Esprof Atlético de Futebol e Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esprof
Nome Esprof Atlético de Futebol e Clube
Fundação 21 de janeiro de 1995 (19 anos)
Presidente Brasil Roberto de Oliveira (Bigode)
Treinador Brasil Jairzinho
Competição Rio de Janeiro Campeonato Carioca - Série C
Kit left arm white stripes.png Kit body whitestripes.png Kit right arm white stripes.png
Kit shorts.png
Kit socks color 3 stripes red.png
Uniforme
titular
Kit left arm.png Kit body.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
Kit left arm.png Kit body.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

Esprof Atlético de Futebol e Clube é uma agremiação esportiva da cidade de Cabo Frio, no estado do Rio de Janeiro, fundada a 21 de janeiro de 1995.

Equipe profissional da Esprof em 2010

História[editar | editar código-fonte]

Esprof significa Escola Profissional de Futebol. A agremiação de Cabo Frio estreou na Terceira Divisão de Profissionais do Rio de Janeiro, em 2003. Entre vinte e duas equipes, terminou na nona colocação. Na fase preliminar foi líder de seu grupo, superando o outro classificado, o Esporte Clube Taquaral e os eliminados Faissal Futebol Clube e Associação Esportiva XV de Novembro. Na fase seguinte é eliminado ao ficar em quarto na sua chave, atrás dos classificados Atlético Rio Futebol Clube, Independente Esportes Clube Macaé e Teresópolis Futebol Clube, ficando à frente dos também eliminados União Central Futebol Clube e Esporte Clube Taquaral.

Roberto Bigode, presidente do Esprof

Em 2004, disputa novamente a Terceira Divisão. É eliminado na primeira fase ao figurar em quinto lugar, último, em seu grupo, atrás dos classificados Profute Futebol Clube e Independente Esportes Clube Macaé, e dos eliminados Rubro Social Esporte Clube e Quissamã Futebol Clube.

Em 2005, se licencia das competições profissionais. Volta apenas, em 2009, para a disputa do Campeonato Estadual da Terceira Divisão de Profissionais, não conseguindo passar da primeira fase do campeonato, sendo precocemente eliminado, ao ficar em último na sua chave, atrás de Rio das Ostras Futebol Clube, Sampaio Corrêa Futebol e Esporte e Independente Esportes Clube Macaé.

Em 2010, se prepara para a disputa do mesmo campeonato.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Fonte[editar | editar código-fonte]

  • VIANA, Eduardo. Implantação do futebol Profissional no Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora Cátedra, s/d.