Shadaloo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Shadaloo é uma organização criminosa da série de jogos Street Fighter da produtora japonesa Capcom que comete sequestros, roubos até trafico de drogas e armas. Seu lider é o psicótico M. Bison que era procurado pela Interpol, por diversos crimes.

Membros[editar | editar código-fonte]

Membros ativos

Dolls: Meninas que sofreram lavagem cerebral para se tornarem assassinas a serviço da Shadaloo.

Balrog: Ex-pugilista e mercenário americano conhecido pela sua anti-esportividade e comportamento agressivo, características que impressionou o líder da shadaloo.

Vega: O vaidoso lutador de arenas espanhol, famoso por possuir um enorme ego além de usar uma máscara que cobre seu rosto e lutar ninjutsu com habilidades de manipular garras em combates. Juntou-se a Shadaloo com planos de dominar o mundo ao lado de seu superior.

M. Bison: O líder da organização criminosa e o vilão de toda a cronologia Street Fighter também conhecido como "O ditador", fundou a shadaloo com o intuito de organizar torneios de briga rua para buscar lutadores que fossem fortes o suficiente para futuramente o servir em sua filosofia política de dominação mundial.

Ex-membros:

Sagat: O Lutador de Muay thai se junta a shadaloo para se vingar de Ryu pela derrota no primeiro torneio e uma cicatriz feita pelo mesmo em seu torax e abdômen ao aplica-lhe um shoryuken. Sagat Abandona a organização após os acontecimentos em Street Fighter II.

Cammy: Foi sequestrada ainda adolescente pelo próprio M.Bison para se tornar uma de suas assassinas e escrava sexual. Libertada de uma lavagem cerebral feita por M. Bison, Cammy posteriormente se junta a Chun-li e Guile na luta contra a Shadaloo.

Objetivo[editar | editar código-fonte]

O Objetivo da Shadaloo é dominar o mundo, e para isso recruta lutadores de várias partes do mundo, seja eles contendo peculiaridade especiais, ou não.