Icterícia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Icterícia
Amarelamento da pele e esclera causado pela Hepatite A.
Classificação e recursos externos
CID-10 R17
CID-9 782.4
DiseasesDB 7038
MedlinePlus 003243
Star of life caution.svg Aviso médico

Icterícia é o nome dado a um sinal clínico caracterizado pela coloração amarelada de pele, mucosas e escleroticas devido a um aumento de bilirrubina no sangue maior que 2 mg/dl (hiperbilirrubinemia). Há quatro causas possíveis para o aumento dos níveis de bilirrubina no sangue:

  • Hemólise, isto é, a destruição de hemácias que leva à produção de bilirrubina a partir da hemoglobina
  • Falha no mecanismo de conjugação nos hepatócitos
  • Obstrução no sistema biliar obs:a hepatite A causa o amarelamento da pele e dos olhos através da acumulação da bilirrubina.
  • Uso de contraceptivos Orais que contenham Acetato de Ciproterona e Etinilestradiol, que além provocar o aparecimento, piora as condições do indivíduo que já possua.

Icterícia por acumulação de bilirrubina conjugada ou direta[editar | editar código-fonte]

A bilirrubina é um produto da metabolização dos grupos Heme. Existem dois tipos de bilirrubina, a não conjugada ou indireta e a conjugada ou direta. A bilirrubina conjugada é o resultado da metabolização hepática da não conjugada. Depois de ser conjugada a bilirrubina torna-se hidrossolúvel, de modo que pode ser excretada pela urina, se bem que isto só acontece em situações patológicas já que geralmente é liberada na bílis, posteriormente degradada pelas bactérias dos intestinos em urobilinogênio, que dá a cor característica às fezes e por sua vez é parcialmente reabsorvido no intestino e excretado pela urina conferindo-lhe também um pouco de coloração.

A icterícia por acumulação de bilirrubina conjugada deve-se a uma colestase. Desse modo a bilirrubina não pode ser excretada pelo colédoco, indo parar na corrente sanguínea. Como já foi referido, a bilirrubina conjugada pode ser excretada pela urina resultando assim uma urina escura, cor de coca-cola ou conhaque, com espuma amarela chamada colúria. A ausência de urobilinogênio nas fezes causa deposições brancas chamadas acolia.

Do mesmo modo que se acumula bilirrubina no sangue também se acumulam sais biliares que interferem no equilíbrio de dissociação entre albumina-bilirrubina favorecendo o estado livre da última e a sua excreção pela urina. Os sais biliares em sangue também provocam prurido e bradicardia.

Icterícia por acumulação de bilirrubina não conjugada ou indireta[editar | editar código-fonte]

Este tipo de Icterícia tem etiologias bastante distintas, tanto pode dever-se a um défice de conjugação hepática (Hepatite, Cirrose, etc) assim como um aumento da produção de bilirrubina de forma que o fígado não consiga compensar (hemólise, ou eritropoiese anormal).

Neste tipo de Ictericia aumenta bastante a quantidade de sais biliares, e conseqüentemente a quantidade de bilirrubina transformada em urobilinogênio pelas bactérias intestinais, o que provoca umas fezes bastante escuras. Além disso também aumenta a reabsorção entérica urobilinogênio, porém sua excreção na urina é reduzida, isso ocorre pela alta lipossolubilidade da bilirrubina não-conjugada que dificilmente é retirada do sangue pelos rins.

Icterícia Neonatal[editar | editar código-fonte]

O recém-nascido pode apresentar icterícia que geralmente se inicia após 1 ou 2 dias de vida, chamada icterícia fisiológica do recém-nascido, esta desaparece espontaneamente após poucos dias e deve-se a um metabolismo hepático pouco maduro. Em alguns casos é necessária a internação do recém-nascido para a fototerapia, pois este ajuda a reduzir o nível de bilirrubina no sangue, degradando-a, porém se a icterícia persistir ou mesmo estender-se por todo corpo do recém-nascido se torna prejudicial à sua saúde, pois a bilirrubina é tóxica podendo gerar lesões e sequelas graves para o recém-nascido.

Tratamento [1] [editar | editar código-fonte]

O tratamento da icterícia pode variar de acordo com a causa, pois o médico vai realizar o tratamento da causa da condição e não da condição especificamente.

A icterícia pode ter três graus de casos: leves, moderados e graves.

Casos leves os sintomas podem desaparecer sem tratamento específico.

Casos moderados podem ser tratados com fototerapias, onde ondas de luz são absorvidas pela pele com o foco de transformar a bilirrubina em excesso em produtos residuais que o próprio corpo trabalha para que este excesso saia do corpo.

Casos graves são tratados com Hemodiálise para remover a bilirrubina do corpo do paciente.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete icterícia.