Circo Máximo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Circo Máximo (em latim Circus Maximus, italiano Circo Massimo) foi uma arena antiga e local de entretenimento na antiga Roma.

O Circo Máximo na actualidade.

Situada no vale entre a Colina Palatina e a Colina Aventina, este local foi inicialmente utilizado para jogos e entretenimento pelos reis etruscos de Roma. Certamente, os primeiros jogos romanos (ludi romani) eram desenrolados neste local por Tarquínio Prisco, o primeiro governante etrusco da cidade. Mais tarde, no século II a.C., o Circus seria palco para jogos, festivais e corridas de bigas, uma clara influência dos gregos. Numa tentativa de ir ao encontro das exigências dos cidadãos de Roma, Júlio César expandiu o Circo por volta de 50 a.C., aumentado a pista para, aproximadamente, 600 metros em comprimento, 225 metros em envergadura, permitindo acomodar cerca de 250.000 espectadores[1] .

Mais tarde, o imperador Tito construiu o arco que levou seu nome na extremidade, no Fórum Romano, enquanto o imperador Domiciano ligou o seu novo palácio, no monte Palatino, ao Circo, para poder assistir às corridas de suas varandas. O imperador Trajano mais tarde adicionou outros cinco mil lugares e expandir a zona imperial, numa tentativa de obter maior visibilidade durante os jogos. O Circo chegou a ter sua capacidade ampliada para 385.000 lugares, no total.[carece de fontes?]

Hoje em dia restam em pé algumas poucas ruínas da sua estrutura, e a área descampada que era ocupada por sua extensão é utilizada pelos romanos como uma área de lazer ao ar livre.

Referências

  1. WOODHEAD, Henry - diretor. História em revista: 400 a.C.-200 d.C. Impérios em ascensão. 1 ed. Rio de Janeiro: Cidade Cultural, 1990. 176 p. 1 vol. vol. 1. ISBN

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Circo Máximo
Ícone de esboço Este artigo sobre Roma Antiga e o Império Romano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.