Cianose

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2014)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Cianose
Cianose da mão de uma pessoa com baixa saturação de oxigênio.
Classificação e recursos externos
CID-10 R23.0
CID-9 782.5
Star of life caution.svg Aviso médico

Cianose é um sinal ou um sintoma marcado pela coloração azul-arroxeada da pele[1], leitos ungueais[2] ou das mucosas[3]. Ocorre devido ao aumento da hemoglobina não oxidada (desoxi-hemoglobina) ou de pigmentos hemoglobínicos anormais.

Fisiopatologia[editar | editar código-fonte]

A hemoglobina (Hb) saturada de oxigênio chama-se oxi-hemoglobina e tem cor vermelho-vivo, ao passar pelos capilares parte do O2 é liberado aos tecidos e a Hb é reduzida formando-se uma quantidade de desoxi-hemoglobina (ou hemoglobina reduzida) de cor azulada que, em condições normais, não pode ser percebida como alteração da coloração da pele.

Em indivíduos anêmicos graves a cianose pode estar ausente pela falta de hemoglobina para ser oxidada. Por outro lado, na policitemia vera (aumento de hemácias) a cianose pode estar presente mesmo com saturações de O2 maiores que em indivíduos normais, situação que ocorre na doença pulmonar crônica.

Tipos[editar | editar código-fonte]

A depender do mecanismo fisiopatológico são classificadas em:

Central[editar | editar código-fonte]

O sangue já chega desoxigenado (>5g/dL) aos capilares por falta de oxigenação do sangue nos pulmões. Exemplos: diminuição da pressão parcial de O2 inspirado, doenças que prejudiquem a ventilação ou a oxigenação pulmonar, ou doenças cardíacas que cursem com desvio de sangue do lado direito para esquerdo sem passagem pelo pulmão (shunt direito-esquerdo); depressão do centro respiratório (responsável pelo controle da respiração). Sinal clínico: língua, mucosas orais e pele azuladas.

Periférica[editar | editar código-fonte]

Ocorre pela demasiada desoxigenação pelos tecidos periféricos, sendo generalizada ou local. Sinal clínico: pele azulada, mas a língua e mucosas orais não.

-Generalizada: na hipotensão grave há baixa perfusão, aumentando a extração de O2, com consequente aumento de desoxi-Hb;
-Localizada:
-por trombose venosa e insuficiência cardíaca direitaestase sanguínea (causando lentificação do fluxo sanguíneo) com maior extração de O2;
-por obstrução arterial e exposição a baixas temperaturas há, como na hipotensão, diminuição da perfusão.

Mista[editar | editar código-fonte]

Associação dos mecanismos da cianose central com a periférica. Exemplos: hipotensão com embolia pulmonar ou pneumonia grave; insuficiência cardíaca esquerda grave, que cursa com hipotensão e congestão pulmonar (causando déficit nas trocas gasosas no pulmão).

Cianose na DPOC[editar | editar código-fonte]

Ocorre devido ao aumento de hemoglobinas sem oxigênio. Na DPOC o processo de perfusão e ventilação está debilitado diminuindo o teor de oxigênio no sangue, piorando ainda mais nas periferias do corpo. Isto garante ao bronquitico (tem uma maior massa corporal) a cor azul.

Hemoglobina anormal[editar | editar código-fonte]

Exemplo a meta-Hb de cor marrom —incapaz de transportar oxigênio—, sendo formada pela auto-oxidação da Hb, que transforma o ferro da Hb em ferro férrico.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]