A Lagoa Azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Blue Lagoon
A Lagoa Azul (PT/BR)
 Estados Unidos
1980 • 104 minutos min 
Direção Randal Kleiser
Produção Randal Kleiser
Roteiro Douglas Day Stewart
Elenco Brooke Shields
Christopher Atkins
Leo McKern
William Daniels
Gênero aventura, drama, romance [1]
Idioma Inglês
Música Basil Poledouris
Cinematografia Néstor Almendros
Edição Robert Gordon
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento 20 de junho de 1980
Orçamento $4.5 milhões
Receita $58,853,106 (America do Norte)
Cronologia
Último
Último
Return to the Blue Lagoon
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

The Blue Lagoon (br/pt: A Lagoa Azul) é um filme americano de romance, drama e aventura de 1980, produzido e dirigido por Randal Kleiser. O roteiro de Douglas Day Stewart foi baseado no romance The Blue Lagoon por Henry De Vere Stacpoole. O filme é estrelado por Brooke Shields e Christopher Atkins. A trilha sonora original foi composta por Basil Poledouris e a cinematografia foi por Almendros Nestor. O filme conta a história de duas crianças pequenas abandonadas em uma ilha tropical paradisíaca no sul do Pacífico. Sem orientação, nem restrições da sociedade, sentimentos emocionais e alterações físicas surgem quando elas atingem a puberdade e se apaixonam. Shields tinha apenas 14 anos na época das filmagens e, mais tarde, testemunhou perante um inquérito do Congresso dos EUA que uma dublê mais velha foi usada em algumas de suas cenas de nudez. Além disso, ao longo do filme em fotos frontais seus seios sempre foram cobertos por seu longo cabelo ou de outras maneiras. Também foi afirmado que o cabelo de Shields foi colado sobre seus seios durante muitas de suas cenas de topless.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

No período vitoriano, dois jovens primos , Richard Lestrange e Emmeline, e um cozinheiro de galé, Paddy Button (Leo McKern) sobrevivem a um naufrágio no Pacífico Sul e chegam a uma ilha tropical. Paddy cuida das crianças pequenas e os proíbe por "lei" de ir para o outro lado da ilha, devido ele ter encontrado evidências de restos de sangue de sacrifícios humanos. Ele lhes fala sobre um Bicho-papão que lá vive como uma maneira de ter certeza de que eles evitarão o local. Ele também adverte contra a ingestão de uma determinada flor baga escarlate (Solanum dulcamara) que Emmeline encontrou e que é mortal.

Paddy morre logo após se embriagar em uma farra e seu corpo é descoberto por Richard e Emmeline. Agora sozinhas, as crianças vão para outra parte da ilha e reconstroem sua casa. Eles sobrevivem unicamente das suas engenhosidades, habilidades que Paddy lhes havia ensinado e das recompensas naturais daquele paraíso remoto.

Os anos passam e os dois se tornam em adolescentes altos, fortes e bonitos. Eles vivem em sua cabana, passando os dias juntos pescando, nadando, e mergulhando para colher pérolas. Richard e Emmeline (agora interpretados por Christopher Atkins e Brooke Shields) começam a se apaixonar, embora isto seja estressante emocionalmente para eles por causa de sua falta de instrução na sexualidade humana, e são incapazes de expressar sua atração física um pelo outro. Emmeline se assusta depois que inicia sua primeira menstruação, e fica nervosa quando Richard quer inspecionar um corte nela. Richard tem muitas perguntas sobre o que está acontecendo com ela quando eles começam a crescer e se desenvolver, mas não tem meios de obter respostas. Ele quer segura-la e beijá-la, mas quando ela o rejeita ele sai e se masturba.

Emmeline, sempre curiosa, vai para o outro lado da ilha e descobre um impressionante, ídolo Moai-parecido lá. Instintivamente reconhecendo que este é um lugar sagrado, ela reza. Mais tarde, ela diz a Richard que Paddy estava errado e que o "bicho-papão", que sangra como Jesus, é realmente Deus. No entanto, Richard repreende-a por desobedecer a "lei".

Algum tempo depois, o relacionamento deles sofre um grande golpe quando um navio aparece pela primeira vez em anos. Richard deseja sair e entra em conflito com o desejo de ficar de Emmeline, e ela não acende o sinal de fogo. Como resultado, o navio passa sem nota-los. A fúria de Richard o leva a expulsá-la de sua cabana. Eles acabam a briga após Emmeline quase morrer ao pisar em um peixe-pedra e Richard admite ter medo de perdê-la. Emmeline eventualmente se recupera e depois que recupera sua capacidade de andar, eles vão nadar nus na lagoa e depois nadam até a praia. Ainda nus, Richard e Emmeline compartilham algumas frutas na vegetação, com vista para o ídolo, e descobrem a relação sexual, e então o amor apaixonado. Deixando toda a inquietação de lado, eles fazem amor regularmente a partir de então, enquanto ocasionalmente passam o tempo juntamente nus. Devido os seus encontros sexuais regulares, logo Emmeline fica grávida. Embora isto seja claro para o espectador, Richard e Emmeline não conhecem a verdade sobre o parto e reprodução humana e simplesmente assumem que as mudanças físicas no corpo de Emmeline são por ela esta engordando. Eles também ficam surpreendidos quando começam a sentir o bebê mexer dentro de Emmeline e simplesmente assumem que o estômago dela estão causando os movimentos.

Uma noite Emmeline desaparece. Enquanto Richard olha para ela da floresta, ele testemunha um sacrifício humano cometido pelos nativos de uma outra ilha no santuário do ídolo onde eles sacrificam alguns nativos inimigos. Quando foge, Richard ouve Emmeline gritar e segue o som a tempo de ajudá-la a dar à luz a um menino, que eles nomeiam de Paddy, em memória de Paddy Button. Mais tarde, frustrada por não saber como alimentar o bebê, Emmeline o segura nos braços para acalmar seu choro, e aprende a alimentá-lo conforme o bebê, instintivamente, começa a mamar no peito. Os jovens pais passam o tempo brincando com Paddy à medida que ele cresce, ensinando-o a nadar, pescar e construir coisas e criando-o alegremente.

Enquanto a família brincava, um navio liderado pelo pai de Richard, Arthur (William Daniels), se aproxima da ilha e vê a família brincando na praia. Como eles estão completamente cobertos de lama, Arthur presume que são nativos e não o jovem casal que tem procurado todos estes anos. Richard, tendo perdido todo o seu desejo de deixar a ilha, concorda com Emmeline ao trocar olhares, e deixam o navio passar.

Um dia, a jovem família leva o barco para visitar seu local de origem. Enquanto espera por Richard, Emmeline e Paddy permanecem no barco. Emmeline adormece e não percebe quando Paddy traz um ramo das bagas vermelhas no barco. Ela acorda quando Paddy joga um dos remos para fora. A maré varria o barco para dentro da lagoa e Richard, ouviu seu chamado, nada até ela, seguido de perto por um tubarão. Emmeline joga o outro remo no tubarão, golpeando-a e dando Richard apenas o tempo suficiente para entrar no barco. Ainda que perto da costa, eles são incapazes de retornar ou recuperar os remos sem risco de ser atacado pelo tubarão. Eles remam com as mãos, mas sem sucesso, o barco é pego na corrente e desvia para o mar.

Após ficarem a deriva, Richard e Emmeline acordam e encontram Paddy comendo os frutos que ele pegou. Percebendo que estes são os frutos venenosos, avisando a Paddy, eles tentam impedi-lo, mas ele já tinha engolido um pouco. Desesperados, Richard e Emmeline comem os frutos, assim, deitando para esperar a morte. Algumas horas depois, o barco de Arthur encontra-os flutuando com a correnteza. Arthur pergunta, 'eles estão mortos?' e o capitão(Alan Hopgood) responde, 'Não, Senhor. Eles estão apenas adormecidos.' O filme termina com Arthur aliviado retirando-os do mar.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicado Resultado
1980 Óscar Melhor Fotografia Néstor Almendros Indicado
Globo de Ouro Melhor Ator Revelação Christopher Atkins Indicado
1981 Framboesa de Ouro Pior Atriz Brooke Shields Venceu

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]