Lourenço de Almeida (capitão-mor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde março de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

D. Lourenço de Almeida (Martim, c. 1480 - Chaul, Março de 1508) foi um capitão-mor de Portugal.

Dados Biográficos[editar | editar código-fonte]

Único filho varão do vice-rei D. Francisco de Almeida e de Brites Pereira, seguiu atentamente as pisadas do pai. O "diabo louro" como era chamado, era um moço esbelto e com cerca de dois metros de altura, o que fazia de Lourenço uma das mais altas personagens do reino.

Combateu em Tânger, em 1501, e chegou ao Ceilão (actual Sri Lanka) em 1506, onde submeteu o rei e descobriu a origem da canela.

Foi incumbido pelo pai de desempenhar diversas tarefas de responsabilidade, às quais não voltou as costas e soube concluir com competência. Uma delas foi a derrota da poderosa esquadra do rei de Calecute.

No primeiro mês de 1508 Lourenço de Almeida rumou a Chaul para tomar conta das naus de Cochim e de Cananor, mas, surpreendido por uma esquadra mameluca egípcia comandada pelo chamado Mirocem travou a batalha de Chaul, comandando os seus homens até morrer. A vontade de vingar a sua morte levou o seu pai D. Francisco de Almeida a desobedecer ao fim do seu mandato como vice-rei em 1509 e investir com ferocidade e ganhar a Batalha de Diu onde participou o Mirocem.