Fernando Manuel Costa Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fernando Santos
Informações pessoais
Nome completo Fernando Manuel Costa Santos
Data de nasc. 10 de outubro de 1954 (59 anos)
Local de nasc. Lisboa,  Portugal
Informações profissionais
Clube atual Grécia Grécia
Posição Treinador
Times que treinou
1987-1994
1994-1998
1998-2001
2001-2002
2002-2003
2003-2004
2004-2006
2006-2007
2007-2010
2010-2014
Portugal Estoril
Portugal Estrela da Amadora
Portugal FC Porto
Grécia AEK Atenas
Grécia Panathinaikos
Portugal Sporting
Grécia AEK Atenas
Portugal Benfica
Grécia PAOK
Grécia Grécia

Fernando Manuel Costa Santos (Lisboa, 10 de Outubro de 1954) é um treinador de futebol e ex-futebolista português. A ultima formação que dirigiu foi a Seleção Grega de Futebol, estando actualmente à procura de um novo clube para treinar.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Tendo iniciado a sua carreira de futebolista no Sport Lisboa e Benfica, passou ainda pelo CS Marítimo e Grupo Desportivo Estoril Praia, onde iniciaria a sua carreira de treinador de futebol durante a época de 1987/88.

Permaneceu no comando da equipa do Grupo Desportivo Estoril Praia até à época de 1993/94, sendo substituído por Carlos Manuel.

Na época seguinte ingressou como treinador no CF Estrela da Amadora onde chamou a atenção de diversos clubes nacionais e internacionais e onde logrou as melhores classificações deste clube. Este sucesso viria a levar à sua transferência para o FC Porto na época 1998/99 onde conquistou o inédito penta-campeonato, tornando-se conhecido pelo "Engenheiro do Penta". Permaneceu no clube até 2001 quando rumou ao campeonato grego, para orientar o AEK Atenas, conquistando o 2º lugar. No entanto, as dificuldades financeiras do clube e a fuga dos seus melhores jogadores levou a que Fernando Santos também ele rumasse ao seu rival da capital grega, o Panathinaikos. Acabou por sair a meio da temporada por opção pessoal.

Em 2003/04, tornou-se treinador do Sporting Clube de Portugal, acabando por sair no final da época. Rumou novamente ao AEK Atenas agora presidido pelo seu ex-jogador, Nikolaidis, para mais duas épocas onde, conseguiu colocar a equipa na Liga dos Campeões, feito extraordinário para uma equipa praticamente na falência.

Após a saída de Ronald Koeman do Sport Lisboa e Benfica, assumiu o cargo de técnico do clube que o viu nascer para o futebol e do qual sempre se assumiu como adepto e sócio, tornando-se assim no primeiro técnico português, e o terceiro a nível mundial, a comandar os três grandes de Portugal.

Fernando Santos sempre se assumiu um grande adepto ta táctica 4-4-2 em losango, e tentou implantá-la no Benfica, sem muito sucesso.

Na madrugada entre o dia 19 e 20 de Agosto de 2007, Fernando Santos viu o seu contrato de treinador com o Sport Lisboa e Benfica ser rescindido, sendo contratado para assumir o controlo do clube José Antonio Camacho.

Apesar da ausência de resultados no seu período contratual, Fernando Santos mostrou-se surpreendido com a sua saída : "Sinto-me surpreendido, nenhum treinador que ganhou o Torneio do Guadiana há 15 dias, que ganhou um jogo para a Liga dos Campeões e que fez o 22.º jogo sem derrotas no campeonato estaria à espera de sair. Parece-me normal" Em 3 de setembro de 2007 Santos volta novamente à Grécia, desta vez para treinar o PAOK de Salónica e no dia 1 de julho de 2010, foi anunciado como novo comandante da Seleção Grega.

Após a boa campanha no Euro 2012, onde a selecção grega chegou aos quartos de final da prova tendo sido eliminado pela Alemanha por 4-1, Fernando Santos foi convidado a continuar na seleção até 2014, após o mundial do Brasil.

Devido ao seu excelente trabalho à frente da seleção helénica, qualificando-a pela primeira vez na sua história para a segunda fase de um campeonato do mundo, tendo sido eliminada nos oitavos-de-final pela Costa Rica, teve várias propostas para continuar, todavia o seu desejo de voltar a treinar diariamente fez com que as recusasse, confirmando que o Mundial 2014, para o qual apurou a seleção grega com brilhantismo, realizando as suas últimas provas à frente da seleção.

Para a época 2014/2015, Fernando Santos pretende voltar a ser um treinador "diário".

Clubes[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]