Fabiana Murer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fabiana Murer
Fabiana Murer nos Jogos Pan-americanos de 2007, realizados no Rio de Janeiro.
Atletismo
Modalidade salto com vara
Nascimento 16 de março de 1981 (33 anos)
Campinas, Brasil
Nacionalidade Brasil brasileira
Compleição Peso: 57kg Altura: 1,72m
Medalhas
Campeonatos Mundiais
Ouro Daegu 2011 Salto com vara
Campeonatos Mundiais – Indoor
Ouro Doha 2010 Salto com vara
Bronze Valência 2008 Salto com vara
Jogos Pan-Americanos
Ouro Rio 2007 Salto com vara
Prata Guadalajara 2011 Salto com vara

Fabiana de Almeida Murer (Campinas, 16 de março de 1981) é uma atleta brasileira, campeã mundial, recordista brasileira e sul americana do salto com vara (4,85 m). O recorde sul-americano foi quebrado em San Fernando em 4 de junho de 2010, durante a disputa do Campeonato Ibero-Americano.[1] Fabiana Murer também possui o recorde sul-americano indoor (pistas cobertas), com a marca de 4,82 m, obtidos no Grand Prix Indoor de Birmingham, na Inglaterra, em 20 de fevereiro de 2010, superando a campeã mundial Anna Rogowska.[2]

Nos Jogos Pan-americanos de 2007, quebrou o recorde da competição, com a marca de 4,60 m. É considerada uma das saltadoras mais técnicas do circuito internacional.

Seu desempenho melhorou consideravelmente após alguns períodos de preparação em Fórmias, na Itália, com Vitaly Petrov, ex-treinador do ucraniano Sergey Bubka, que quebrou 35 vezes a marca do salto com vara. Petrov atualmente também dirige a russa Yelena Isinbayeva, campeã mundial em 2005 e 2007 e olímpica em 2004 e 2008. Isinbayeva, que fez amizade com Fabiana durante os treinos em Fórmias, já quebrou 20 vezes o recorde mundial do salto com vara.

Nos Jogos Olímpicos de Pequim, teve uma de suas varas desaparecida, durante um dos seus saltos,[3] o que atrapalhou o seu desempenho no salto com vara. No dia seguinte, a sua vara foi encontrada com as varas de outras atletas eliminadas.[4]

No Campeonato Mundial de Atletismo em Pista Coberta de 2010, em Doha, Fabiana realizou a melhor campanha de sua carreira, ao se tornar campeã mundial indoor do salto com vara, saltando 4,80 m na final.[5]

Em 19 de agosto de 2010, Murer venceu a prova no Meeting de Atletismo de Zurique, na Suíça, com 4,81 m, e conquistou o título da IAAF Diamond League. Com isso, igualou feito raro entre os atletas brasileiros. Antes dela, somente Zequinha Barbosa (800m), em 1986, Robson Caetano (200m), em 1989, Claudinei Quirino (200m), em 1999, e Maureen Maggi trouxeram o título para o país, épocas em que a principal série do atletismo tinha outros nomes. O último deles, Golden League.[6]

No ano de 2010, um dos melhores de sua carreira, terminou como a 2ª melhor atleta do mundo, tanto em pistas outdoor(abertas) quanto indoor(cobertas). Além disso, foi campeã mundial e se tornou uma das melhores saltadoras da História da modalidade: suas marcas de 4,85m em competições ao ar livre (outdoor) e 4,82m em competições em pista coberta (indoor) a transformaram na 4º melhor de todos os tempos no salto com vara feminino: somente Yelena Isinbayeva, Jennifer Stuczynski e Svetlana Feofanova haviam obtido marcas melhores em toda a História.

No Campeonato Mundial de Atletismo de 2011, Fabiana Murer realizou feito histórico ao ser campeã, derrotando a recordista mundial e bicampeã olímpica Yelena Isinbayeva, a campeã mudial Anna Rogowska e toda a elite do esporte presente, igualando o recorde sul-americano com 4,85m. Essa foi a primeira medalha de ouro do Brasil em Campeonatos Mundiais da IAAF.[7]

No mesmo ano, ao participar dos Jogos Pan-americanos de 2011, foi surpreendida pela cubana Yarisley Silva, que até 2010 tinha como melhor marca apenas 4,50m, mas conseguiu fazer 4,75m no Pan, batendo o recorde de Cuba e o da competição. Fabiana, embora tenha feito a boa marca de 4,70m (10cm melhor que o Recorde Pan-americano anterior) ficou apenas com a prata, numa das maiores zebras do Pan de 2011. [8] Nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, Fabiana desistiu ainda nas eliminatórias alegando posteriormente que o vento teria atrapalhado seu desempenho.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Fabiana Murer comemorando o título mundial em 2011
Ano Torneio Local Resultado Extra
2000 Campeonato Mundial Júnior Santiago, Chile 10º
2006 Final Mundial de Atletismo Stuttgart, Alemanha
Copa do Mundo Atenas, Grécia
2007 Jogos Pan-americanos Rio de Janeiro, Brasil Recorde pan-americano (4,60 m)
2008 Campeonato Mundial Indoor Valência, Espanha Recorde sul-americano (4,70 m)
2008 Jogos Olímpicos Pequim, China 10º Chegou a final, mas foi eliminada.
2009 Meeting de Donetsk (indoor) Donetsk, Ucrânia Recorde sul-americano (4,81 m)
2009 Troféu Brasil (outdoor) Rio de Janeiro, Brasil Recorde sul-americano (4,82 m)
2009 Final Mundial de Atletismo Tessalônica, Grécia 4,70 m
2010 Grand Prix de Birmingham (indoor) Birmingham, Inglaterra Recorde sul-americano (4,82 m)
2010 Campeonato Mundial Indoor Doha, Qatar 4,80 m
2011 Campeonato Mundial Daegu, Coréia do Sul 4,85 m

Progressão[editar | editar código-fonte]

Melhores saltos realizados em cada ano:

Competições Outdoor

  • 1998: 3,66m
  • 1999: 3,81m
  • 2000: 3,90m
  • 2001: 3,91m
  • 2002: 4,06m
  • 2003: 4,25m
  • 2004: 4,40m
  • 2005: 4,40m
  • 2006: 4,66m
  • 2007: 4,65m
  • 2008: 4,80m
  • 2009: 4,82m
  • 2010: 4,85m
  • 2011: 4,85m

Competições Indoor

  • 2000: 3,79m
  • 2005: 4,11m
  • 2006: 4,41m
  • 2007: 4,66m
  • 2008: 4,70m
  • 2009: 4,81m
  • 2010: 4,82m

Galeria[editar | editar código-fonte]

Fabiana Murer competindo nos Jogos Pan-americanos de 2007.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]