Pantera-nebulosa-de-bornéu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPantera-nebulosa-de-bornéu
Pantera-nebulosa na província de Sabá, Malásia

Pantera-nebulosa na província de Sabá, Malásia
Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Subfamília: Pantherinae
Género: Neofelis
Espécie: N. diardi
Nome binomial
Neofelis diardi
(G. Cuvier, 1823)
Distribuição geográfica
Mapa de distribuição
Mapa de distribuição

A pantera-nebulosa-de-bornéu é um felídeo de médio porte, encontrado em Bornéu, onde é o maior predador da ilha,[1] além de Sumatra e nas ilhas Batu, no Arquipélago Malaio. Foi recentemente elevado a espécie em um trabalho publicado por Buckley-Benson e colaboradores em 2006, até então era considerada uma subespécie insular da pantera-nebulosa Neofelis nebulosa. Em 2008 foi considerada vulnerável na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Mundial para a Natureza e calcula-se que a população desses felinos chegue a 10 mil indivíduos.

Distribuição Geográfica[editar | editar código-fonte]

A pantera-nebulosa de Bornéu vive nas ilhas de Bornéu e Sumatra no Arquipélago Malaio, a espécie também habitava Java, mas não têm sido encontrada na ilha desde o período Neolítico.

Etimologia e História Taxonômica[editar | editar código-fonte]

Apesar de também ser conhecida como leopardo nebuloso de Bornéu, a espécie não é relacionada com o Leopardo.

A espécie foi nomeada em homenagem ao naturalista e explorador francês Pierre-Médard Diard, no século XIX, as duas espécies de panteras-nebulosas eram designadas como Felis diardii e, coloquialmente, como Gato de Diardi. [2] Os nomes locais, "Macan Dahan" na Língua indonésia e "Harimau Dahan" em Malaio, significam "Tigre do galho da árvore".[carece de fontes?] A espécie foi, por muito tempo, classificada como uma subespécie da Pantera-nebulosa, classificada como Neofelis nebulosa diardi. Em dezembro de 2006, dois artigos no jornal científico Current Biology discorreram sobre a necessária reclassificação e redefinição de duas subespécies do Leopardo Nebuloso: Neofelis nebulosa originária da Ásia continental e Neofelis diardi do Arquipélago Malaio, com a exceção da região peninsular da Malásia. Em 2006, um estudo elaborado por Andrew C. Kitchener detalhou váriações geográficas na espécie, indicando a separação em duas subespécies. Os resultados de uma análise morfométrica na pelagem numa amostra de 77 Leopardos nebulosos originários de vários regiões da Ásia, indicava havia dois grupos morfológicos distintos, diferenciando-se principalmente no tamanho de suas manchas.

Outro estudo, elaborado por Valerie A. Buckley Beason citava evidências moleculares que confirmavam a separação da espécie, apesar de terem sido usadas amostras de DNA apenas de populações da ásia continental e da ilha de Bornéu e nenhuma da ilha de Sumatra. O estudo mostrou várias diferenças genéticas entre as subespécies (Diferenças no DNA mitocondrial, nas sequências do DNA nuclear, variações microssatélitite e diferenças citogenéticas).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Pantera-nebulosa-de-bornéu
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Pantera-nebulosa-de-bornéu
Ícone de esboço Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.