Gato-maracajá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaGato-maracajá
Tika2009Jan24.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 NT pt.svg
Quase ameaçada
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Género: Leopardus
Espécie: L. wiedii
Nome binomial
Leopardus wiedii
( Schinz, 1821)
Distribuição geográfica
Margay area.png
Sinónimos
Felis wiedii

O gato-maracajá (Leopardus wiedii) é um felino nativo de América Central e América do Sul. Tem, como característica, uma cauda mais longa do que seus membros posteriores. Os seus pelos são amarelo-escuros nas partes superiores do corpo e na parte externa dos membros. Tem manchas sob a forma de rosetas com uma região central amarela por todo o corpo, da cabeça à cauda.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Maracajá" é um termo oriundo do tupi mbaraka'ya.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Dentre suas habilidades, o gato-maracajá pode caminhar nas pontas dos galhos dos arbustos. Também possui grande capacidade de salto e suas garras são proporcionalmente mais longas do que as da jaguatirica. O período de gestação é de 81 a 84 dias, e a expectativa de vida é de cerca de 13 anos. Tem capacidade de virar em 180 graus as articulações do tornozelo, o que o possibilita transitar com facilidade entre troncos e árvores. Seus hábitos são noturnos e alimenta-se de pequenos roedores e aves, que caça nas árvores.

Ele consegue imitar o som de suas presas para atraí-las, como o chamado de filhotes de saguis da espécie Saguinus bicolor (soim-de-coleira), atraindo, dessa forma, os adultos para uma emboscada.[2] [3] Recentemente, cientistas descobriram que ele também consegue imitar os sons de alguns pássaros e roedores. No Brasil, o gato-maracajá pode ser encontrado com mais frequência na Floresta Amazônica.

Subespécies[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 088.
  2. Calleia, F. O.; Rohe, F.; Gordo, M.. (June 2009). "Hunting Strategy of the Margay (Leopardus wiedii) to Attract the Wild Pied Tamarin (Saguinus bicolor)". Neotropical Primates 16 (1): 32–34. Conservation International. DOI:10.1896/044.016.0107. ISSN 1413-4705.
  3. Dell'Amore, Christine (2010-07-13). Jungle Cat Mimics Monkey to Lure Prey—A First National Geographic Daily News. National Geographic Society. Página visitada em 2010-07-18.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Gato-maracajá
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Gato-maracajá

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

(em inglês) Cat Specialist Group (2002). Leopardus wiedii. 2006 IUCN Red List of Threatened Species. IUCN 2006. Acesso a 14 de Agosto de 2007.

Ícone de esboço Este artigo sobre Felídeos, integrado ao WikiProjeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Portal A Wikipédia possui o
Portal dos Felinos.