Claudio Ranieri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Claudio Ranieri
Claudio Ranieri
Claudio Ranieri em outubro de 2011.
Informações pessoais
Data de nasc. 20 de outubro de 1951 (62 anos)
Local de nasc. Roma, Itália
Informações profissionais
Clube atual Grécia Grécia
Posição Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1973–1974
1974–1982
1982–1984
1984–1986
Itália Roma
Itália Catanzaro
Itália Catania
Itália Palermo
006 (0)
225 (8)
092 (1)
040 (0)
Times que treinou
1987–1988
1988–1991
1991–1993
1993–1997
1997–1999
1999–2000
2000–2004
2004–2005
2007
2007–2009
2009–2011
2011–2012
2012–2014
2014 -
Itália Puteolana
Itália Cagliari
Itália Napoli
Itália Fiorentina
Espanha Valencia
Espanha Atlético de Madrid
Inglaterra Chelsea
Espanha Valencia
Itália Parma
Itália Juventus
Itália Roma
Itália Internazionale
Mónaco Monaco
Grécia Grécia

Claudio Ranieri (Roma, 20 de outubro de 1951) é um treinador e ex-futebolista italiano. Atualmente, dirige a Grécia.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Como jogador atuava na posição de zagueiro e começou a carreira na Roma, em 1973, e passou por Catanzaro e Catania e Palermo, onde se aposentou em 1986.

Técnico[editar | editar código-fonte]

Como treinador, Ranieri começou comandando o Puteolana, e um ano depois for para o Cagliari e depois passou ainda por Napoli, Fiorentina (na qual venceu uma Copa da Itália e uma Supercopa Italiana). É o técnico de futebol italiano com mais temporadas no exterior: oito. Treinou o Valencia, vencendo uma Copa do Rei, em 1999, o Atlético de Madrid e o Chelsea, de 2000 a 2004, levando os Blues às semifinais da Liga dos Campeões da UEFA de 2003-04. O ótimo trabalho, porém, não o salvou da demissão, por falta de títulos. Na temporada 2004-05 tentou novamente o trabalho com o Valencia, mas também por lá não se livrou da demissão. Em 13 de fevereiro de 2007, assinou contrato com o Parma, onde fez uma fraca campanha na temporada 2006-07. Na temporada seguinte, foi contratado para treinar a Juventus, que acabara de voltar da segunda divisão, no lugar do francês Didier Deschamps. Treinou o time de Turim por 2 temporadas, até ser trocado por Ciro Ferrara.

Em 1 de setembro de 2009, depois da demissão de Luciano Spalletti do cargo de treinador da AS Roma, Ranieri foi contratado para treinar o clube que o revelou, na temporada 2009-10. Sob o comando dos giallorossi, Ranieri foi vice-campeão do campeonato italiano, Copa da Itália e Supercopa da Itália. Após boa parte de uma temporada 2010-11 irregular, Ranieri foi demitido e em seu lugar assumiu Vincenzo Montella.

Após a demissão do técnico Gian Piero Gasperini, assumiu a Internazionale[1] , no início da temporada 2011-12. Porém, no dia 26 de março de 2012, acabou demitido após maus resultados no Campeonato Italiano e a eliminação nas oitavas de final da Liga dos Campeões, para o Olympique de Marseille.[2]

Assumiu o comando técnico do Monaco no início da temporada 2012-13 que disputaria a Ligue 2.[3] Trouxe o clube de volta a Ligue 1, no qual foi vice-Campeonato Francês de 2013-14. Deixou o clube em 20 de maio de 2014.[4]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]