Black Eagle (tanque)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Black Eagle (Objekt 640)
Black Eagle Obj640.png
Duas perspectivas em desenho do protótipo Black Eagle de 1999
Tipo Carro de combate principal de batalha
Local de origem  Rússia
História operacional
Em serviço em desenvolvimento
Histórico de produção
Criador Omsktransmash
Especificações
Peso 48 t (105 820 lb)
Comprimento ~7 m (22,97 ft)
Largura 3,58 m (11,75 ft)
Altura 1,80 m (5,91 ft)
Tripulação 3
Blindagem do veículo (BRE - Blindagem Reativa Explosiva) Kontakt-5
Armamento
primário
1 x 152 mm Tipo pistola ou 1 x 125 mm 2A46M L/51 (Calibre: 125mm - Alcance estimado de 2.5Km a 4.5Km)
Armamento
secundário
Uma Metralhadora coaxial PKT de 7,62 mm Uma Metralhadora NSVT de 12,7 mm
Motor GTD-1400 (ГТД-1400), turbina a gás
1 400 hp (1 043 980 W)
Peso/potência 27hp/ton
Suspensão Barra de torção

Black Eagle (em russo: Чёрный Орёл, Chyornyh Oryol, ou Obyekt 640) é um protótipo de um carro de combate pesado produzido na Federação Russa, baseado no chassis do T-80.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Detalhes do Black Eagle

Também conhecido como T-12UM1 este projeto de carro de combate foi aparentemente uma tentativa de desenvolvimento do tanque T-80 fabricado em Omsk na Rússia.

Tradicionalmente a fábrica que produziu o T-64 e o T-80 foi responsável pela apresentação dos projetos considerados mais inovadores no tempo da antiga União Soviética.

O T-64 com a sua suspensão inovadora ou o T-80, com o seu motor utilizando turbina e desperdiçando potência são demonstrações disso. Porém, se por um lado a inovação foi a tónica, os resultados não parecem ter sido os melhores.

Tanto o T-64 como posteriormente o T-80 foram considerados muito caros e complicados de fabricar e resultaram em projetos simplificados respectivamente o T-72 para substituir o T-64 e o T-90 como substituto do T-80.

Contra a norma até aqui vigente a empresa Omsk com o seu Black Eagle apresentou o que parece ser uma modernização radical do tanque T-80, mantendo no entanto grande parte das características do modelo que lhe dá origem.

Ao contrário do que ocorreu no passado a Transmash Omsk parece seguir agora o caminho mais conservador que deu bons resultados aos técnicos concorrentes da fábrica de Uralvagonzavod em Nizhny-Tagil.

O Black Eagle parece ser um T-80 com uma torre redesenhada e com um perfil balistico ainda mais apurado, tentando assim ultrapassar um problema que sempre foi apontado aos tanques russos, a blindagem ligeira.

Continua a ser utilizado um carregador automático e o tanque tem apenas três tripulantes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.