Chevrolet Vectra GT

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chevrolet Vectra GT
Chevrolet Vectra GT 1.jpg
Visão Geral
Produção 20072011
Fabricante Chevrolet, grupo General Motors
Modelo
Carroceria Hatchback de 5 portas
Ficha técnica
Motor 2.0 8V Flex
Potência Gasolina - 133 CV (98 KW/ 131 HP) @ 5600 rpm / Álcool - 140 CV (103 KW/ 138 HP) @ 5600 rpm
Transmissão Manual, 5 marchas
Automática, 4 marchas
Modelos relacionados Chevrolet Vectra
Opel Astra
Chevrolet Cruze Sport6
Peugeot 307
Volkswagen Golf
Citroën C4
Nissan Tiida
Ford Focus
Dimensões
Comprimento 4,25 m
Entre-eixos 2.614 m
Largura 1.753 m
Altura 1.455 m
Tanque 52 litros
Cronologia
Último
Último
Chevrolet Monza S/R
Chevrolet Cruze Sport6
Próximo
Próximo

Vectra GT[1] foi um hatch de porte médio da Chevrolet do Brasil. Lançado em setembro de 2007, é derivado do Opel Astra H (já descontinuado na Europa). Ele era a versão hatch tambem descontinuado Chevrolet Vectra nacional, mas mantém características próprias, como o entre-eixos idêntico ao da geração anterior do Chevrolet Astra nacional. Seu desenho é o mesmo do Opel Astra H europeu (já substituido pelo moderno Opel Astra J). O visual da dianteira é idêntico ao do atual Vectra brasileiro, exceto pela máscara negra dos faróis. A sigla GT indica o apelo do veículo, com seu design de linhas esportivas e proposta de uso moderna.

O lançamento do veículo em território brasileiro, a exemplo do que ocorreu anteriormente com o Vectra, acendeu novas discussões a respeito da nomenclatura empregada: o carro é, na verdade, a geração "H" do Opel Astra adaptada para o mercado nacional.

Sua produção foi encerrada oficialmente no dia 28 de Junho de 2011, sendo substituído pelo Chevrolet Cruze Sport6.

Versões/Motorização[editar | editar código-fonte]

O Vectra GT era vendido em duas versões: GT, de entrada, e GT-X, topo de linha. As diferenças entre as versões resumem-se a itens de conforto e conveniência e de aparência externa. A GT-X traz de série bancos de couro, computador de bordo, freios ABS, rodas de liga leve 17 polegadas e CD/MP3 Player, dentre outros equipamentos. Ar-condicionado digital, direção hidráulica, air-bag duplo são itens de série em todas as versões.

O conjunto mecânico do Vectra GT é o mesmo em ambas as versões, e também idêntico ao do Vectra Sedã. O motor, o tradicional Família II da Chevrolet, de 121/128 cv (gasolina/Etanol), que com a introdução de avanços tecnológicos, passou a 133/140 cv em 2009, com a adoção de balancins e comando de válvulas roletados, e, coletor de admissão de plástico, com enrrugações internas confeccionadas eletronicamente, dentre outras alterações, que adequaram o propulsor às novas normas de emissão de poluentes, trazendo bom desempenho e consumo de combustível. As principais características dessa motorização continuam sendo o alto rendimento com combustível vegetal, a robustez mecânica e a facilidade e o baixo custo de manutenção. A GM fez leves alterações na suspensão, a fim de tornar a condução do veículo mais esportiva que a do sedã, aprimorando a estabilidade sem comprometer o conforto dos passageiros.

O interior do Vectra GT é muito semelhante ao do sedã, exibindo linhas e cores sóbrias, seguindo o padrão europeu, que contrastam com o design externo do carro e o diferenciam de outros modelos com versões esportivas da própria marca.

Características Importantes[editar | editar código-fonte]

O Vectra GT ou GTX tem os entre eixos com distância menor que no Vectra Sedan, idêntico ao Astra Hatch último modelo nacional, garantido desta forma uma dirigibilidade e comportamento diferenciado e mais esportivo. Também possui amortecedores mais pressurizados sendo que o GTX tem amortecedores ainda mais pressurizados que o GT. Ambos tem comportamento de suspensão mais firme, quando equipados de série com aro 17 polegadas e pneus que vem originais nas medidas 225-45 R17, dessa forma, tem um comportamento, em algumas situações com batidas secas, mas isso não ocorreria se dirigisse-mos em "piso" liso... Mas isso agrada a muitos jovens, visto que você sente o carro como um esportivo, aliado a uma interna muito silenciosa e robusta preparada para isso.

A GM não poderia ter descontinuado sua fabricação, visto que é um conjunto robusto, confiável aliado a baixa manutenção. O último motor que equipou essa máquina é perfeito, silencioso, forte, e com consumo razoável. O cabeçote roletado, mais algumas alteração em coletores, pistões, virabrequim, taxa de compressão etc. aliado a um sistema de injeção mais "inteligente" e ainda com dupla sonda lambda, o carro funciona muito bem com etanol ou gasolina e ainda rende 140CV no etanol e 133CV na gasolina. Mas o que realmente faz o efeito é o torque máximo em baixa rotação, cerca de 19,5KG, é possível dirigir em baixos giros inclusive em aclives sem reduzir a marcha.

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.