Dexter (cantor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde outubro de 2012)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Dexter
Informação geral
Nome completo Marcos Fernandes de Omena
Também conhecido(a) como Dexter, Oitavo Anjo
Nascimento 17 de agosto de 1973 (40 anos)
Origem São Paulo, São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Rap, Hip-Hop
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1990 - atualmente
Gravadora(s) Independente
Afiliação(ões) 509-E, Mano Brown, Edi Rock, Thaíde, Fernandinho Beat Box, Paula Lima, Afro-X, Nego Jam, Di Função, GOG, Realidade Cruel, Lino Crizz, MV Bill, Total Drama, Lakers E Pá, Gregory, DJ Cia, DL Loo, Racionais Mc's, Ao Cubo, Paula Lima, Seu Jorge, Guilherme Arantes, Péricles, Katinguelê, DJ Hum, Terra Preta
Exilado Sim, Preso Não.jpg

Marcos Fernandes de Omena (São Paulo, 17 de agosto de 1973), mais conhecido pelo seu nome artístico de Dexter é um rapper e compositor brasileiro.[1] [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

Depois de 13 anos no sistema prisional, Marcos Fernandes de Omena, conhecido artisticamente como Dexter, ganhou a liberdade em 2011 e tem viajado ao redor do Brasil fazendo shows e palestras. Desde então, já se apresentou ao lado de nomes como Seu Jorge, Mano Brown e Racionais MC’s, entre outros, consagrando-se como um dos maiores representantes do Rap nacional. Brown costuma apresentá-lo como o quinto elemento dos Racionais.

Desde 1990 no cenário do Hip Hop nacional, Dexter Oitavo Anjo compôs suas primeiras letras influenciado por nomes como Public Enemy, NWA, Kool Moe Dee e Racionais MC’s. Foi na penitenciária do Carandiru, em 1999, que fundou o grupo 509-E e ganhou destaque com os discos “Provérbios 13″ e “MMII DC (2002 Depois de Cristo)”, último álbum gravado pelo grupo. Na produção, grandes nomes do Rap nacional, como Mano Brown, DJ Hum, DJ Luciano, MV Bill, Zé Gonzales e Edi Rock.

Sua carreira solo, iniciada em 2005, parte do brilhante CD “Exilado Sim, Preso Não”, que foi premiado no HUTÚZ como melhor álbum daquele ano e agraciado com mais quatro prêmios pelo Hip Hop Top. Em 2009, Dexter passa para o regime semi-aberto e grava o CD e DVD “Dexter & Convidados” ao vivo, que reuniu a nata do Rap em um único palco.

Em 2009, Dexter gravou o seu primeiro DVD "Dexter & Convidados" ao vivo em um show realizado na quadra da escola de samba Unidos da Peruche, em São Paulo. O evento reuniu irmãos de rima como GOG, Edi Rock e Thaíde, em uma apresentação de duas horas para um público de quatro mil pessoas. O show ainda contou com a participação especial de Paula Lima (em Bem Vindo à Madrugada), Fernandinho Beat Box (responsável pela base de Uh Barato é Loko) e Mano Brown (em Eu Sô Função) Lançado em dezembro de 2011, DVD traz também um documentário gravado em 2010, em Campinas, interior de São Paulo, quando Dexter fez sua segunda apresentação fora do exílio.

Em 2012, cerca de um ano após a conquista da liberdade, Dexter foi o protagonista da volta do rap aos palcos principais da Virada Cutural, quando se apresentou na Praça da República lotada ao lado da Banda Oitavo Anjo, sua big band, sendo ovacionado pela platéia. O sucesso do evento o motivou a repetir a dose como no encerramento do Encontro Paulista de Hip Hop (realizado no Memorial da América Latina), com os convidados Edi Rock (Racionais Mc’s), Thaíde e MC Marechal no Sesc Pompéia e no encerramento da Semana Paulista de Hip Hop, no Vale do Anhangabaú.

Um ano depois do show da Virada Cultural, em abril de 2013, Dexter gravou seu terceiro DVD ”Dexter & Convidados – a liberdade não tem preço”, em comemoração aos seus 2 anos de liberdade. Ao lado da Banda Oitavo Anjo, o rapper Dexter recebeu no palco nomes consagrados da música brasileira como Péricles, Mano Brown, DJ Kl Jay, Edi Rock, Pinha, DJ Cia, Ao Cubo, Guilherme Arantes, Paula Lima, DJ Hum, Katinguelê, Rodrigo Teaser, Thaíde, Terra Preta e, para surpresa do público, o músico Seu Jorge. O show teve como mestre de cerimônia o rapper Max B.O., apresentador do programa Manos e Minas, da Tv Cultura, e o DVD tem lançamento previsto para o próximo semestre.

Seu segundo disco solo, que terá como título "Flor de Lótus", está em fase de gravação e será lançado no final de 2014.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
Álbuns ao vivo
DVDs

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Dexter no programa Provocações - TV Cultura - 10/09/2013

Dexter no programa O Bagulho é Doido - Canal Brasil - 30/08/2013

Dexter, um rapper forjado numa prisão do Brasil - jornal Público (Portugal) - 28/05/2013

Dexter no programa Altas Horas - TV Globo - 27/04/2013

O Resgate do soldado Dexter - jornal O Estado de S. Paulo - 21/11/2012

Dexter, atração da Virada Cultural, fala sobre rap e prisão - jornal Folha de S. Paulo - 02/05/2012


Referências