The Tuxedo Begins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
"The Tuxedo Begins"
8.º episódio da 6.ª temporada de 30 Rock
Liz Lemon (Liz Lemon) após ser atirada a um monte de saco de lixos. O desempenho de Fey no episódio rendeu-lhe uma nomeação a um prémio Emmy do horário nobre.
Informação geral
Direção John Riggi
Escritor(es)
  • Josh Siegal
  • Dylan Morgan
História
Produção
Direção de
fotografia
Michael Slovis
Edição Ken Eluto, A.C.E.
Código(s) de produção 608
Transmissão original 16 de Fevereiro de 2012
Convidados
Episódios da 6.ª temporada
30 Rock (6.ª temporada)
Lista de episódios

"The Tuxedo Begins" é o oitavo episódio da sexta temporada da série de televisão de comédia de situação norte-americana 30 Rock, e o 111.° da série em geral. Teve o seu argumento co-escrito pela dupla Josh Siegal e Dylan Morgan, e foi realizado pelo produtor executivo John Riggi. A sua transmissão original ocorreu nos Estados Unidos na noite de 16 de Fevereiro de 2012 nos Estados Unidos através da rede de televisão National Broadcasting Company (NBC). Dentre os artistas convidados, estão inclusos Steve Buscemi, Will Forte, Hannibal Buress, Andre Ward, e Eric Ruffin.

No episódio, zangado com a Cidade de Nova Iorque após ser assaltado em um beco, o executivo Jack Donaghy (interpretado por Alec Baldwin) decide proteger a segurança da elite da cidade anunciando que vai concorrer às eleições para ser o presidente da câmara municipal. Por outro lado, Liz Lemon (Liz Lemon) revela que irá sacrificar o bem da cidade para servir os seus próprios interesses pessoais. Entretanto, Jenna Maroney (Jane Krakowski) e Paul L'astname (Will Forte) ficam entusiasmados pela "perversão" de se comportarem como um casal normal.

Em geral, "The Tuxedo Begins" foi recebido com opiniões positivas pela crítica especialista em televisão do horário nobre, que considerou-o um retorno ao padrão coómico estabelecido pela série ao longo dos anos. De acordo com os dados publicados pelo sistema de registo de audiências Nielsen Ratings, foi assistido por 3,59 milhões de telespectadores ao longo da sua transmissão original norte-americana, e foi-lhe atribuída a classificação de 1,5 e quatro no perfil demográfico dos telespectadores entre os dezoito aos 49 anos de idade.

Na 64.ª cerimónia anual dos prémios Emmy do horário nobre, Fey recebeu a sua sexta nomeação consecutiva na categoria "Melhor Actriz em Série de Comédia", enquanto na cerimónia dos prémios Emmy de artes criativas, o editor Ken Eluto e o musicista Jeff Richmond receberam a sua quarta e segunda nomeação nas categorias "Melhor Edição de Imagem Para Série de Comédia de Câmara Única" e "Melhor Composição de Música para Série (Banda Sonora Dramática Original)", respectivamente.

Produção[editar | editar código-fonte]

"The Tuxedo Begins" fez alusão à vida real de Alec Baldwin.

"The Tuxedo Begins" é o oitavo episódio da sexta temporada de 30 Rock. Teve o seu enredo co-escrito pelos produtores supervisores Josh Siegal e Dylan Morgan, e foi realizado por John Riggi, que é também argumentista e produtor executivo do seriado. Para Siegal e Morgan, este foi o seu quinto trabalho como argumentistas na série, com "Plan B", da quinta temporada, sendo o seu trabalho anterior. Por outro lado, para Riggi, este foi o seu décimo crédito de realizador, com "Dance Like Nobody's Watching" sendo o seu mais recente até então.[1] O enredo de "The Tuxedo Begins" fez alusão ao desejo de Alec Baldwin de concorrer para presidente da câmara municipal da Cidade de Nova Iorque em 2011.[2]

Will Forte, actor e comediante que já integrou o elenco do programa de televisão humorístico Saturday Night Live, fez uma participação em "The Tuxedo Begins" como a personagem Paul L'astname, namorado de Jenna Maroney. Assim, fez a sua oitava participação no seriado e a sua sétima como esta personagem.[3] Vários outros membros do elenco do SNL já fizeram uma participação em 30 Rock, incluindo Rachel Dratch,[4][5] Jason Sudeikis,[6] Molly Shannon,[7] Siobhan Fallon Hogan, Andy Samberg,[8] Chris Parnell,[9] Fred Armisen,[10] Kristen Wiig,[10] Horatio Sanz,[11] e Jan Hooks.[12] Ambos Tina Fey e Tracy Morgan fizeram parte do elenco principal do SNL,[13] com Fey sendo a argumentista-chefe do programa entre 1999 e 2006.[14] O actor Alec Baldwin também apresentou o Saturday Night Live por dezassete vezes, o maior número de episódios por qualquer personalidade.[15]

"The Tuxedo Begins" marcou ainda a sétima participação do comediante Hannibal Buress em 30 Rock, sendo "100" a sua aparição anterior, a interpretar um homem sem-abrigo homónimo que aparece em cena em momentos incovenientes às personagens principais. Além de actor, Buress trabalhou também como argumentista para o seriado ao longo das quinta e sexta temporadas, porém, despediu-se após apenas seis meses de trabalho.[16][17] Embora os seus nomes tenham sidos listados ao longo da sequência de créditos finais, os actores Judah Friedlander e Keith Powell — intérpretes das personagens Frank Rossitano e James "Toofer" Spurlock em 30 Rock, respectivamente — não participaram do episódio.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

À caminho do trabalho, Liz Lemon (Tina Fey) acaba por se atrasar devido à sua interpretação do incumprimento de normas básicas de convivência por parte dos outros usuários do metropolitano, como um transeunte espirrou nela, relembrando-lhe que ela poderá a vir a ser a única pessoa na Cidade de Nova Iorque que ainda segue regras sociais básicas. Enquanto reclama ao amigo Jack Donaghy (Alec Baldwin) sobre isto em uma chamada telefónica, este é assaltado em um túnel de construção com uma faca apontada à si e, como resultado, o seu telemóvel é levado, assim como os seus botões de punho, forçando-o a usar um par sobressalente ainda mais formal. Consequentemente, Jack, acreditando ter sido vítima de uma suposta guerra das classes sociais, pois foi assaltado por um homem branco de meia-idade que vestia uma camisa com botões, decide esconder-se dos perigos da cidade no seu escritório durante dias e, eventualmente, conversa com Liz e Tracy Jordan (Tracy Morgan) sobre o sucedido.[18]

Entretanto, nos estúdios do TGS, o produtor Pete Hornberger (Scott Adsit) precisa que a estrela Jenna Maroney (Jane Krakowski) personifique uma mulher idosa para a metade "antes" de uma esquete, ao que ela prontamente recusa pois apenas limita-se a interpretar louras, ruivas não-irlandesas, e robôs sexuais carecas. Então, Liz voluntaria-se. Mais tarde naquela noite, ainda com aquela vestimenta, Liz acaba por ir ao metropolitano apenas para ver que não há lugares vagos. Decidindo tirar proveito da indumentária, ela sussura que está gravida de um gato à um homem sentado, que se levanta e cede-lhe o lugar. Liz, que neste momento já havia contraído uma constipação, fica espantada pelas pessoas, sob receio de ela estar mentalmente doente e pela possibilidade de progagar doenças infecciosas, a lhe cederem o lugar. Tentando combater o colapso da sociedade nova-iorquina, ela conclui que, na verdade, a sociedade nova-iorquina recompensa os quebra-regras e anti-sociais, o que a faz escalar a sua personificação de uma mulher idosa insana para que tenha mais espaço pessoal durante as tarefas diárias.[18]

A situação de Jack, por sua vez, agrava-se ainda mais quando ele decide convocar os mais abastados da cidade para uma reunião na qual encontrem vias de se protegerem das classes sociais baixas e, aparentemente, mais zangadas. Ele é amigo do comissário Kelly porque têm colunas concorrentes na revista Irish Arguments Weekly. Porém, não consegue estabelecer contacto com este, então chama o investigador privado Lenny Wosniak (Steve Buscemi) e pede ajuda sobre como conseguir colocar um agente policial em todos os cantos da cidade. No entanto, este também não tem como o ajudar pois não é rico. Após mais uma tentativa mal-sucedida, Jack apercebe-se que o melhor que pode fazer é concorrer para presidente da camâra municipal da Cidade de Nova Iorque para que possa trazer de volta a glória da cidade.[18]

Não obstante, após retornar de um cruseiro drag, Paul L'astnamé (Will Forte) chega à casa e encontra a sua namorada Jenna em um vestido noturno comestível. Porém, exausto ele adormece durante a realização da aventura sexual daquela noite, fazendo com que ela também adormecesse. Inicialmente, eles decidem explorar esta nova maneira de vida com mente aberta, porém, após Pete fazer Jenna ver que, na verdade, é assim que a maioria dos casais vive, Jenna e Paul param de observar esta nova atitude como um fetiche e sim como ambos a acostumarem-se um ao outro e, como resultado, decidem fazer uma exploração sexual individual por três meses para que possam decidir se realmente estarão ou não prontos para assentar.[18]

Finalmente, enquanto dirigia-se à um cinema para comer brócolos à vapor, Liz apercebe-se que não tem dinheiro. Por outro lado, com a ajuda de Tracy, Jack acaba por sair à rua e confronta a sua agorafobia ao passar pelo local onde foi assaltado. Subitamente, Liz, com as vestimentas de mulher idosa, aproxima-se dele para pedir dinheiro e, surpreendido, este atira-a à um monte de sacos de lixo. Quando a população nas redondezas reage positivamente à este acto heróico, ambos Jack e Liz apercebem-se que, no fim do dia, os nova-iorquinos apoiam os que estabelecem a ordem.[18]

Referências culturais[editar | editar código-fonte]

A relação entre Batman (esquerda) e Joker (direita) foi parodiada em "The Tuxedo Begins".

"The Tuxedo Begins" foi concebido como uma paródia dos filmes da franquia Batman, especificamente as películas Batman (1989) e The Dark Knight (2008). O comportamento anti-social e caótico de Liz reflecte a da personagem Joker, evidenciado pela sua sombra de olho escura e batom aplicado de forma característica do vilão, assim como o casaco púrpura e camisola verde. Por outro lado, o comportamento de Jack reflecte o de Batman, um super-herói que usa fatos. Além disso, iluminação azul e vermelha pesada criam um ambiente similar ao dos filmes da franquia. O próprio título do episódio é uma referência ao filme Batman Begins (2005), enquanto o nome do super-herói, The Tuxedo, faz referência a O Sombra (1994), interpretado por Alec Baldwin. Kim Bassinger, ex-esposa de Baldwin, estrelou em Batman como Vicki Vale, interesse amoroso da personagem homónima.[19][2][20]

A canção "NYC", do musical Annie (1976), foi interpretada por duas vezes em "The Tuxedo Begins". Na primeira vez foi por uma mulher jovem, interpretada pela actriz convidada Sarah Schenkkan, que acabava de chegar à Cidade de Nova Iorque de um autocarro de viagens Trailways e questiona a Liz: "Diga-me, onde é que uma jovem prostituta se inicia nesta cidade?” Essa foi uma paródia da secção de "NYC" na qual uma personagem nomeada "Futura Estrela" canta "NYC / Just got here this morning / Three bucks / Two bags / One me". Todavia, em "The Tuxedo Begins", ao invés de uma aspirante à actriz, a mulher é uma aspirante à prostituta. O tema foi interpretado mais tarde ao longo da sequência de créditos finais por uma banda mariachi no metropolitano de Nova Iorque. Esta foi a segunda referência ao musical feita em 30 Rock; a primeira foi em "Jack Meets Dennis" na primeira temporada.[21][22]

Em um momento do episódio, a Cidade de Nova Iorque é descrita como, de acordo com Liz, "Concrete bunghole where dreams are made up / There’s nothing you can do," uma referência à canção "Empire State of Mind" (2009), do rapper Jay-Z com participação da cantora Alicia Keys.[20] Além disso, Liz revela não saber "se Sonja irá alguma vez terminar [de escrever] aquele livro sobre torradeira de forno mas, se escrever, ir-lo-ei comprar." Sonja Morgan é uma integrante do elenco do programa de televisão The Real Housewives of New York City.[23] Uma outra citação tirada desse programa de televisão, "She is a thug in a cocktail dress," é também usada por Liz.[24] Jack, mais tarde, faz menção aos inúmeros ataques King Kong (1933) ocorridos em Nova Iorque.[18] Kenneth descreve a relação de Liz e Jack como similar à de Sam e Diane, porém, logo explica que este é um casal lésbico que vivia no seu prédio até terem se assassinado. Sam Malone e Diane Chamber — interpretados pelos actores Ted Danson e Shelley Long, respectivamente — eram as personagens principais do seriado Cheers.[23][20] Jack diz que acha que Nova Iorque está similar ao primeiro filme Ghostbusters (1984), enquanto Liz acha que está similar à sequela Ghostbusters II (1989).[25] Como uma das suas artimanhas para conquistar a cidade, Liz diz que irá assistir à uma ante-estreia do filme The Hunger Games (2012) e afugentar o resto do público.[24] Por sua vez, Jack, em uma sessão de auto-encorajamento, diz que já esteve preso debaixo de um matacão por 128 horas, uma referência ao filme 127 Hours (2010).[24] Tracy diz que agora que venceu um Óscar, irá iniciar uma fase Snow Dogs (2002) na sua carreira,[26] enquanto Kenneth revela que um incêndio enorme na sua cidade natal foi de culpa da população pois permitiram aos finalistas do ensino secundário dançarem no seu baile de formatura, uma referência ao filme Footloose (1984). Paul pondera se ele e Jenna terão ficado iguais a um casal típico de sitcom, tal como "Mr. Brady e Tiger, o cão," ambas personagens do seriado The Brady Bunch.[18]

A saga de filmes Star Wars é frequentemente referenciada em 30 Rock, começando com o episódio piloto (2006), no qual Tracy é visto a gritar que é um Jedi, um cavaleiro espacial nos filmes.[27] Liz admite ser uma grande fã da saga, revelando tê-la assistido muitas vezes com o seu amigo Pete,[28] e se vestido como a personagem Princesa Leia por quatro Dia das bruxas consecutivos,[29] e ainda ao tentar se livrar do serviço do júri em Chicago e Nova Iorque.[30][31] Ela sempre usa o vestido quando é seleccionado e é quase nunca escolhida, à excepção de quando a sua assistente Cerie alterou o seu endereço de residência de Chicago para Nova Iorque.[32][33] Star Wars é também referenciado quando Tracy assume a identidade da personagem Chewbacca em "Tracy Does Conan".[34] Liz tem muitas vezes usado metáforas de Star Wars para descrever a sua vida, admitindo que precisa de mais DVDs da saga. Em contraste, ela não é fã do filme Ataque dos Clones (2002), afirmando ser o seu menos favorito.[35] A actriz Carrie Fisher, que estrelou nos três filmes originais da saga como a Princesa Leia, fez uma participação em 30 Rock como a personagem Rosemary Howard na segunda temporada, na qual fez uma paródia de uma das frases dos filmes.[36] Neste episódio, Star Wars é referenciado através de uma analepse de Tracy, na qual uma versão mais nova de si, interpretada por Eric Ruffin, pode ser vista a personificar a personagem Chewbacca, introduzida pela primeira vez no filme Uma Nova Esperança (1997).[18][37] Fey, uma fã de Star Wars, disse que a piada ou referência à saga "começou a acontecer organicamente" quando a equipa apercebeu-se que tinha uma referência de Star Wars "em quase todos episódios." A argumentista disse que a partir de então "tornou-se uma coisa que [eles] tentaram manter no programa," e que mesmo que não pudessem incluir uma em cada episódio, ainda tinham uma "média muito alta de piadas," atribuindo a maioria das referências ao produtor executivo e argumentista Robert Carlock, a quem descreveu como "o especialista residente."[38]

Transmissão e repercussão[editar | editar código-fonte]

O desempenho do actor convidado Steve Buscemi foi considerado "icónico".

Nos Estados Unidos, "The Tuxedo Begins" foi transmitido através da NBC na noite de 16 de Fevereiro de 2012.[39] De acordo com as estatísticas publicadas pelo sistema de mediação de audiências Nielsen Ratings, foi assistido em uma média de 3,59 milhões de agregados familiares durante a sua transmissão original norte-americana. Recebeu também a classificação de 1,5 e quatro de share no perfil demográfico dos telespectadores entre os dezoito aos 49 anos de idade, o que significa que ele foi visto por 1,5 por cento de todas as pessoas dos 18 aos 49 anos de idade, e por quatro por cento de todas as pessoas dos dezoito aos 49 anos de idade dentre as que estavam a assistir à televisão no momento da transmissão.[40][41]

Na 64.ª cerimónia anual dos prémios Emmy do horário nobre, decorrida na noite de 23 de Setembro de 2012, Fey recebeu uma nomeação na categoria "The Tuxedo Begins" recebeu a sua sexta nomeação consecutiva na categoria "Melhor Actriz em Série de Comédia" pelo seu desempenho em "The Tuxedo Begins". Todavia, foi a actriz Julia Louis-Dreyfus que saiu vencedora pelo seu desempenho na série de televisão Veep.[42][43] Por outro lado, na cerimónia dos prémios Emmy de artes criativas, o editor Ken Eluto recebeu a sua quarta nomeação na categoria "Melhor Edição de Imagem Para Série de Comédia de Câmara Única", enquanto Jeff Richmond, esposo de Fey, foi nomeado para "Melhor Composição de Música para Série (Banda Sonora Dramática Original)" pela terceira vez. Porém, também perderam, desta vez para Steven Rasch pelo seu trabalho no episódio "Palestinian Chicken" do seriado Curb Your Enthusiasm, e John Lunn pelo trabalho em "Episode Six" de Downton Abbey, respectivamente.[44][45]

Duas cenas de "The Tuxedo Begins" foram inclusas na lista dos "Dezasseis Melhores Momentos de Nova Iorque em 30 Rock", publicada pela página Gothamist em 2016. A primeira é a na qual Liz é abordada por uma jovem aspirante a prostituta, e a segunda é o disfarce de Liz de mulher velha assustadora.[46] Além disso, o episódio foi satirizado no episódio "A Matter of Principals" do programa de televisão My Little Pony: A Amizade É Mágica, transmitido a 4 de Agosto de 2018, no qual a personagem Discord veste-se e ainda comporta-se como Lenny Wosniak (Steve Buscemi) em "The Tuxedo Begins". Por sua vez, a frase usada pela personagem interpretada por Buscemi, "How Do You Do Fellow Kids?" foi parodiada pelo actor enquanto apresentava a 26.ª cerimónia anual dos prémios Screen Actors Guild, decorrida a 19 de Janeiro de 2020.[47][48] Ademais, durante a transmissão do telejornal 666 no episódio piloto da websérie de animação Hazbin Hotel, emitido a 26 de Outubro de 2019, o ecrã que mostra a personagem Sir Pentious em traje típico de skatista hipster é uma referência à personagem de Buscemi em "The Tuxedo Begins". Esta frase foi considerada "icónica" pela Entertainment Weekly.[48]

Análises da crítica[editar | editar código-fonte]

Embora a sua trama tenha dividido os críticos, a participação de Will Forte foi bem recebida.
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Alan Sepinwall (positiva)[22]
AfterEllen.com (positiva)[20]
The A.V. Club B[23]
The Filtered Lens 8/10[19]
Entertainment Weekly (positiva)[24]
Review To Be Named B[26]
Vulture (mista)[25]

Dorothy Snarker, para o portal LGBT AfterEllen.com, achou que "na noite de ontem, na sua carta de amor para Nova Iorque inspirada em Gotham, o seriado retornou em grande. Eu sempre achei que a série funcionava melhor quando se focava em Jack e Liz como os lados opostos da mesma moeda."[20] Esta opinião foi compartilhada pelo blogue The Filtered Lens, no qual o analista Andrew Lumby comentou que "o episódio desta noite viu uma série de enredos firmemente feridos que, de algum jeito, entrelaçaram-se perfeitamente," e atribuiu a avaliação de oito pontos de um máximo de dez.[19]

Uma análise publicada no blogue Review To Be Named descreveu "The Tuxedo Begins" como "um saco misto que deixou-me com muito mais confiança do que tive na semana passada, com a sensação de o que funciona bem sobre 30 Rock ainda providencia à série aquele potencial de granditude, mesmo que alguns dos problemas do seriado estejam a tornar-se cada vez mais proeminentes ultimamente." Esta análise foi concluída com a atribuição da avaliação B e com o resenhista afirmando que as sub-tramas do episódio foram as melhores.[26]

Porém, nem todas opiniões foram positivas. Izzy Grinspan, para o portal Vulture, expressou agrado para com o episódio, particularmente o enredo envolvendo Jack Donaghy, uma personagem considerada por si "engraçadíssima quando os argumentistas usam-no para para evidenciar o esterótipo do homem branco privilegiado. Mas nesta temporada, Alec Baldwin não teve a chance de colocar o seu terno e se comportar como um macho alfa. Jack tem todo o direito de estar deprimido, porém, não há nada de engraçado em vê-lo deprimido e a se auto-questionar como um Don Draper depois do divórcio."[25] Meredith Blake, para o jornal de entretenimento The A.V. Club, atribuiu a classificação de B, de uma escala de A à F, descrevendo "The Tuxedo Begins" como "uma paródia de Dark Knight quatro anos atrasada" e escrevendo que "ao contrário do episódio interminável sobre o dia de São Valentim da semana passada, este é tão peso-leve e apalermado que parece ter praticamente terminado antes de começar. É melhor que isto seja inconsequente e totalmente absurdo do que deprimente."[23]

Embora tenha elogiado o desempenho de Tina Fey na sua análise para a revista electrónica Entertainment Weekly, Breia Brissey opinou que apesar de normalmente achar Will Forte hilariante como a personagem Paul L'astname, "a sua trama esteve completamente perdida."[24] Este sentimento foi compartilhado pelo crítico de televisão Alan Sepinwall, que achou que "embora as tramas de Jenna não tenham funcionado muito bem nas últimas semanas, é sempre bom ver Will Forte regressar como Paul. [...] a sua presença sempre normaliza Jenna estranhamente, porque, subitamente, ela é colocada em tramas que não são apenas sobre as reacções de outras pessoas à ela sendo socialmente imprópria ou excessivamente narcisista."[22]

Notas de rodapé

  1. a b «30 Rock - The Tuxedo Begins» (em inglês). Yahoo! TV (Yahoo! Inc.). Consultado em 20 de Janeiro de 2012. Arquivado do original em 4 de Março de 2016 
  2. a b BIERLY, Mandy (10 de Agosto de 2011). «Alec Baldwin for mayor in 2013?». Entertainment Weekly (em inglês). Meredith Corporation. Consultado em 11 de Agosto de 2012 
  3. MITOVICH, Matt Webb (2 de Fevereiro de 2007). «It Feels Good to Laugh». TV Guide (em inglês). CBS Interactive, Inc. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Arquivado do original em 14 de Setembro de 2012 
  4. «'Ally' Cat Krakowski Joins '30 Rock'». Zap2it (em inglês). Tribune Media Entertainment. 17 de Agosto de 2006. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 29 de Junho de 2012 
  5. TRAISTER, Rebecca (14 de Abril de 2010). «The Tina Fey backlash» (em inglês). Salon.com. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2012 
  6. MATHESON, Whitney (19 de Abril de 2007). «A chat with ... '30 Rock' and 'SNL' star Jason Sudeikis». USA Today (em inglês). McLean: Gannett Satellite Information Network, LLC. Consultado em 18 de Dezembro de 2009 
  7. CANNING, Robert (9 de Março de 2007). «30 Rock: "The Fighting Irish" Review» (em inglês). IGN. Ziff Davis, LLC. Consultado em 1 de Outubro de 2018. Cópia arquivada em 3 de Janeiro de 2013 
  8. «'30 Rock': Emma Stone, Andy Samberg, Nick Cannon To Guest Star». HuffPost (em inglês). HuffPost Entertainment (Verizon Media, LLC). 10 de Janeiro de 2012. Consultado em 1 de Outubro de 2018. Stone has hosted “Saturday Night Live” on two occasions, Samberg is a regular on the show and Cannon appeared on Nickelodeon’s “Up All Night.” 
  9. BARRETT, Annie (7 de Dezembro de 2006). «What 'SNL' alums besides Chris Parnell should guest on '30 Rock'?». Entertainment Weekly (em inglês). Time, Inc. Consultado em 13 de Julho de 2012. Cópia arquivada em 8 de Junho de 2012 
  10. a b CANNING, Robert (15 de Abril de 2011). «'30 Rock': "Somebody to Love" Review» (em inglês). IGN. Ziff Davis, LLC. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 5 de Dezembro de 2012 
  11. THOMSON, Katherine (25 de Dezembro de 2008). «SNL Alum Horatio Sanz Drops 100 Lbs». The Huffington Post (em inglês). Oath, Inc. Consultado em 1 de Outubro de 2018 
  12. SEPINWALL, Alan (4 de Fevereiro de 2010). «30 Rock, 'Verna': Jan Hooks guest-stars». The Star-Ledger (em inglês). Advance Local Media, LLC. Consultado em 18 de Dezembro de 2009 
  13. FICKETT, Travis (17 de Outubro de 2006). «IGN Interview: 30 Rock's Tracy Morgan» (em inglês). IGN. Ziff Davis, LLC. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 20 de Julho de 2012 
  14. GOODWIN, Christopher (11 de Maio de 2008). «And funny with it». The Guardian (em inglês). Guardian News and Media. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 31 de Julho de 2013 
  15. WILLIS, Jackie (23 de Janeiro de 2017). «Alec Baldwin Will Host 'Saturday Night Live' for the 17th Time». Entertainment Tonight (em inglês). CBS Television Distribution (CBS Studios, Inc.). Consultado em 1 de Outubro de 2018 
  16. Ask Me Another (11 de Abril de 2014). «AMA Bonus: Hannibal Buress on his '30 Rock' role» (podcast) (em inglês). Nova Iorque: WNYC (New York Public Radio). Consultado em 12 de Junho de 2019 
  17. «Hannibal Buress Talks 'SNL' & '30 Rock' Roots + New Comedy Central Special» (em inglês). Okayplayer.com LLC. 2014. Consultado em 12 de Junho de 2019 
  18. a b c d e f g h SIEGAL, Josh (argumentista); MORGAN, Dylan (argumentista); RIGGI, John (realizador) (16 de Fevereiro de 2012). «The Tuxedo Begins». 30 Rock. Temporada 6. Episódio 8. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  19. a b c LUMBY, Andrew (17 de Fevereiro de 2012). «'30 Rock: The Tuxedo Begins' Review». The Filtered Lens (em inglês). Consultado em 11 de Agosto de 2012 
  20. a b c d e SNARKER, Dorothy (17 de Fevereiro de 2012). «Gay Girl's Goggles: "30 Rock" SnapCap (6.08) — "The Tuxedo Begins"» (em inglês). AfterEllen.com (Lesbian Nation, LLC). Consultado em 11 de Agosto de 2012. But last night, in its Gotham-inspired love letter to New York, the show came roaring back. I’ve always thought the series worked best when it focused on Jack and Liz as the opposite sides of the same coin. 
  21. RAYNOR, Madeline (19 de Abril de 2016). «Every 30 Rock Reference in Unbreakable Kimmy Schmidt Season Two». Vulture (em inglês). VOX Media Networks, LLC. Consultado em 10 de Junho de 2020. Liz and Titus share a love of the musical Annie. Liz sings “Maybe” in “Jack Meets Dennis.” In “The Tuxedo Begins,” a young girl steps off a bus singing “NYC” before asking Liz, “Say, where does a young prostitute get started in this town?” 
  22. a b c SEPINWALL, Alan (17 de Fevereiro de 2012). «'30 Rock' – 'The Tuxedo Begins': Why so SERIOUS?» (em inglês). Upprox (OpenWeb). Consultado em 11 de Agosto de 2012 
  23. a b c d BLAKE, Meredith (16 de Fevereiro de 2012). «30 Rock: "The Tuxedo Begins"». The A.V. Club (em inglês). G/O Media, Inc. Consultado em 11 de Agosto de 2012 
  24. a b c d e BRISSEY, Breia (17 de Fevereiro de 2012). «'30 Rock': 'The Tuxedo Begins'». Entertainment Weekly (em inglês). Meredith Corporation. Consultado em 11 de Agosto de 2012 
  25. a b c GRINSPAN, Izzy (17 de Fevereiro de 2012). «30 Rock Recap: Batman & Lemon». Vulture (em inglês). VOX Media Networks, LLC. Consultado em 10 de Junho de 2020 
  26. a b c Jordan (17 de Fevereiro de 2012). «30 Rock: Season 6, Episode 7: The Tuxedo Begins». Review To Be Named (em inglês). Consultado em 11 de Agosto de 2012 
  27. FEY, Tina (argumentista); BERNSTEIN, Adam (realizador) (11 de Outubro de 2006). «Pilot». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 1. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  28. FINKEL, Dave (argumentista); BAER, Brett (argumentista); McCARTHY-MILLER, Beth (realizadora) (5 de Abril de 2007). «Fireworks». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 18. Nova Iorque. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  29. CARLOCK, Robert (argumentista); GARDNER, Daisy (argumentista); SCARDINO, Don (realizador) (1 de Março de 2007). «The Source Awards». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 16. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  30. SEPINWALL, Alan (6 de Novembro de 2008). «30 Rock, "Believe in the Stars": Help me, Oprah Winfrey. You're my only hope.». The Star-Ledger (em inglês). Advance Publications. Consultado em 15 de Maio de 2012 
  31. CANNING, Robert (13 de Março de 2009). «30 Rock: "The Funcooker" Review» (em inglês). IGN Entertainment, Inc. (Ziff Davis, LLC.). Consultado em 15 de Maio de 2012. Cópia arquivada em 10 de Dezembro de 2013 
  32. GLOVER, Donald (argumentista); CERAULO, Tom (argumentista); WHITTINGHAM, Ken (realizador) (12 de Março de 2009). «The Funcooker». 30 Rock. Temporada 3. Episódio 14. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  33. CARLOCK, Robert (argumentista); SCARDINO, Don (realizador) (6 de Novembro de 2008). «Believe in the Stars». 30 Rock. Temporada 3. Episódio 2. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  34. FEY, Tina (argumentista); BERNSTEIN, Adam (realizador) (6 de Dezembro de 2006). «Tracy Does Conan». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 7. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  35. RIGGI, John (argumentista); SCARDINO, Don (realizador) (12 de Abril de 2007). «Corporate Crush». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 19. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  36. BURDITT, Jack (argumentista); ENGLER, Michael (realizador) (25 de Outubro de 2007). «Rosemary's Baby». 30 Rock. Temporada 2. Episódio 4. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  37. GUZMAN, René A. (21 de Maio de 2010). «30 years of 'Empire'». Hearst Corporation. San Antonio Express-News (em inglês): 01F. Han Solo was frozen in carbonite in 'Empire Strikes Back' partly because it was uncertain Harrison Ford would be back for a third 'Star Wars' film 
  38. TOPEL, Fred (16 de Setembro de 2009). «Tina Fey Gets the Gold». CraveOnline (em inglês). AtomicMedia. Consultado em 20 de Junho de 2012. Cópia arquivada em 6 de Abril de 2010 
  39. «Episode Title: (#608) "The Tuxedo Begins"» (em inglês). The Futon Critic. 27 de Janeiro de 2012. Consultado em 27 de Janeiro de 2012 
  40. «NBC Weekly Ratings - "The Voice" Finishes Within a Tenth of a Point of #1 in 18-49 and Grabs the Top Spot in 18-34» (em inglês). The Futon Critic. 22 de Fevereiro de 2012. Consultado em 22 de Fevereiro de 2012 
  41. GORMAN, Bill (17 de Fevereiro de 2012). «Thursday Final Ratings: 'American Idol,' 'Vampire Diaries,' 'Grey's Anatomy,' 'Big Bang Theory,' '30 Rock,' 'Office' Adjusted Up; 'Person Of Interest,' 'Mentalist,' 'Secret Circle' Adjusted Down». TV by the Numbers (em inglês). Zap2it (Tribune Media Entertainment). Consultado em 18 de Fevereiro de 2012. Arquivado do original em 10 de Abril de 2012 
  42. «Academy of Television Arts & Sciences 2012 Primetime Emmy Awards: Acting/Series Nominations» (em inglês). The Futon Critic. 19 de Julho de 2012. Consultado em 19 de Julho de 2012 
  43. «Emmy winners and nominations 2012: The complete list». Los Angeles Times (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. The Associated Press. 23 de Setembro de 2012. Consultado em 25 de Setembro de 2012 
  44. «Outstanding Single-camera Picture Editing For A Comedy Series - 2012» (em inglês). Emmy (Academia de Artes e Ciências Televisivas). 19 de Julho de 2012. Consultado em 19 de Julho de 2012. Arquivado do original em 22 de Julho de 2012 
  45. «Outstanding Music Composition For A Series (Original Dramatic Score) - 2012» (em inglês). Emmy (Academia de Artes e Ciências Televisivas). 19 de Julho de 2012. Consultado em 19 de Julho de 2012. Arquivado do original em 27 de Julho de 2012 
  46. FISHBEIN, Rebecca (24 de Junho de 2016). «The 16 Best NYC Moments On '30 Rock'». Gothamist (em inglês). New York Public Radio (Craig Newmark Philanthropies). Consultado em 10 de Junho de 2020 
  47. «30 Rock - How Do You Do Fellow Kids?» (vídeo). 30 Rock (em inglês). NBCUniversal. 10 de Janeiro de 2018. Consultado em 10 de Junho de 2020 – via YouTube 
  48. a b HOLUB, Christian (19 de Janeiro de 2020). «Steve Buscemi quotes his iconic 30 Rock meme at SAG Awards». Entertainment Weekly (em inglês). Meredith Corporation. Consultado em 10 de Junho de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]