Babuíno-anúbis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Como ler uma caixa taxonómicaBabuíno-anúbis
Olivebaboon.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Família: Cercopithecidae
Género: Papio
Espécie: P. anubis
Nome binomial
Papio anubis
(Lesson, 1827)

O Babuíno-anúbis (Papio anubis) é membro da família Cercopithecidae (macacos do velho mundo). A espécie é a mais espalhada de todas as espécies de babuínos: é encontrada em vinte e cinco países através da África, estendendo-se do sul de Mali até a Etiópia e a Tanzânia. Populações isoladas também são encontradas em algumas das montanhas das regiões do Saara. Essa espécie habita savanas, estepes, e florestas.

Características físicas[editar | editar código-fonte]

O babuíno-anúbis é nomeado assim por causa da sua semelhança com o antigo deus egípcio Anúbis, que era frequentemente representado por uma cabeça de cão muito parecida com a face do babuíno. De perto, possui coloração múltipla, devido a anéis marrom-amarelados e pretos nos seus pelos. De longe, a impressão é de possuir coloração cinza-esverdeada.

Os machos possuem uma juba e são maiores e mais pesados do que as fêmeas. Em média, machos têm setenta centímetros de altura e vinte e quatro quilos; já as fêmeas, medem sessenta centímetros e pesam 14,7 quilos.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Macacos do Velho Mundo ou Hominoidea, integrado ao WikiProjeto Primatas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.