Leopardo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaLeopardo[1]
Ocorrência: Plioceno Tardio ou Início do Pleistoceno até Recente
Leopard africa.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 NT pt.svg
Quase ameaçada (IUCN 3.1) [2]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Subfamília: Pantherinae
Género: Panthera
Espécie: P. pardus
Nome binomial
Panthera pardus
(Linnaeus, 1758)
Distribuição geográfica
Mapa de distribuição do leopardo: original (vermelho); presente (verde), altamente fragmentado(verde claro), incerto (amarelo).
Mapa de distribuição do leopardo: original (vermelho); presente (verde), altamente fragmentado(verde claro), incerto (amarelo).
Sub-espécies
Ver texto
Sinónimos
Felis pardus Linnaeus, 1758

Leopardo (Panthera pardus), também chamado de onça-do-cabo-verde em Angola, é, com o tigre, leão e onça pintada, um dos quatro grandes felinos do gênero Panthera.

Características[editar | editar código-fonte]

Medem de 1,25 m a 1,65 m de comprimento, e pesam entre 30 e 90 kg. As fêmeas têm cerca de dois terços do tamanho do macho. De menor porte do que a onça pintada, o leopardo não é menos feroz. Habita a África e Ásia.

Leopardo negro ( também conhecido como "pantera negra"). Animal com melanismo.

Sua gestação é de 12 semanas.

Possui várias subespécies, entre elas leopardo-africano, leopardo-indiano, sendo que algumas estão criticamente ameaçadas, como o leopardo-de-amur, o leopardo-da-barbária e o leopardo-da-arábia.

O leopardo-nebuloso (Neofelis nebulosa) e o leopardo-das-neves (Uncia uncia) são espécies que pertencem a gêneros diferentes, apesar do nome leopardo em comum.

Leopardo negro com manchas visíveis ao sol.

Há leopardos que nascem totalmente pretos (popularmente conhecidos como pantera negra), nestes indivíduos ocorre o melanismo, uma alteração genética, e mesmo com sua pelagem escura ainda é possível visualizar suas manchas, assim como na onça-pintada.

O leopardo possui uma longa cauda, que o ajuda a manter o equilíbrio ao subir em árvores (onde preferem comer sua presa) ou ao fazer longas corridas em grandes velocidades (cerca de 50 km/h), diferentemente da onça que não possui cauda tão longa.

No deserto, podem atingir 15 anos de idade.

Leopardo vs Onça-Pintada[editar | editar código-fonte]

Leopardo
Onça-pintada no zoológico de São Paulo.

Um leopardo, à primeira vista, parece-se muito com uma onça-pintada. Porém, uma observação mais detalhada mostra que sua padronagem de pelo apresenta diferenças significativas. Enquanto a onça apresenta pintas em forma de rosetas, os leopardos têm manchas menores, escuras de cor sólida. Apresentam também diferenças na morfologia da cabeça.

A onça-pintada possui cabeça e corpo mais robustos. O leopardo é um pouco menor que a onça-pintada.

Dieta[editar | editar código-fonte]

Um leopardo geralmente caça impalas e por vezes gnus, ruminantes presentes na savana. Às vezes, pode atacar bandos de babuínos quando estes invadem seu território em busca de alimento ou abrigo. O leopardo usa a sua imensa força e transporta a sua presa para o cimo de uma árvore para a tirar do alcance de outros predadores como os leões e as hienas. Um leopardo consegue carregar animais seis vezes mais pesados que ele mesmo. Muitas vezes o leopardo com fome pode comer qualquer coisa até mesmo um inseto.

Símbolo[editar | editar código-fonte]

Como símbolo do safári africano, pertence ao grupo de animais selvagens chamado "big five", correspondente aos 5 animais mais difíceis de serem caçados: leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte.

Subespécies[editar | editar código-fonte]

Leopardo de amur

Ásia[editar | editar código-fonte]

Jovem leopardo (Panthera pardus pardus) correndo.

Europa[editar | editar código-fonte]

África[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Leopardo

Referências

  1. Wozencraft, W.C.. In: Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.). Mammal Species of the World. 3. ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. Seção Order Carnivora. 41 pp. ISBN 978-0-8018-8221-0. OCLC 62265494.
  2. Henschel, P., Hunter, L., Breitenmoser, U., Purchase, N., Packer, C., Khorozyan, I., Bauer, H., Marker, L., Sogbohossou, E., Breitenmoser-Würsten, C. . Panthera pardus (em Inglês). IUCN . Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de Versão 2011.2. Página visitada em 28 de novembro de 2012.