Fiat Brava

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Fiat Brava
Fiat Brava 1996 Rear.jpg
Fiat Brava 1996 Front.jpg
Versão brasileira do Brava
Visão Geral
Produção 1995 - 2001 Fiat Brava e Fiat Bravo (1995) Italia
1999 - 2003 Fiat Brava (Brasil)
Fabricante Fiat
Modelo
Carroceria Hatchback de três e cinco portas
Ficha técnica
Motor 1.4 16V (Europa)
1.6 16V (Brasil)
1.8 16V (Europa e Brasil, neste com 132cv)
2.0 20V (Europa)
Transmissão 5 marchas manual
Modelos relacionados Fiat Marea
Novo Fiat Bravo
Citroën Xsara
Ford Focus
Opel Astra
Peugeot 306
Renault Fluence
Škoda Octavia
Volkswagen Golf
Chevrolet Astra
Cronologia
Último
Último
Fiat Tipo
Fiat Stilo
Próximo
Próximo


O Bravo e o Brava são modelos hatchbacks médios da Fiat vendidos na Europa nas décadas de 1990 e 2000. O Bravo era um modelo de três portas e o Brava de cinco portas, este vendido no Brasil entre 1999 e 2003. É interessante notar que os modelos três e cinco portas se diferenciavam bastante no perfil da carroceria e no desenho da traseira, com um desenho mais esportivo no modelo de três portas, característica não muito usual. Na Europa foram equipados com os motores 1.4 16V de 90 cv, 1.6 16V de 103 cv, 1.8 16V de 113 cv e somente para a versão HGT do Bravo o 2.0 20V de cinco cilindros, todos a gasolina, além dos modelos a Diesel.

O Fiat Brava foi vendido no Brasil em três versões, SX, ELX e HGT. As versões SX e ELX se diferenciavam apenas pelos opcionais e forração do interior e contavam com motor 1.6 16V que rendia nos primeiros modelos (1999/2000) 99 cavalos (de 106 foi reduzido a esta potência para evitar maior imposto), sendo que de 2000 em diante passou a ter os 106 cavalos originais. Em 2001 foi substituído pelo motor "Corsa Lunga" (curso longo), que tinha maior curso de pistões para uma melhor distribuição de torque. Já a versão HGT possuía motor 1.8 16V com 132 cavalos e itens que o diferenciavam das outras versões como rodas esportivas de aro 15, aerofólio, grade do capô na cor cinza e estofamento em veludo. Tinha como opcionais, ABS, EBD, Teto solar e Air Bag duplo. Ambos os motores eram importados da Itália.

Os modelos foram substituídos pelo Fiat Stilo, tanto na versão três portas (modelo europeu) quanto na de cinco portas, sendo que somente a último foi disponibilizada no Brasil. Em 2007 a Fiat substituiu o Stilo na Europa pelo novo Bravo, que foi criado como um único modelo, desta vez com a inexistência de seu "alter-ego" Brava. Ao contrário deste modelo, a nova geração se destacou nas vendas.

Diferença entre as versões[editar | editar código-fonte]

Em relação ao modelo europeu, o modelo brasileiro possui maior tomada de ar.

Em relação ao modelo brasileiro, foram modificados faróis (mesmo do Marea, facho baixo superelipsoidal e superfície complexa para o alto), maior tomada de ar dianteira, rodas de sete raios.

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos, Fiat Brava era o nome do Fiat 131

Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.