Atelocynus microtis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde agosto de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaCachorro-do-mato-de-orelhas-curtas[1]
Short-eared Dog.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 NT pt.svg
Quase ameaçada (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Canidae
Género: Atelocynus
Espécie: A. microtis
Nome binomial
Atelocynus microtis
Sclater, 1883
Distribuição geográfica
•  presente
presente

Atelocynus microtis, popularemente conhecido como cachorro-do-mato-de-orelhas-curtas ou raposa-de-orelhas-pequenas, é um mamífero da família Canidae.[2]

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Peles com pêlo cachorro-do-mato-de-orelhas-curtas (Atelocynus microtis). Coleção de peles (Bundes-Pelzfachschule, Frankfurt am Main, Alemanha).

Mede aproximadamente 25 cm de altura e entre 42 a 100 cm de comprimento, pesando aproximadamente 10 kg quando adulto. Sua cauda possui 30 cm.

Sua coloração comum é marrom-escuro, com tonalidades brancas mesclada, com exceção da cauda, que é de cor preta. Na parte superior das costas e da cauda, existe uma faixa escura e uma mecha de cor clara na parte inferior da base da cauda.

Distribuição e habitat[editar | editar código-fonte]

É naturalmente encontrado espalhada da Colômbia até a Bolívia e do Equador até o Brasil, passando pelo Peru. Entretanto, registros da espécie já foram confirmados a partir de um pouco mais ao leste do Pará. Sua presença foi sugerida na Venezuela por Hershkovitz (1961), porém nunca confirmada. Várias hipóteses para esta espécie foram publicadas, indicando a presença da espécie ao longo de toda Floresta Amazônica e também nas Florestas dos Andes e em regiões de Savana. No Brasil, ocorre somente Floresta Amazônica.

A espécie foi registrada em uma ampla variedade de habitats várzea, incluindo a floresta terra firme, pântanos, plantações de bambu e sucessão ao longo de rios. Registros são raros em áreas de perturbação humana como perto de cidades ou em zonas agrícolas. Não é certamente descrito que este animal seja capaz de habitar além de locais úmidos e várzeas florestais.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Possui hábitos solitários e só procura um parceiro na época do acasalamento. O macho é dotado de uma glândula anal que produz uma secreção com cheiro forte que utilizada para marcar seu território.

Referências

  1. Wozencraft, W.C.. Order Carnivora. In: Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.). Mammal Species of the World. 3 ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. 532–628 pp. ISBN 978-0-8018-8221-0 OCLC 62265494
  2. http://www.canids.org/species/Short-eared_dog.pdf
Ícone de esboço Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Atelocynus microtis