Igreja Católica Siro-Malancar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Igreja Católica Siro-Malancar (em malaiala, സീറോ മലങ്കര കത്തോലിക്കാ സഭ) é uma Igreja Católica Oriental sui juris em comunhão com a Santa Sé. Assim como as outras igrejas orientais indianas, tem sua fundação lendária ligada a São Tomé, e está em comunhão com a Santa Sé desde 1930, após cisão em 1663.

Os seus fiéis concentram-se na região oeste de Kerala (Costa do Malabar, Índia), dividindo-se em uma arquidiocese maior e cinco eparquias. Actualmente, esta Igreja sui juris conta com cerca de 500 mil católicos na Índia e de umas dezenas de milhares de católicos em outros países estrangeiros.

O seu rito litúrgico pertence à tradição siríaca de Antioquia. Esta Igreja oriental é atualmente governada pelo Arcebispo Maior Baselios Cleemis, juntamente com o seu Sínodo, mas sempre sob a supervisão do Papa. A sua sede é a Arquidiocese Maior de Trivandrum.

História[editar | editar código-fonte]

O Cristianismo chegou à Índia com São Tomé, segundo origens lendárias. Assim, surgem os Cristãos de São Tomé, que manteriam o rito oriental. O Catolicismo só chegou à Costa do Malabar graças ao esforço dos missionários portugueses, em especial de São Francisco Xavier.

Apesar disso, somente em 1926 o Sínodo Episcopal da Igreja Siro-Malancar, realizado em Parumala, autorizou o Monsenhor Ivanios Giorgio Tommaso Panickerveetil a entrar em negociações com a Santa Sé para uma reunião definitiva com a Igreja Católica Romana, sob a condição expressa de que a antiga e venerável tradição oriental da Igreja Siro-Malancar fosse conservada e mantida intacta. O Papa Pio XI graciosamente aceitou as condições e festejou o reencontro. Assim, em 1930, foram ordenados os primeiros sacerdotes pela tradição siro-malancar.

Em 2005, a Igreja Siro-Malancar obteve finalmente o estatuto de Igreja sui juris, através da elevação de Trivandrum a Arquidiocese Maior.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Robertson, Ronald, CSP (1999). The Eastern Christian Churches: A Brief Survey. Rome:Pontifício Instituto Oriental. ISBN 88-7210-321-5.
Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.