T-62

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
T-62
T62.jpg
Tipo Tanque de guerra
Local de origem  União Soviética
História operacional
Em serviço 1961 - presente
Utilizadores  Rússia,  Argélia
 Síria,  Angola
 Cuba,  Moçambique
 Irã, Coreia do Norte
 Egito
Guerras Guerra Irã-Iraque
Guerra do Golfo
Histórico de produção
Fabricante Uralvagonzavod
Período de
produção
 União Soviética (1961-1975)
 Tchecoslováquia (1975-1978)
Coreia do Norte (Anos 1980)
Quantidade
produzida
Mais de 22.700
Especificações
Blindagem do veículo 10 a 120 mm
Armamento
primário
1 x 115mm U5T - 2A20 (Rapira) (Calibre: 115mm - Alcance estimado de 1.3Km a 3Km)
Armamento
secundário
Uma Metralhadora coaxial PKT de 7,62 mm
Motor Motor: V-55-5 V12 Diesel
580 cv
Alcance
Operacional
450km
Velocidade 50Km/h(estrada)
35Km/h (terra)

T-62 é um tanque de guerra soviético, um dos maiores desenvolvimentos do T-55. Seu canhão de 115mm foi a primeira arma de alma lisa utilizada em tanque. O T-62 foi produzido entre 1961 e 1975. Tornou-se um tanque padrão do arsenal soviético, em parte substituindo o T-55, apesar de que o tanque continuou a ser fabricado na União Soviética e em outros lugares. O T-54/55 e T-62 foram substituídos mais tarde na linha de frente do exercito soviético pelo T-64 e T-72.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O T-62, é o resultado da análise efetuada pelos soviéticos sobre a possibilidade de sobrevivência do tanque T-54 / T-55 no teatro de operações da Europa Ocidental. Com o aparecimento dos tanques M-60 e Leopard, equipados com canhões de 105mm, os soviéticos temiam que os seus tanques T-55 equipados com canhões de 100mm estivessem em clara inferioridade, ainda mais que o canhão de 105mm, tinha uma larga esperança de vida de 400 disparos, contra apenas 100 do canhão de 100mm soviético.

A utilização de munição mais potente nos canhões de 100mm era considerada economicamente inviável, por isso foi decidido introduzir um novo canhão (Conhecido como Rapira), para o qual foi necessário fazer alterações ao casco do tanque T-55.

Por isso, embora o T-62 seja um carro de combate novo, ele é em grande medida uma derivação do tanque T-55 (que era uma derivação do T-54), que foi aumentado e modificado de forma a melhor absorver o impacto do disparo do novo armamento principal.

É aliás o canhão de 115mm, que constitui a alteração mais significativa relativamente ao T-55. Com um canhão de 115mm, o T-62 passaria a estar à altura de defrontar as blindagens dos tanques ocidentais.

Produção histórica[editar | editar código-fonte]

Em 5 de julho de 1961, As fabricas de Uralvagonzavod em Nizhny Tagil, Malyshev Factory em Kharkiv, na Ucrânia e Omsk Factory No. 183 passa parte de sua produção do T-55 para o T-62. O plano original era que o T-62 seria produzido até Ob'yekt Morozov 432 a qual o tanque foi desenvolvido. A produção do T-62 foi mantida na fabrica de Uralvagonzavod até 1973 quando foi substituída na linha de produção pelo T-72. Até o fim da produção cerca de 20.000 T-62 foram produzidos pela Uralvagonzavod. A produção na União Soviética foi interrompida em 1975.

A Checoslováquia construiu mais de 1.500 tanques T-62 para a exportação após o fim da produção na União Soviética em 1975 e continuou produzindo o modelo até 1978.

A Coréia do Norte produziu o T-62 sob licença até 1980. No início de 1990 a empresa norte-coreana Second Machine Industry Mesa projetou uma cópia leve do T-62, que é produzido em massa e é conhecido localmente como o Ch'ŏnma-ho I.[1]

Problemas e limitações[editar | editar código-fonte]

O T-62, continuou com parte dos problemas que vinham do T-55. A rotação da torre era extremamente lenta com apenas uma rotação total de 21 segundos, contra menos de 10 segundos dos tanques ocidentais principalmente os M-60 e Leopard 1.

O problema com a deficiente blindagem que sempre afetou os tanques da familia T-55 também não foi resolvido com o T-62, que continuou por isso a ser muito inferior aos tanques ocidentais.

Mais tarde, foi apresentada a versão T-62M, com a incorporação de blindagem adicional, mas mesmo assim a blindagem do T-62, não era de forma alguma equivalente à dos seus rivais ocidentais.

O T-62 partilha algumas das limitações do T-55: cabine apertada, armaduras finas, equipamentos de controle de arma analógico (na maioria dos modelos), depressão limitada da arma principal e combustível e áreas de armazenamento de munição vulneráveis.

O gasto sistema automático de ejeção do cartucho pode causar acumulações perigosas de monóxido de carbono e, eventualmente, dano físico real para a tripulação.

Os membros do grupo geralmente sofrem casos de lesão contundentes e queimaduras por causa do projétil ejetado dentro do tanque algumas modificações nos modelos seguintes resolveram o problema outro problema era abertura da porta de ejeção do canhão em condições NBC também expunha a tripulação a contaminação.[2]

Suspensão e mobilidade[editar | editar código-fonte]

A alteração na suspensão é facilmente identificável, porque ao contrário do T-55, o T-62 deixou de ter a tradicional maior distância de separação entre a primeira e a segunda rodas, tão tipica dos modelos da família T-54 e T-55, que também se encontra nos modelos de fabrico chinês.

No T-62, nota-se que as duas rodas traseiras não se encontram na mesma distância, o que foi resultado do aumento nas dimensões do casco do tanque.

O T-62 usa suspensão de barra de torsão. Tem cinco pares rodas de borracha, pinhões de acionamento na traseira e reboque na frente de cada lado, sem rolos de retorno. As primeira e a última roda tem um amortecedor hidráulico. O reservatório é alimentado pelo V-55 12-cylinder 4-stroke com uma câmara de 38,88 litros de água do motor a diesel refrigerado que desenvolve 581 cv (433 kW) a 2.000 rpm. Este é o mesmo motor que e utilizado no T-55. Porque o T-62 pesa mais do que o T-55, é menos manobrável que seu irmão.

Como o T-55, o T-62 possui três tanques de combustível de diesel um no para-lama direito e um tanque de óleo auxiliar no para-lama esquerdo. O tanque carrega 960 litros de combustível nos tanques de combustível internos e externos. Dois Tanques de combustível adicionais e opcionais de 200 litros podem ser instalados na parte traseira do veículo para uma maior gama de funcionamento e alcance do blindado.[3]

Blindagem[editar | editar código-fonte]

Um T-62 soltando uma cortina de fumaça.

O T-62 tem uma armadura 5% melhor na parte da frente do casco 102 mm a 60 ° e armadura 15% melhor na frente da torre 242mm do que o T-54/T-55. A armadura da torre era de 153mm de espessura nas laterais, 97 mm de espessura na parte traseira e 40mm de espessura no telhado. A armadura do casco é de 79mm de espessura nas laterais superiores, 46 milímetros a 0 ° de espessura na parte traseira e 20mm de espessura na parte inferior. Embora a armadura na parte da frente do casco é mais espessa do que no T-55, a armadura lateral e inferior 15 mm e na armadura do telhado 31mm acontece a mesma coisa.

Principais utilizadores[editar | editar código-fonte]

Operadores no Mundo.

Os tanques T-62, embora completamente obsoletos, ainda estão sendo utilizados pela Rússia em teatros de guerra de fraca intensidade.

Estes tanques estão distribuídos entre as forças do Ministério do Interior, e operam essencialmente na Chechénia, onde não têm presentemente nenhum tipo de ameaça realmente importante. Como viaturas do Ministério do Interior, estes carros de combate tiveram um papel ativo durante a operação de invasão da Geórgia em agosto de 2008. Nessa operação os tanques T-62 entraram na província georgiana da Ossétia do Sul e estiveram presentes em operações de bloqueio de estradas dentro do território georgiano. Nesse conflito os tanques T-64 utilizaram uma proteção adicional contra armas portáteis anti-tanque do tipo RPG como o RPG-7.

Embora obsoleto o T-62 é o carro de combate mais poderoso ao serviço na Coreia do Norte.

Trata-se de veículos que começaram a ser fornecidos nos anos 70 à Coreia do Norte, depois de terem sido retirados de serviço de primeira linha, à medida que nos países do Pacto de Varsovia principalmente União Soviética os carros T-62 iam sendo substituidos por T-64 e T-72. Com o seu armamento principal de 115mm Rapira o T-62 estava n os anos 70 melhor armado que os carros de combate do exército da Coreia do Sul, que na altura contava com M-47 e M-48 armados na sua maioria com canhões de 90mm e 105mm. A Coreia do Norte recebeu um primeiro lote de 350 tanques entre 1971 e 1975, que foram reforçados por um segundo lote de 150, recebidos entre 1976 e 1978 e por um terceiro lote que foi negociado em 1976 e que foi fornecido entre 1980 e 1989 que atingiu 470 unidades. O parque de carros T-62 da Coreia do Norte, superou os 970 exemplares. Por falta de opções, calcula-se que o parque de carros T-62 seja mantido nas melhores condições possíveis. Existem rumores não confirmados de que alguns exemplares do T-62 terão sido modificados para receber o canhão de 125mm standard do T-72 soviético.

Outros utilizadores[editar | editar código-fonte]

  •  Argélia - De 330 cerca de 300 em serviço.[7]
  •  Angola - De 364 cerca de 50 em serviço na reserva.[8]
  •  Cuba - De 150 cerca de 50 em serviço na reserva.
  •  Egito - De 1.200 cerca de 500 em serviço.[9]
  •  Irã - De 150 cerca de 50 em serviço.[10] [11]
  • Mongólia - De 250 cerca de 250 em serviço.
  •  Moçambique - De 14 cerca de 4 em serviço.
  •  Síria - De 1.000 cerca de 1.000 em serviço.[12]

Variações[editar | editar código-fonte]

T-62 características.
T-62 Afegãos.
  • T-62A (Ob'yekt 165) - predecessor do T-62. Era essencialmente um chassis do T-55 esticado com, nova suspensão e torre modernizada com gasto-ejetores do cartucho, armado com um canhão De 100 mm-54TS (às vezes também chamado-8ST) equipado com novo estabilizador "Kometa". Apenas um número muito pequeno entrou em serviço .
  • T-62 Obr.1960 (Ob'yekt 166) - Modelo original de produção equipado com o um canhão U 115 milímetros-5TS "Molot" (2A20) Rapira canhão de alma lisa com estabilizador "Meteor". Ele também tem visão noturna, carrega 40 munições para a arma principal e 2.500 para a metralhadora coaxial PKT de propósito geral. Com motor V-55 de 581 cv (433 kW). Tem a cúpula do comandante soldada à torre.
  • T-62K (Ob'yekt 166K) (K representa komandirskaya - comando) (1964) - T-62 variante de comando. É adicionalmente equipados com um R-112 (ou R-130) de rádio, um AB-1 APU e uma base de antena no alto da torre. A carga de munição foi diminuída para 36 para a arma principal e 1.750 para a metralhadora coaxial de propósito geral. Era usado principalmente por comandantes de batalhão.
  • T-62KN (Ob'yekt 166KN) (K representa komandirskaya - comando) - T-62K equipado com auxiliares de navegação.
  • T-62K equipado com 9M14 Malyutka (NATO: AT-3 Sagger) lançador ATGM. Ob'yekt 167 - T-62 equipado com motor V-26 que, com a utilização de uma turbina desenvolve 700 cv (522 kW). Ele também tem um Malyutka 9M14 (NATO: AT-3 Sagger) lançador ATGM na parte traseira da torre e um novo chassis com roletes de retorno e roadwheels menores. Não foi produzido. Apenas dois protótipos foram feitos.
  • Ob'yekt 167T - Ob'yekt 167 versão equipada com motor GTD-3T de turbina a gás.
  • T-72 - Desenvolvimento do T-62 com algumas características do T-64A.
  • T-62 Obr.1967 - T-62 Obr.1960 com uma plataforma de motor ligeiramente modificada.
  • T-62 Obr.1972 - T-62 Obr.1967 com uma metralhadora DShK 1938/46 instalado no gerenciador de escotilha. O tanque é também equipado com uma roda dentada. Às vezes é incorretamente chamado de T-62A ou T-62M.
  • T-62 Obr.1975 - T-62 equipado com um Obr.1972 KTD-1 ou KTD-2 telêmetro laser em uma caixa blindada sobre o armamento principal. Ele também tem escondido parafusos em torno de cúpula do comandante .
  • T-62D (Ob'yekt 166D) (D representa Drozd) (1983) - Equipados com Obr.1975 KAZ 1030m "Drozd sistema de proteção" ativa (ERA), BDD armadura aplicada no talude do casco novo motor diesel V -55U.
  • T-62D-1 (Objekt 166D-1) - T-62D equipado com um novo motor diesel V-46-5M.
  • T-62M (Ob'yekt 166M) (1983) - modernização extensiva do T-62 com melhoria na proteção e mobilidade e sistema de controle de tiro "Volna". É equipado com o pacote de blindagem BDD, placa de blindagem adicional na barriga para proteção anti-minas, 10 mm de espessura, saias laterais reforçadas de borracha com cerca de 10 mm de espessura. O BDD foi especialmente concebido para sobreviver por exemplo a RPGs e consiste de uma placa aplicada sobre o talude e dois blocos em forma de ferradura colocado à frente da torre. Os corrimãos em torno da torre foram removidas para dar lugar para o sutiã de armadura aplicada. Também quatro elos fechos da cadeia de reposição completa foram adicionados ao lado da torre. O tanque é também e equipado com sistema de controle de tiro "Volna" que foi melhorado com a instalação do KTD-2 (ou KTD-1 telêmetro laser) em uma caixa blindada sobre o armamento principal. A carga de munição foi aumentada em duas munições. Alguns são equipados com dois conjuntos de quatro lançadores de granadas de fumo cada um de um lado da torre. O T-62M foi visto pela primeira vez pelos americanos durante a guerra soviética no Afeganistão e deram-lhe a designação T-62E. Há um número de sub-variantes do T -62M, considerável.
  • T-62M-1 (Ob'yekt 166M-1) - T-62M equipada com motor diesel V-46-5M.
  • T-62M1 (Ob'yekt 166M1) - T-62M equipado com armaduras revista frontalmente. Ele não tem a capacidade ATGM .
  • T-62M1-1 (Ob'yekt 166M1-1) - T-62M1 equipada com motor diesel V-46-5M.
  • T-62M1-2 (Ob'yekt 166M1-2) - T-62M1 sem armadura na barriga do tanque e sem o pacote de armadura BDD.
  • T-62M1-2-1 (Ob'yekt 166M1-2-1) - T-62M1-2 equipado com motor diesel V-46-5M.
  • T-62MD (Ob'yekt 166MD) (D representa Drozd) - T-62M equipado com sistema de produção Drozd.
  • T-62MD-1 (Ob'yekt 166MD-1) (D representa Drozd) - T-62MD equipada com um motor diesel V-46-5M.
  • T-62MK (Ob'yekt 166MK) (K representa komandirskaya - comando) - T-62M variante de comando. Ele não tem a capacidade ATGM mas tem auxiliares de navegação. O reservatório tem uma menor carga de munição para arma tanto a principal com a metralhadora coaxial de propósito geral.
  • T-62MK-1 (Ob'yekt 166MK-1) (K representa komandirskaya - comando) - T-62MK equipados com um motor diesel V-46-5M.
  • T-62MV (Ob'yekt 166MV) (1985) (V representa vzryvnoi - explosivo) - Equipado com "Kontakt-1" blindagem explosiva reativa (ERA) nas * laterais do casco e na frente da torre.
  • T-62MV-1 (Ob'yekt 166MV-1) (V representa vzryvnoi - explosivo) - T-62MV equipada com um motor diesel V-46-5M.
  • T-62M1V (Ob'yekt 166M1V) (V representa vzryvnoi - explosivo) - T-62MV sem capacidade ATGM.
  • T-62 equipado com uma caixa na parte traseira da torre com mísseis anti-aéreos.
  • T-62 equipado com o ZET-1 (ZET representa Zaschtschita Ekrannaja Tankowaja) sistema de proteção do veículo. O sistema foi desenvolvido em 1964 e foi especialmente concebido para proteger a parte dianteira do tanque e as laterais até um ângulo de 25 ° em forma de contra-carga com projéteis de calibre máximo de 115 mm. Ela consistia de uma tela elástica com estrutura de rede centralizada nos veículos e no seu armamento principal. Foi destinado a o T-54, T-55 e T-62. O diâmetro da tela era diferente para cada tipo de reservatório.
  • T-62 experimentalmente, equipada com o sistema "Zhelud autoloader".
  • T-62/122 - T-62 veículo de engenharia armados com um obuseiro de 122 milímetros.
  • T-62/160 - T-62 veículo com morteiros de 160 milímetros.
  • T-67 - T-62 armado com um canhão de 125 mm.
  • TO-62 - T-62 convertido em um tanque lança-chamas. O lança-chamas tem um alcance efetivo de 100 metros e é montado coaxialmente com o canhão de 115 mm.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "JED The Military Equipment Directory" dezembro de 2009
  2. T62 Series Tanks globalsecurity.org.
  3. T62 (em Polish) pancerni.abajt.pl (dzembro de 2009).
  4. http://www.softland.com.pl/aerojac/aaa/t62/t62.htm
  5. [1]
  6. "Russian Army equipment"
  7. Algerian army armyrecognition.com
  8. Angolan army armyrecognition.com
  9. Egyptian army armyrecognition.com
  10. Iranian Ground Forces Equipment
  11. Iranian army armyrecognition.com
  12. Syria - Army Equipment

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre T-62



Ícone de esboço Este artigo sobre Veículos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.