias Testemunhas com o objetivo de facilitar o aprendizado e a inclusão social e espiritual dos surdos à suas famílias e às suas comunidades.

Programas similares das Testemunhas de Jeová tiveram sucesso em outras partes do mundo. Por exemplo, em Burundi, na África, o Escritório Nacional de Alfabetização de Adultos (um departamento do Ministério da Educação) ficou tão satisfeito com os resultados do programa de alfabetização das Testemunhas que concedeu um prêmio a quatro de seus instrutores pelo “trabalho árduo em ensinar outros a ler”. Os funcionários do governo ficaram especialmente impressionados com o fato de que 75% dos que aprenderam a ler e a escrever eram mulheres adultas, um grupo que, em geral, evita participar nesses programas.

Em Moçambique, 4.000 alunos estão matriculados nas aulas de alfabetização das Testemunhas de Jeová e mais de 5.000 aprenderam a ler e a escrever nos últimos quatro anos.

Ajuda humanitária prática[editar | editar código-fonte]

Outra forma de serviço voluntário prestado pelas Testemunhas de Jeová é a ajuda humanitária. Nessas ocasiões as Testemunhas não restringiram a ajuda humanitária a apenas seus concrentes. Desde a Segunda Guerra Mundial, as Testemunhas de Jeová têm organizado ajuda humanitária de socorro aos seus irmãos cristãos e outras pessoas que sofrem efeitos da guerra, desastres naturais ou outras calamidades. A sua experiência na organização de um grande número de voluntários que atuam em projetos de construções de Salões do Reino e em seus congressos anuais, contribuem para o seu sucesso neste respeito. Muitas vezes elas são a primeira agência de socorro a aparecer em cena.

Há alguns anos, havia muita movimentação num depósito perto de Paris. Uns 400 voluntários passaram o fim de semana enchendo caixas com alimento, roupa e remédios. Quando o fim de semana acabou, nove grandes contêineres cheios de suprimentos no valor de quase um milhão de dólares estavam prontos para ser despachados. Logo depois, o carregamento chegou à África Central, devastada pela guerra, e voluntários locais das Testemunhas rapidamente distribuíram os suprimentos. A maior parte dos suprimentos também foi doada por Testemunhas.

O jornal da República Democrática do Congo elogiou o trabalho humanitário das Testemunhas de Jeová, dizendo que é “prático e não mecânico”.

Funcionários do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) também expressaram seu reconhecimento e apoio. Uma funcionária do ACNUR naquele país gostou tanto de ver a atuação organizada das Testemunhas ao prestar ajuda humanitária que pôs seu próprio veículo à disposição dos voluntários. Os moradores locais também ficaram impressionados. Quando notaram a rapidez com que os suprimentos chegavam a todos os necessitados, alguns perguntaram admirados: “Como é que vocês se organizam para alcançar a todos?

Socorro em face a desastres[editar | editar código-fonte]

Em 1990, depois de a guerra no Líbano ter deixado partes de Beirute como se tivessem sofrido um terremoto, os anciãos entre as Testemunhas de Jeová organizaram uma comissão de socorros de emergência para dar a necessária assistência. Não precisaram convocar voluntários; todo dia muitos ofereciam seus préstimos.

Ainda em 1990, num período de grande convulsão política e econômica na Europa, as Testemunhas de Jeová da Áustria, Hungria, Iugoslávia e Tchecoslováquia enviaram mais de 70 toneladas de artigos necessários para muitos na Romênia.

Isto foi seguido de outras missões de socorro na Europa Oriental. O Corpo Governante pediu para a congênere da Sociedade Torre de Vigia na Dinamarca que organizasse um serviço de assistência para as Testemunhas necessitadas na Ucrânia. As congregações foram notificadas e prontificaram-se entusiasticamente a participar. Em 18 de dezembro de 1991, cinco caminhões e dois furgões dirigidos por Testemunhas voluntárias chegaram a Lvov com 22 toneladas de suprimentos — uma expressão de interesse amoroso pelos seus irmãos cristãos.

Em 1992, quando o furacão Andrew devastou uma comunidade na Florida, E.U.A., as Testemunhas de Jeová rapidamente organizaram-se para lidar com a situação. "Cerca de 3000 Testemunhas voluntárias de todo o país têm convergido para a área da catástrofe, sendo os primeiros a ajudar os seus próprios e, em seguida, ajudar os outros", disse o The Miami Herald. Ele também declarou que "ninguém na avenida principal fechará as portas às Testemunhas de Jeová esta semana, mesmo que eles ainda têm portas para fechar”.[7]

Continuando em 1992, as Testemunhas na Áustria também enviaram ajuda — mais de 100 toneladas de alimentos e roupas. Suprimentos adicionais foram enviados por Testemunhas nos Países Baixos — primeiro 26 toneladas de alimentos, depois um comboio de 11 caminhões com roupas, daí mais alimentos para as necessidades da ocasião. Outros grandes carregamentos de socorros foram enviados pelas Testemunhas da Itália, Finlândia, Suécia e Suíça.

Após a tragédia de 1994 em Ruanda, Testemunhas na Bélgica, França e Suíça contribuíram com mais de US $ 1,6 milhões, e enviaram 35 toneladas de suprimentos para os seus irmãos e outros – tudo isso em apenas e seis dias após o aviso para o recolhimento de donativos.

Após o terremoto de 1995 em Kobe, Japão, muitas pessoas não Testemunhas, receberam socorros fornecidos através das congregações de Testemunhas de Jeová, porque essa era a maneira mais rápida de obter fornecimentos para os necessitados.

Nesta mesma época, as condições turbulentas entre as repúblicas que antes constituíam a Iugoslávia causaram penúria ali. Também para essa área foram enviados mantimentos, roupas e remédios. No ínterim, as Testemunhas nas cidades ali abrigaram em suas casas aqueles cujas moradias haviam sido destruídas.

Às vezes, os que necessitam desesperadamente de ajuda se acham em lugares remotos, e a situação deles não é de conhecimento geral. Isso aconteceu com 35 famílias de Testemunhas de Jeová na Guatemala. Seus povoados haviam sido invadidos por facções em guerra. Quando puderam finalmente retornar em 1989, precisavam de ajuda para reconstruir. Complementando a ajuda fornecida pelo governo aos repatriados, a congênere da Sociedade Torre de Vigia formou uma comissão de emergência para ajudar essas famílias de Testemunhas, e cerca de 500 outras Testemunhas de 50 congregações se prontificaram a ajudar na reconstrução.

Quando as forças da natureza assolam[editar | editar código-fonte]

Quando calamidades provocam grandes emergências que atingem as Testemunhas de Jeová, tomam-se medidas imediatas para prestar a ajuda necessária. Os anciãos locais aprenderam que, quando confrontados com situações assim, devem fazer esforço diligente de contatar a cada um na congregação. A congênere da Sociedade Torre de Vigia, que supervisiona a obra do Reino na respectiva área, verifica prontamente a situação e daí faz um relatório à sede mundial. Onde há necessidade de mais ajuda do que se pode providenciar localmente, tomam-se medidas cuidadosamente coordenadas, às vezes até mesmo a nível internacional. O objetivo não é tentar elevar o nível de vida dos assim afetados, mas ajudá-los a ter o essencial para a vida segundo costumavam ter.

Uma simples notícia de calamidade nos noticiários é o suficiente para fazer com que muitas Testemunhas telefonem aos anciãos responsáveis na área para oferecer seus préstimos, para colocar à disposição dinheiro ou materiais. Outros talvez enviem recursos à filial ou à sede mundial, com o objetivo de serem usados para fins de socorros. Sabem que há necessidade de ajuda, e desejam participar em fornecê-la. Onde há maior necessidade, a Sociedade Torre de Vigia pode até mesmo informar os irmãos numa determinada área, para poderem dar ajuda conforme suas possibilidades.

Uma comissão de assistência é formada para coordenar as coisas na área de calamidade.

Há também outras situações que deixam as pessoas em grande necessidade sem que tenham culpa nisso. Terremotos, furacões e enchentes são ocorrências freqüentes. Em média, diz-se que o mundo é atingido por mais de 25 calamidades grandes por ano. Nestas ocasiões de calamidade, as Testemunhas de Jeová doam materiais necessários e oferecem trabalho voluntário gratuitamente. Eles costumam referir-se a sua obediência a Bíblia que ordena amar seus vizinhos e de ter intenso amor por uns pelos outros. -Mateus 22:39; 1 Pedro 4:8.

Exemplos de ajuda humanitária[editar | editar código-fonte]

Vários projetos de ajuda humanitária com excelentes resultados prestados pelas Testemunhas de Jeová no decorrer dos anos podem ser pesquisados conforme relacionados abaixo:

Lista Por países: A lista apresentada usa a abreviatura da respectiva publicação, seguida da data e ano da publicação (se necessário) e da página onde se encontra a informação. As abreviaturas usadas correspondem às seguintes publicações da Sociedade Torre de Vigia:

Referências

  1. Anuário das Testemunhas de Jeová de 2010, página 31 e estatísticas no site oficial Arquivado em 18 de dezembro de 2009, no Wayback Machine.
  2. Anuário das Testemunhas de Jeová de 2010, página 31.
  3. «www.jw-media.org - contribuições para a comunidade». Consultado em 30 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2008 
  4. [1]
  5. «Publicações em [[vídeo]]s [[DVDs]] para surdos em 43 Línguas de sinais». Consultado em 31 de maio de 2010. Arquivado do original em 12 de junho de 2010 
  6. Despertai!, Julho de 2010, pags, 26 e 27
  7. «Cópia arquivada». Consultado em 30 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2008 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Sites oficiais das Testemunhas de Jeová[editar | editar código-fonte]

Outras ligações de interesse[editar | editar código-fonte]